Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Talita Juliane Peixoto Paiva (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 25/06/2013

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 00/00/1989 (24 anos)

Data de Falecimento: 25/06/2013

Sexo: Feminino Feminino
 
Talita Juliane Peixoto Paiva, de 24 anos, foi foi morta em 25/06/2013 a marteladas dentro do apartamento onde morava com o marido, Mário Henrique Rodrigues Lopes, de 28, em Vila Isabel. Ele é acusado de cometer o crime e foi preso pela polícia.
 
O corpo da jovem foi achado nesta terça (25/06). Talita e Mario se casaram no início de junho, mas estavam juntos há dois anos.
 
Segundo o delegado Allan Duarte, da Divisão de Homicídios (DH), Lopes negou o crime, mas o martelo foi achado no apartamento, e vizinhos o acusaram do assassinato. “Ele vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil”, disse o policial.
 
À polícia, o suspeito alegou ter entrado em surto no domingo, após ir ao cinema com Talita. Ele foi levado para o setor psiquiátrico do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.
 
O delegado explicou que caberá à Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) analisar se Lopes tem condições de ficar numa cadeia comum ou precisará ser levado a uma clínica.
 
Por Sandra Domingues, com informações do O Dia 
Talita Juliane Peixoto Paiva, de 24 anos, foi foi morta em 25/06/2013 a marteladas dentro do apartamento onde morava com o marido, Mário Henrique Rodrigues Lopes, de 28, em Vila Isabel, Rio de Janeiro. Ele é acusado de cometer o crime e foi preso pela polícia.
 
O corpo da jovem foi achado nesta terça (25/06). Talita e Mario se casaram no início de junho, mas estavam juntos há dois anos.
 
Segundo o delegado Allan Duarte, da Divisão de Homicídios (DH), Lopes negou o crime, mas o martelo foi achado no apartamento, e vizinhos o acusaram do assassinato. “Ele vai responder por homicídio qualificado por motivo fútil”, disse o policial.
 
À polícia, o suspeito alegou ter entrado em surto no domingo, após ir ao cinema com Talita. Ele foi levado para o setor psiquiátrico do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.
 
O delegado explicou que caberá à Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) analisar se Lopes tem condições de ficar numa cadeia comum ou precisará ser levado a uma clínica.
 
Por Sandra Domingues, com informações do O Dia 


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Mirela Rabelo Portugal Fabrício Heron Graziele Marçal Franco Ana Carolina Cópia Teixeira Pedro Augusto Santos Prates Beltrão Patricia Leal dos Santos Edson Rogério Silva dos Santos André Neres Maciel Allan Diego Henriques Barbosa Humberto José Figueiras Barrense Geisson Mauricio Negrello Gelson Domingos da Silva Brayan Yanarico Capcha Vanessa Maria de Oliveira Caylee Marie Anthony Romeu Gabriel Muninhas Coutinho de Carvalho Karine Lorraine Chagas de Oliveira Maria Lucineide Barros Leonel Luiza Paula da Silveira Machado Ludmila Maria Fernandes Fragoso Padre Wagner Rodolfo da Silva
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS