Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > sobre-o-movimento > quem-somos.php

Quem Somos



Compartilhe |


Campanha Diga Não a Impunidade
Clique na imagem para ampliá-la.

História



O Movimento Gabriela Sou da Paz foi criado pelos pais de Gabriela Prado Maia Ribeiro vitima de uma bala perdida no metrô em 2003, Cleyde Prado Maia Ribeiro e Carlos Santiago Ribeiro ambos psicólogos.

Juntos com muita força e luta fizeram uma campanha de mobilização nacional, recolhendo assinaturas para uma emenda popular que altere o código penal eliminando as brechas da lei que permitem com que réus confessos estejam livres e possam praticar outros delitos.

A campanha de recolhimento de assinaturas para encaminhar ao congresso nacional um projeto de emenda popular começou em 2003, sendo entregues 1.300.000 assinaturas em 08/03/2006.

A imagem da Gabriela fazendo o símbolo da paz que deu origem ao símbolo da campanha surgiu espontaneamente em 2001. Gabriela adorava tirar fotos e tirou uma foto fazendo o símbolo da paz, a família forneceu várias imagens de Gabriela aos veículos de comunicação, mas essa imagem em especial ganhou grande destaque na mídia por razões óbvias e perpetuou seu caso.

Hoje a imagem da Gabriela e o Movimento Gabriela Sou da Paz são nacionalmente conhecidos.
 

Conquistas



Apesar da morte de Cleyde Prado Maia Ribeiro em 2008, o Movimento obteve grandes conquistas ao longo de seus anos de existência:
  • Em 2005 - Gabriela Prado Maia Ribeiro virou nome de avenida.
  • Em 2006 - O cantor Leandro Sapucahy homenageou Gabriela em sua música Bala Perdida.
  • Em 2006 - Um milhão e trezentas mil assinaturas foram entregues em Brasília exigindo mudanças no código penal brasileiro.
  • Em 2008 - Os acusados no caso Gabriela foram condenados pela justiça.
  • Em 2008 - O metrô Rio foi condenado a pagar indenização aos pais de Gabriela.
  • Em 2010 - Homenagem pelos 2 anos de falecimento de Cleyde Prado Maia Ribeiro.
  • Em 2010 - Indenização de vítimas de bala perdida.
  • Todas essas conquistas não teriam ocorrido sem luta, sem propagação dos casos de violência e divulgação de absurdos em nossas leis.

    Ainda continuamos lutando pela votação de nosso projeto de lei entregue em 2006 e pela condenação dos acusados pela morte de Gabriela.

    Membros



    O Movimento Gabriela Sou da Paz é formado por voluntários, vítimas de violência, familiares de vítimas de violência, pessoas que de uma forma geral se sensibilizam com nosso projeto e dedicam seu tempo a formar essa vasta rede de solidariedade e luta.

    Sem Fins Lucrativos



    O Movimento Gabriela Sou da Paz não possui fins lucrativos, muito pelo contrário, profissionais dispõem de seu tempo sem serem remunerados, muitas vezes tendo que gastar dinheiro de seu bolso para confecção de agendas, jornais, panfletos, adesivos, cartazes e materiais gráficos em geral.

    A pouca verba obtida através de doações voluntárias ou venda de camisetas serve para custear parcialmente campanhas sociais, materiais gráficos, serviços bancários e serviços relacionados ao site.
     
    Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS