Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Dayane Silvestre Uliana (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 04/01/2014

Localização: Campo Grande (MS)

Data de Nascimento: 03/06/1988 (25 anos)

Data de Falecimento: 04/01/2014

Sexo: Feminino Feminino
 
Dayane Silvestre Uliana, 26, foi morta com três tiros na cabeça por volta de 18h30 do dia 04/01/2014. Ela dirigia um Chevrolet Corsa quando foi surpreendida pelo ex-marido. A vítima foi socorrida e encaminhada para o Posto de Saúde do Bairro Guanandi, mas não resistiu aos ferimentos. 
 
Depois de atirar três vezes contra a ex-mulher no cruzamento das avenidas Manoel da Costa Lima e Bandeiras, em Campo Grande, Júlio César Martins Ferreira, 38 anos, ligou para o ex-cunhado, irmão da vítima, e ameaçou: “cuidado, o próximo é você”.
 
Segundo o delegado Carlos Delano, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga, que atendeu o caso, a polícia identificou o autor dos disparos porque uma testemunha que presenciou a execução anotou a placa da moto de Júlio.
 
Após verificação, os policiais descobriram que o documento do veículo estava em nome da vítima e que o autor era ex-marido dela.
 
Os familiares de Dayane contaram à polícia que Júlio César tem um histórico de ameaças e violência doméstica contra a mulher. Entretanto, ela nunca procurou a Polícia Civil para registrar uma ocorrência.
 
O único boletim de ocorrências registrado contra Júlio César foi feito pelo pai de Dayane em novembro de 2012. Na época, o autor da execução foi ao hospital em que a vítima tinha dado a luz ao filho do casal para forçá-la a reatar o relacionamento.
 
Ameaça – Ainda de acordo com o delegado, após atirar contra Dayane, Júlio César entrou com contato com o irmão da vítima perguntando como ela estava. Após questionar o estado de saúde dela, o ex-marido avisou: “cuidado, o próximo é você”.
 
Júlio César Martins Ferreira se apresentou  na manhã do dia 09/01 à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e como já havia mandado de prisão, ficou na cadeia.  Ele confessou o crime e disse estar arrependido. "Se eu pudesse trazer ela de volta, eu traria", fala.
 
O assassino confesso e vítima tiveram relacionamento por dois anos, possuem um filho e estavam separados há três meses.
 
O advogado de Ferreira, Rildo Henrique Pereira Marinho, disse que a intenção da defesa agora é estudar o inquérito e tentar a revogação da prisão preven
 
Sandra Domingues, com informações do Campo Grande News

Dayane Silvestre Uliana, 26, foi morta com três tiros na cabeça por volta de 18h30 do dia 04/01/2014. Ela dirigia um Chevrolet Corsa quando foi surpreendida pelo ex-marido. A vítima foi socorrida e encaminhada para o Posto de Saúde do Bairro Guanandi, mas não resistiu aos ferimentos. 
 
Depois de atirar três vezes contra a ex-mulher no cruzamento das avenidas Manoel da Costa Lima e Bandeiras, em Campo Grande, Júlio César Martins Ferreira, 38 anos, ligou para o ex-cunhado, irmão da vítima, e ameaçou: “cuidado, o próximo é você”.
 
Segundo o delegado Carlos Delano, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga, que atendeu o caso, a polícia identificou o autor dos disparos porque uma testemunha que presenciou a execução anotou a placa da moto de Júlio.
 
Júlio César Martins Ferreira se apresentou  na manhã do dia 09/01 à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e como já havia mandado de prisão, ficou na cadeia.  Ele confessou o crime e disse estar arrependido. "Se eu pudesse trazer ela de volta, eu traria", fala.
 
O assassino confesso e vítima tiveram relacionamento por dois anos, possuem um filho e estavam separados há três meses.
 
O advogado de Ferreira, Rildo Henrique Pereira Marinho, disse que a intenção da defesa agora é estudar o inquérito e tentar a revogação da prisão preven
 
Sandra Domingues, com informações do Campo Grande News


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Amaro Tavares da Silva Marco Antônio Queiroz Muniz Madeleine Beth McCann Humberto José Figueiras Barrense Rose Inês Moreira Paulo Alexandre Gomes Giorgio Renan Ernlund Metynoski Benoni Alencar Tamiris Araújo dos Santos Carlos Eduardo de Souza Garcia Aparecida Conceição Prado Ratti Patrícia Gomes Ávilla Alessandra Mendes Daniela Ferreira  Maria Cleuza da Silva Moutinho Gelson Domingos da Silva Márcia Andréia do Prado Constantino Halisson Vasconcelos Coradini Leonardo de Mello Silva Liana Friedenbach Sophie Zanger
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS