Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Ana Beatriz de Souza (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 15/07/2012

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1999 (13 anos)

Data de Falecimento: 15/07/2012

Sexo: Feminino Feminino
 
Ana Beatriz de Souza, de 13 anos, foi assassinada no dia 15 de julho de 2012, dentro de sua casa no Jardim Anhanguera, em São Paulo. O corpo da menina foi encontrado na Rodovia Anchieta com várias fraturas e ferimentos, além de sinais de esganadura.
 
Em 08/08/2012 a mãe da vítima, Ana Luiza Ferreira participou de uma reconstituição do assassinato da adolescente.
 
De acordo com ela, o crime aconteceu quando um outro filho, de 7 anos, dormia em um quarto em frente ao local do assassinato. "Ela alegou que houve uma discussão muito forte entre a filha dela e a Elizabeth, que é namorada da Ana Luiza. 
A Elizabeth, que é boxeadora, teria agredido a filha dela com socos até a morte. Ela disse que tentou afastar a amante, mas não conseguiu. 
A reconstituição serviu para mostrar como a mãe foi omissa", explica o delegado Luiz Evandro Medeiros, responsável pelo caso.
Depois de ter visto a filha morta, Ana Luiza foi até o carro buscar um cobertor para esconder o cadáver. Durante a reconstituição, uma pequena fogueira foi encontrada nos fundos da casa com várias roupas queimadas e um anel. A polícia acredita que o trio pretendia enterrar a menina dentro da própria casa, ao invés de jogar o corpo na estrada.
 
A boxeadora Elizabeth Fernandes dos Santos e Carlos José Bento de Souza, padrasto da vítima, que estavam foragidos foram presos no começo de setembro. Ambos são suspeitos do assassinato.
 
Outra hipótese
 
Apesar da mãe da vítima alegar que o assassinato aconteceu por causa de uma briga familiar, a polícia trabalha com uma outra hipótese. "Nós temos testemunhas protegidas que garantem que o ex-marido dela é traficante e usava a mãe e a adolescente para transportar drogas. A menina teria perdido uma quantidade de drogas, o que motivou uma cobrança dos mais velhos. A mãe e a Elizabeth resolveram se desfazer da criança para compensar a cobrança por parte dos traficantes", explica o delegado.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1
Ana Beatriz de Souza, de 13 anos, foi assassinada no dia 15 de julho de 2012, dentro de sua casa no Jardim Anhanguera, em São Paulo. O corpo da menina foi encontrado na Rodovia Anchieta com várias fraturas e ferimentos, além de sinais de esganadura.
 
Em 08/08/2012 a mãe da vítima, Ana Luiza Ferreira participou de uma reconstituição do assassinato da adolescente.
De acordo com ela, o crime aconteceu quando um outro filho, de 7 anos, dormia em um quarto em frente ao local do assassinato. "Ela alegou que houve uma discussão muito forte entre a filha dela e a Elizabeth, que é namorada da Ana Luiza. 
A Elizabeth, que é boxeadora, teria agredido a filha dela com socos até a morte. Ela disse que tentou afastar a amante, mas não conseguiu. 
A reconstituição serviu para mostrar como a mãe foi omissa", explica o delegado Luiz Evandro Medeiros, responsável pelo caso.
Depois de ter visto a filha morta, Ana Luiza foi até o carro buscar um cobertor para esconder o cadáver. Durante a reconstituição, uma pequena fogueira foi encontrada nos fundos da casa com várias roupas queimadas e um anel. A polícia acredita que o trio pretendia enterrar a menina dentro da própria casa, ao invés de jogar o corpo na estrada.
 
A boxeadora Elizabeth Fernandes dos Santos e Carlos José Bento de Souza, padrasto da vítima, que estavam foragidos foram presos no começo de setembro. Ambos são suspeitos do assassinato.
 
Apesar da mãe da vítima alegar que o assassinato aconteceu por causa de uma briga familiar, a polícia trabalha com uma outra hipótese. "Nós temos testemunhas protegidas que garantem que o ex-marido dela é traficante e usava a mãe e a adolescente para transportar drogas. A menina teria perdido uma quantidade de drogas, o que motivou uma cobrança dos mais velhos. A mãe e a Elizabeth resolveram se desfazer da criança para compensar a cobrança por parte dos traficantes", explica o delegado.

Por Sandra Domingues, com informações do G1



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Maria Helena Priscila Fernandes Mayra da Silva Paula Thaís Tokomoto Mirela Rabelo Portugal Gislaine Aparecida Gonçalves Luana Neves Ribeiro Décio Sá Marcos Adriano Albuquerque Danilo Ryden Viana Merlini Caren Cristina dos Santos Barbosa França Everton Barbosa Belmont Marcia Nascimento Gomes Tatiana Trajano de Santana Alexandre do Nascimento Farias Talita Juliane Peixoto Paiva Alini Gama de Oliveira Orlando Enriquez Alves Gomes Felipe da Silva Gomes Álvaro Rocha de Farias Danghlie Vieira de Andrade Michelle Chaffin Cubeiro
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS