Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Rafael de Jesus (Erro Médico)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 12/02/2012

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 12/02/2012 (0 ano)

Data de Falecimento: 13/02/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

Por Vera Carvalhaes da Silva, mãe do pequeno Rafaelzinho

No dia 12 de fevereio às 9:35 hs da manhã levantei-me da cama e percebi que ocorria um sangramento vaginal, como eu estava com 35 semanas de gestação liguei imediatamente para a doutora o qual eu fazia o prenatal desde o início da gravidez , imediatamente liguei para ela e ela me encaminhou para o hospital URMED em Vila Valqueire, sendo que em nenhum momento ela me disse o porque o sangramento, logo após 10 minutos eu com meu marido chegamos ao hospital encontrando em seguida a doutora estando sozinha sem sua equipe.
 
Fui conduzida ao centro cirúrgico onde tive o conhecimento da gravidade do meu caso descolamento de placenta minha situação e principalmente do meu filho era muito grave, fiquei no aguardo de mais ou menos duas horas, quando a equipe chegou e realizaram a cesariana e meu filho já havia sofrido graves consequências pela demora da equipe médica da doutora, e da precariedade do hospital URMED pois não possuia UTI NEONATAL, pois quando meu filho nasceu precisava urgente ir para UTI NEONATAL E OUTROS PROCEDIMENTOS RELATIVO as gravidades dos fatos, tendo meu filho o quadro se agravando de 12 hs até 20:00 hs.
 
Quando meu marido e a pediatra conseguiram uma UTI NEONATAL MÓVEL, meu filho já estava em estado gravíssimo, vale resaltar que logo após a cesariana a doutora e sua equipe foram embora ficando apenas desesperadamente a pediatra, avisando a todo o tempo ao meu marido que essa doutora era louca pois ela sabia que o hospital não tinha UTI NEONATAL e ela não poderia me mandar para lá, enfim meu filho foi transferido para outro hospital, mas pelo erro dessa médica meu filho não resistiu e faleceu no dia seguinte.
 
Ele lutou muito para sobreviver, também antes da cesariana a doutora perguntou para meu marido se queria que fizesse a laqueadura e meu marido não autorizou, mas mesmo assim ela fez a laqueadura, agora luto por justiça pois se ela fazia parto lá e sabia que o hospital não tinha estrutura nenhuma e eu e meu filho precisaríamos de um hospital que tivesse UTI NEONATAL, mas sabe o que ela me disse que esqueceu que lá não tinha UTI como assim?! Esqueceu? Sabia que o hospital não tinha suporte algum para atender casos de emergências...
Justiça é tudo o que eu quero .
 
Cadastrado por Sandra Domingues

O pequeno Rafael de Jesus, de apenas 1 dia de vida, veio a falecer em um Hospital do Rio de Janeiro. Os pais acreditam em erro e negligência médica elutam por Justiça.

Postado por Sandra Domingues



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Isabelle em 21/03/2013 19:54
Estamos juntas nessa luta amiga ... Deus é fiel, e justiça há de ser feita. Bjs no coração.

Simone de Campos Gomes Meira Fernandes Suênia Souza Faria Ignez Barbosa de Oliveira Eduardo da Silva Oliveira Gabriela de Souza Teixeira Diego da Rosa Hammes Rozana da Silva Nascimento Gabriel Kuhn Aparecida Conceição Prado Ratti Sigouney Tereza Coelho de Moraes Juliana Vania de Oliveira Estefani Vitoria Rochinski Marcos Monis Monteiro de Lima Marcela da Silva Xavier Pedro Lucas Campos Moraes Victor Emanuel Muanis Priscilla Gomes de França Juliana de Godoy Pereira Thiago Pinheiro Castro Géssica Guedes Pereira Humberto Barbosa Martins
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS