Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Maria Vitória Oliveira de Souza (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 05/03/2013

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 00/00/2002 (11 anos)

Data de Falecimento: 05/03/2013

Sexo: Feminino Feminino
 

Maria Vitória Oliveira de Souza, de 11 anos, estava desaparecida desde o dia 05 de março de 2013, quando saiu de casa para encontrar uma amiga e não apareceu mais. O corpo da menina  foi encontrado 4 dias depois (09/03),  em um valão na Estrada da Lama Preta, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio.

De acordo com uma vizinha da família da vítima e que ajudou nas buscas, Maria de Fátima de Oliveira, há indícios de violência e possível estupro no corpo da menina.
 
"O rosto estava deformado, a calça aberta e as mãos estavam para cima", descreveu Maria de Fátima, que mora na região há nove anos e disse nunca ter visto algo do tipo acontecer.
 
Os pais, identificados como Gilson e Denise, passaram mal ao saber da notícia.
 
Maria de Fátima ainda criticou a demora da polícia em começar as buscas pela criança. De acordo com Maria de Fátima, a queixa foi feita no dia, na 36ª DP, e os policiais só chegaram ao local quatro dias depois, quando o corpo foi achado.
 
"É muito tempo para fazer uma maldade. Saímos feito loucos pelo mato e se tivéssemos apoio de gente capacitada, poderíamos ter achado a criança antes ou evitado o crime", lamentou.
 
Policiais da Divisão de Homicídios (DH) prenderam, na noite de domingo (10/03), Mauricio Henrique da Silva, de 28 anos, acusado de matar a menina Maria Vitoria Oliveira de Souza, quando estava escondido na casa de um parente, em Magé, na Baixada Fluminense. Ele não tinha passagens pela polícia.
 
Na delegacia, o preso confessou o crime aos policiais da Divisão de Homicídios (DH) e disse que matou a menina asfixiada por causa de uma televisão, que o avô da vítima havia dado para ele consertar. O aparelho voltou a dar problemas e a irmã gêmea de Maria Vitória sempre que o encontrava reclamava da TV.
- Ele disso que isso o irritou - contou um inspetor da DH.
 
O corpo de Maria Vitória foi enterrado, na tarde de domingo (10/03), no Cemitério de Ricardo de Albuquerque. A mãe da jovem, Denise, a irmã gêmea, Gilcilene, e o irmão Diogo preferiram não ir ao enterro. O pai da menina, Gilson Souza, permaneceu o tempo todo ao lado do caixão, amparado por uma irmã e a madrinha da criança. Parentes e amigos também estiveram presentes.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, Extra Globo e Notícias do Brasil
 

Maria Vitória Oliveira de Souza, de 11 anos, estava desaparecida desde o dia 05 de março de 2013, quando saiu de casa para encontrar uma amiga e não apareceu mais. O corpo da menina  foi encontrado 4 dias depois (09/03),  em um valão na Estrada da Lama Preta, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio.

"O rosto estava deformado, a calça aberta e as mãos estavam para cima", descreve Maria de Fátima, que mora na região há nove anos e disse nunca ter visto algo do tipo acontecer. 
 
"A gente já sabe quem foi o monstro que fez isso com ela. É um ordinário que tem mais ou menos 30 anos", disse Maria de Fátima, acrescentando que o suspeito foi visto com um arranhão no pescoço e alegou que havia se machucado ao cair de uma árvore. 
 
Policiais da Divisão de Homicídios (DH) prenderam, na noite de domingo (10/03), Mauricio Henrique da Silva, de 28 anos, acusado de matar a menina Maria Vitoria Oliveira de Souza, quando estava escondido na casa de um parente, em Magé, na Baixada Fluminense. Ele não tinha passagens pela polícia.
 
Na delegacia, o preso confessou o crime aos policiais da Divisão de Homicídios (DH) e disse que matou a menina asfixiada por causa de uma televisão, que o avô da vítima havia dado para ele consertar. O aparelho voltou a dar problemas e a irmã gêmea de Maria Vitória sempre que o encontrava reclamava da TV.
- Ele disso que isso o irritou - contou um inspetor da DH.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, Extra Globo e Notícias do Brasil


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Rodolfo Gigante Iannuzzi Roberta Pires Teixeira de Miranda Jonathan Felipe dos Santos Everson Arizoli Peixoto Deibi Willians dos Santos Giordano Gislainni Paola Neves Santos Flávio dos Santos Borges Gilcemara Machado Partelli Guzzo Anderson Silva de Oliveira Júnior Maria Joyce da Silva Braz Dennyse Cryslany Paiva Alarcão Babila Teixeira Marcos Polyana Cristina de Castro Daiana Silva Ramos Carlos Gustavo Russo Stephanie dos Santos Teixeira Olival Felix Possidonio Rebecca Cristina Alves Simões Nicolas Gottschald de Freitas Alexandre Pereira Pinto Almeida Rosalvo Teixeira Bastos
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS