Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Manoel Vazquez (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 05/03/2013

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1965 (48 anos)

Data de Falecimento: 05/03/2013

Sexo: Masculino Masculino
 

Manuel Vazquez, 48 anos, foi vítima de latrocínio em São Paulo, no dia 05 de março de 2013, quando voltava para casa depois de um dia de trabalho, e estava muito perto de casa.

Manuel, que era professor da rede municipal de ensino e deu aula até às 23h e foi covardemente assassinado por volta das 23h09, por três marginais.

De acordo com a família, até agora ainda não descobriram nada, o caso já foi encaminhado para o DHPP, porém a família não tem muitas esperanças.

Manuel saiu da escola por volta das 23h, o que aparece nas imagens é ele parando o carro perto do Telhanorte no Aricanduva, mas não dá para saber se ele foi rendido no semáforo ou se ele parou e aí foi rendido, o que a família sabe é do depoimento de dois garis que faziam a limpeza do local falando sobre a ação dos três marginais e que a ação foi muito rápida; chegaram e logo atiraram e saíram calmamente, e voltaram em seguida para levar uma maleta, onde estavam os cartões e um pouco de dinheiro, saindo novamente sem correr.

Ainda não têm nada de concreto, a não ser que o caso está sendo tratado como latrocínio, de autoria desconhecida. Manuel tinha acabado de completar 48 anos no 03 de março e morreu no dia 05 de março de 2013. 

Por Sandra Domingues

Manuel Vazquez, 48 anos, foi vítima de latrocínio em São Paulo, no dia 05 de março de 2013, quando voltava para casa depois de um dia de trabalho, e estava muito perto de casa. 

Manuel, que era professor da rede municipal de ensino e deu aula até às 23h e foi covardemente assassinado por volta das 23h09, por três marginais. 

De acordo com a família, até agora ainda não descobriram nada, o caso já foi encaminhado para o DHPP, porém a família não tem muitas esperanças. 

Manuel saiu da escola por volta das 23h, o que aparece nas imagens é ele parando o carro perto do Telhanorte no Aricanduva, mas não dá para saber se ele foi rendido no semáforo ou se ele parou e aí foi rendido, o que a família sabe é do depoimento de dois garis que faziam a limpeza do local falando sobre a ação dos três marginais e que a ação foi muito rápida; chegaram e logo atiraram e saíram calmamente, e voltaram em seguida para levar uma maleta, onde estavam os cartões e um pouco de dinheiro, saindo novamente sem correr.

Ainda não têm nada de concreto, a não ser que o caso está sendo tratado como latrocínio, de autoria desconhecida. Manuel tinha acabado de completar 48 anos no 03 de março e morreu no dia 05 de março de 2013. 

Por Sandra Domingues



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Luciene Neves Igor Galleti Pinto Gabriela Colnago de Castro Caiado Cleonice Marinho de Araújo Roberta Costa Dias Françoise Steffani Silva de Oliveira Wilson Roberto Tafner Alaélcio Pereira de Araújo Michel Ramos Costa Bruno Gitahy Zagootho Wagner Marques dos Santos Francisco de Assis Guerra Ramalho Júnia Aparecida da Silva Julio César Pinto Lima Bárbara Syndel Nascimento Everson Gonçalves Silote Jair Henrique Pavaneli Jhonny Rafael Ferreira de Bahamontes Álvaro Rocha de Farias  Denise Quioca Janaína Brito Conceição
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS