Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Silvia Maria Arnaut da Costa (Bala Perdida)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 02/04/2015

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 00/00/1966 (49 anos)

Data de Falecimento: 02/04/2015

Sexo: Feminino Feminino
 
A advogada Silvia Maria Arnaut da Costa, de 49 anos, foi baleada na tarde 02/04/2015, durante uma tentativa de assalto na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. A vítima chegou a ser levada para o Hospital do Andaraí, mas morreu no local. Os suspeitos conseguiram fugir e um deles teria sido atingido por um tiro, segundo testemunhas.
 
Após ser baleada, Silvia recebeu atendimento de uma socorrista do Corpo de Bonbeiros. As imagens exibidas pelo RJTV mostram Patricia Resende realizando uma massagem cardíaca na vítima.

Suspeito de assassinato é identificado 
 
O homem suspeito de assassinar a advogada foi identificado na manhã de sexta-feira (2) como Lúcio Mauro Vieira de Araújo Junior que, de acordo com a Polícia Civil, saiu da cadeia em fevereiro após cumprir pena por roubo. O suspeito foi baleado na perna. Segundo informações de um amigo e um cunhado de Silvia, o crime ocorreu após o bandido abordar um senhor na rua, querendo o cordão dele.
 
A outra vítima, identificada como Jonas Eduardo de Jesus, de 20 anos, já prestou depoimento na 19ª DP (Tijuca), que acompanha o caso. Jonas foi baleado de raspão na perna, socorrido e liberado no mesmo dia do crime.
 
Apesar dos primeiros depoimentos, as versões sobre o crime seguem contraditórias e a Divisão de Homicídios da Polícia Civil busca imagens do centro comercial para tentar esclarecer dúvidas. Testemunhas afirmaram que a vítima teria acionado o alarme após o bandido assaltar a joalheria Montecarlo, que foi o principal alvo do criminoso, e levar jóias do estabelecimento.
 
Outro ponto confuso foi a ação de um suposto segurança particular do local, que teria trocado tiros com o ladrão, segundo contam testemunhas.
 
O bandido fugiu a pé e policiais militares do 6º BPM (Tijuca) montaram um cerco pelas ruas do bairro, mas não haviam localizado o bandido. Silvia Maria da Costa era advogada e mantinha um escritório com um sócio, era casada e morava na Tijuca. O enterro aconteceu no dia 03, às 16h, no cemitério do Caju, Zona Norte do Rio. 
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, O Dia e O Globo

Sepultamento da advogada Silvia Maria, vítima de bala perdida na Tijuca, no Cemitério do Caju Foto:  Alexandre Brum / Agência O Dia

Sepultamento da advogada Silvia Maria, vítima de bala perdida na Tijuca, no Cemitério do Caju
Foto:  Alexandre Brum / Agência O Dia
 
 
Carlos Santiago, do Movimento Gabriela Sou da Paz com Adelson Costa, esposo da vítima Silvia Maria Arnaut da Costa
A advogada Silvia Maria Arnaut da Costa, de 49 anos, foi baleada na tarde 02/04/2015, durante uma tentativa de assalto na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. A vítima chegou a ser levada para o Hospital do Andaraí, mas morreu no local. Os suspeitos conseguiram fugir e um deles teria sido atingido por um tiro, segundo testemunhas.
 
Após ser baleada, Silvia recebeu atendimento de uma socorrista do Corpo de Bonbeiros. As imagens exibidas pelo RJTV mostram Patricia Resende realizando uma massagem cardíaca na vítima.

Suspeito de assassinato é identificado 
 
O homem suspeito de assassinar a advogada foi identificado na manhã de sexta-feira (2) como Lúcio Mauro Vieira de Araújo Junior que, de acordo com a Polícia Civil, saiu da cadeia em fevereiro após cumprir pena por roubo. O suspeito foi baleado na perna. Segundo informações de um amigo e um cunhado deSilvia, o crime ocorreu após o bandido abordar um senhor na rua, querendo o cordão dele.
 
Apesar dos primeiros depoimentos, as versões sobre o crime seguem contraditórias e a Divisão de Homicídios da Polícia Civil busca imagens do centro comercial para tentar esclarecer dúvidas. Testemunhas afirmaram que a vítima teria acionado o alarme após o bandido assaltar a joalheria Montecarlo, que foi o principal alvo do criminoso, e levar jóias do estabelecimento.
 
Outro ponto confuso foi a ação de um suposto segurança particular do local, que teria trocado tiros com o ladrão, segundo contam testemunhas.
 
O bandido fugiu a pé e policiais militares do 6º BPM (Tijuca) montaram um cerco pelas ruas do bairro, mas não haviam localizado o bandido. Silvia Maria da Costa era advogada e mantinha um escritório com um sócio, era casada e morava na Tijuca. O enterro aconteceu no dia 03, às 16h, no cemitério do Caju, Zona Norte do Rio. 


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Marcia Nascimento Gomes Vírgilio Augusto de Jesus Elaine Gabriel Duarte de Lima Tatiana Trajano de Santana Sirlei Dias Carvalho Pinto Karine Lorraine Chagas de Oliveira Geisson Mauricio Negrello Alcides do Nascimento Lins Priscila Dias Furtado Polyana Cristina de Castro Lucas Vargas Terra  Pedro Lucas Barreto da Conceição Carlos Gustavo Russo Everton Barbosa Belmont Ana Beatriz de Souza Simone de Campos Gomes Meira Fernandes Luiz Carlos Soares da Costa Miguel Cestari Ricci dos Santos Carlos Magno Oliveira João Vitor dos Santos Rodrigues e Igor Giovanni dos Santos Rodrigues Victor Hugo da Silva Braga
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS