Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Tayná Adriane da Silva (Estupro)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 25/06/2013

Localização: Curitiba (PR)

Data de Nascimento: 00/00/1999 (14 anos)

Data de Falecimento: 25/06/2013

Sexo: Feminino Feminino
 
Tayná Adriane da Silva, de 14 anos, desapareceu no dia 25 de junho de 2013 e foi vítima de abuso sexual seguido de morte. O crime ocorreu em Colombo, região metropolitana de Curitiba-PR. Quatro suspeitos confessaram o crime e mantém a versão do estupro.
 
Familiares contaram que ela saiu de casa para visitar uma amiga. Ela foi até a casa da colega e quando saiu mandou uma mensagem por celular para a mãe avisando que estava voltando. Depois disso, não foi mais vista.
 
Amigos e familiares da garota Tayná Adriane da Silva foram às ruas na tarde de domingo (30) para fazer uma homenagem póstuma. Mãe, tios, amigos, irmã e conhecidos da garota se reuniram na BR-476, na altura de Colombo, região metropolitana de Curitiba e bloquearam a via por cerca de 30 minutos. Eles caminharam sentido a Estrada da Ribeira e às 17 horas se encaminhavam ao parque de diversão, local onde a adolescente foi encontrada morta.
 
O corpo da menina foi enterrado na tarde de sábado (29/06) em Colombo, onde a família mora. O corpo foi velado durante a manhã na Capela do Cemitério Jardim da Colina, mesmo local do enterro. Os quatro suspeitos, que são funcionários de um parque de diversões, confessaram o crime e foram presos no final da manhã de sexta-feira (28). 
 
O laudo do Instituto de Criminalística, divulgado em 09/07 prova que o sêmen encontrado na calcinha da menina  não é de nenhum dos 4 homens presos acusados de estupro e homicídio e indiciados sob suspeita de ter cometido o crime. 
 
O Ministério Público, que recebeu o inquérito policial, já solicitou mais informações à polícia. Um novo delegado será designado para a investigação, e a Corregedoria da Polícia Civil acompanhará o caso.
 
O advogado dos suspeitos, Roberto Rolim de Moura Junior, diz que eles confessaram "sob tortura" e irá pedir o relaxamento ou revogação da prisão preventiva. A polícia e a Promotoria irão investigar a denúncia da defesa.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, e Jornal Banda B

Tayná Adriane da Silva, de 14 anos, desapareceu no dia 25 de junho de 2013 e foi vítima de abuso sexual seguido de morte. O crime ocorreu em Colombo, região metropolitana de Curitiba-PR. Quatro suspeitos confessaram o crime e mantém a versão do estupro.

Familiares contaram que ela saiu de casa para visitar uma amiga. Ela foi até a casa da colega e quando saiu mandou uma mensagem por celular para a mãe avisando que estava voltando. Depois disso, não foi mais vista.

O corpo da menina foi enterrado na tarde de sábado (29/06) em Colombo, onde a família mora. O corpo foi velado durante a manhã na Capela do Cemitério Jardim da Colina, mesmo local do enterro. Os quatro suspeitos, que são funcionários de um parque de diversões, confessaram o crime e foram presos no final da manhã de sexta-feira (28). 
 
O laudo do Instituto de Criminalística, divulgado em 09/07 prova que o sêmen encontrado na calcinha da menina  não é de nenhum dos 4 homens presos acusados de estupro e homicídio e indiciados sob suspeita de ter cometido o crime. 
 
O Ministério Público, que recebeu o inquérito policial, já solicitou mais informações à polícia. Um novo delegado será designado para a investigação, e a Corregedoria da Polícia Civil acompanhará o caso.
 
O advogado dos suspeitos, Roberto Rolim de Moura Junior, diz que eles confessaram "sob tortura" e irá pedir o relaxamento ou revogação da prisão preventiva. A polícia e a Promotoria irão investigar a denúncia da defesa.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, e Jornal Banda B


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Suelen Lyra em 19/07/2013 19:26
Q a justiça seja feita...Q Deus conforte o coraçao da familha de Tayna adriane e que o assassino pague pelo q fez pois o mundo q vivemos esta cada vez pior sem segurança...


Suelen em 17/07/2013 14:48
Tomara q o caso Tayna adriane da silva nao fique em esqueçimento como o caso raquel genofree a dor é realmente muito grande pois eu tenho uma filha q tem 11 anos de idade e tenho medo pois o mundo esta cada vez pior...

Renata Silva Monteiro Jackson Wataru Komati Cristiano Rispoli Barros Gelson Domingos da Silva Paulo Roberto Rosal Filho Luis Paulo Oliveira Barbosa Braz Antonio Duarte Edison Tsung Chi Hsueh Daniel Carrilho Evaristo Madeleine Beth McCann Milena dos Santos Nascimento Leonardo Batista Fernandes Wagner Moreira Lilian de Assis Obalski Jéssica Phillip Giusti Eugênio Bozola Chacina de Vigário Geral Francisco de Assis Guerra Ramalho Manoel Maria da Conceição Junior Edmilson dos Reis Alves Anayelle Monteiro Alves
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS