Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Álvaro Rocha de Farias (Desaparecimento)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 23/05/2013

Localização: Manga (MG)

Data de Nascimento: 00/00/1977 (40 anos)

Sexo: Masculino Masculino
 

Álvaro Rocha de Farias, o Alvinho, 36 anos, Auxiliar Técnico Judiciário, foi visto pela última vez na noite do dia 23 de maio de 2013, na cidade de Manga-MG.

Álvaro foi visto pela última vez quando conversava com amigos em uma mesa do Restaurante Barranco, em Manga. Há relatos de que ele teria sido visto em bairros da periferia da cidade nas horas seguintes ao sumiço. Dependente químico em recuperação, a Polícia trabalha com a possibilidade de o rapaz ter sido assassinado por chefes do tráfico local, em vingança com motivação ainda não explicada.

Informações preliminares dão conta de que pelo menos sete pessoas estariam envolvida no caso.  O veículo de Álvaro, um Gol na cor preta, foi localizado algum tempo depois em uma estrada vicinal próxima à cidade. No local, não havia sinais de luta. Além disso, os documentos e telefone celular foram deixados no banco do carona. Das várias hipóteses aventadas para o sumiço de Álvaro, uma é de que poderia ter sido sequestrado – dadas as circunstâncias em que o caso aconteceu. Não houve, contudo nada que confirmasse essa possibilidade, já que ninguém contatou a família para pedir resgate ou reivindicar a autoria do crime.

Familiares de Álvaro Rocha Farias entraram em contato com o portal Folha do Vale na tarde de sábado, 6 de julho  de 2013, para informar que moradores do distrito Brejo do São Caetano ,a cerca de 20 quilômetros da sede do município de Manga,em Minas Gerais,encontram um corpo enterrado em uma cova rasa, que pode ser do desaparecido.Segundo Afonsinho um primo do desaparecido.
 
De acordo com Afonsinho, o veículo do seu primo foi encontrado abandonado na época na BR-135, entre Manga e Montalvânia.Para a polícia a suspeita é que esse corpo que foi encontrado enterrado seja do auxiliar técnico do Judiciário.
 
Por Sandra Domingues, com informações do Luis Claudio Guedes e Folha do Vale

Álvaro Rocha de Farias, o Alvinho, 36 anos, Auxiliar Técnico Judiciário, foi visto pela última vez na noite do dia 23 de maio de 2013, na cidade de Manga-MG.

Álvaro foi visto pela última vez quando conversava com amigos em uma mesa do Restaurante Barranco, em Manga. Há relatos de que ele teria sido visto em bairros da periferia da cidade nas horas seguintes ao sumiço. Dependente químico em recuperação, a Polícia trabalha com a possibilidade de o rapaz ter sido assassinado por chefes do tráfico local, em vingança com motivação ainda não explicada. 

Informações preliminares dão conta de que pelo menos sete pessoas estariam envolvida no caso.  O veículo de Álvaro, um Gol na cor preta, foi localizado algum tempo depois em uma estrada vicinal próxima à cidade. No local, não havia sinais de luta. Além disso, os documentos e telefone celular foram deixados no banco do carona. Das várias hipóteses aventadas para o sumiço de Álvaro, uma é de que poderia ter sido sequestrado – dadas as circunstâncias em que o caso aconteceu. Não houve, contudo nada que confirmasse essa possibilidade, já que ninguém contatou a família para pedir resgate ou reivindicar a autoria do crime.

Familiares de Álvaro Rocha Farias entraram em contato com o portal Folha do Vale na tarde de sábado, 6 de julho  de 2013, para informar que moradores do distrito Brejo do São Caetano ,a cerca de 20 quilômetros da sede do município de Manga,em Minas Gerais,encontram um corpo enterrado em uma cova rasa, que pode ser do desaparecido.Segundo Afonsinho um primo do desaparecido.
 
De acordo com Afonsinho, o veículo do seu primo foi encontrado abandonado na época na BR-135, entre Manga e Montalvânia.Para a polícia a suspeita é que esse corpo que foi encontrado enterrado seja do auxiliar técnico do Judiciário.
 
Por Sandra Domingues, com informações do Luis Claudio Guedes e Folha do Vale


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Sandra Ribeiro de Jesus Cláudio Carvalho Tenório Vitor Suarez Cunha Vinícius Cesarino Vinicius Maia Carvalho Rhian Henrique dos Santos Cuellar Luis Paulo Oliveira Barbosa Ana Carolina Domingos Cassino André da Rocha Bicca Matthwes Eric Jones Janinha Pereira de Freitas Dayane Silvestre Uliana Rodrigo Alves Leite Fernanda Tripodi Cínthia Lívia de Araújo José Roberto Ornelas de Lemos Mário Sérgio Gabardo Diego Machado Rodrigues Fábio Luiz Carriço Cunha Paulo Guilherme Cibele Pereira Soares
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS