Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Cely Vidal (Bala Perdida)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 08/01/2005

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Sexo: Feminino Feminino
 

Minha vida se transformou a partir do dia 08/01/2005. Estava a espera de amigos, onde todos partiria para um churrasco de confraternização. Era para ser um dia alegre, mas se transformou em desespero. Estava em frente ao colégio do meu filho, juntamente com minha filha, uma amiga e sua filha. Estávamos conversando quando de repente ouvimos um estrondo muito grande (mais tarde ficamos sabendo que era granada). Do nada apareceram dois carros cantando pneu, colocando-se um de frente do outro, quando começou um intenso tiroteio. No desespero percebi que um dos carros era da polícia, o que me fez supor que o outro seria de bandidos.

Na hora só pensava em proteger a minha filha  em vez de deitar rente ao chão, deitei sobre ela. Fui atingida por uma bala. Quando o tiroteio cessou tentei me levantar em vão, pois desmaiei. Acordei já na ambulância estando ao meu lado meu marido (que estava na padaria em frente com meu filho menor, de onde assistiram tudo, sem nada poderem fazer), tentando desesperadamente me manter acordada, por ordem do medica da ambulância.

Fui encaminhada ao hospital Souza Aguiar onde fui operada de emergência (estava com hemorragia interna). A bala atingiu a ponta do meu pulmão, o diafragma e o baço (que teve que ser retirado), indo parar nas costas.

Retornava sempre ao hospital Souza Aguiar para revisão quando foi minha surpresa que o médico disse que eu estava com hérnia diafragmática (um pedaço do estomago tinha sido sugado para o diafragma). Novamente fui operada. A partir dai minha vida não foi mais a mesma. Continuei com dores quando foi descoberto 2 costelas quebradas, da qual não consolidaram, me deixando com as dores até hoje, além de ter que fazer exame de sangue regularmente, devido a uma anemia provocada pela retirada do baço.

Faço sessões de fisioterapia o que alivia um pouco as dores. Não sou mais a mesma pessoa, pois além do fator psicológico (que nunca foi o mesmo), sofro com as consequências até hoje. O processo está na 18º Delegacia Tijuca. A perícia balística ainda não foi concluída e o processo ainda está em andamento.

Estou entrando com ação contra o Estado, pois como cidadã tenho direito de ir e graças a Deus, por estar aqui hoje, relatando o ocorrido e feliz por minha filha nada ter sofrido, mas alguma coisa precisa ser feita, pois quero Paz, não só para minha família como para toda a população brasileira.

Relato por Cely Vidal, em março de 2006, ao Movimento Gabriela Sou da Paz.

 

Balas Perdidas...quando isso vai ter fim?

O cantor, Leandro Sapucahy, expressou nessa linda música " Bala Perdida" toda a realidade da dor de uma família que perde o seu ente querido, vítima de bala perdida...

"Pra nunca mais ver na TV outra mamãe chorar, sofrer...enxugue as lágrimas que rolam em pranto...Deus que cubra a todos com Sagrado Manto!"
 
Abaixo-assinado Movimento O Rio Pede Paz e Gabriela Sou da Paz juntos pelas Famílias Vítimas de Balas Perdidas
 
Por favor Assine e Divulgue a Petição Pública
 

Cely Vidal ficou numa no meio de uma troca de tiros entre policiais e bandidos e foi vítima de uma bala perdida em 08/01/2005 na Tijuca - RJ.

Cely ficou com várias sequelas e teve que ser submetida à várias cirurgias. Ela entrou com uma ação contra o Estado.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Renan Rodrigues da Silva Ike Cézar Gonçalves Paulo Roberto Rosal Filho Ana Carolina Salvador Custódio Ricardo Moreira Júnior Sheyla Santos Turizani Mirian Nunes Machado Cotias Cavalcanti Padre Wagner Rodolfo da Silva Márcio Gustavo de Camargo Rodrigo de Andrade Bezerra Talita Juliane Peixoto Paiva Dayanne Mendonça Maglione Cristiane Souza Leite Taiane Monteiro de Lima Jhonata Oliveira João Cláudio Cardoso Leal Veronica Ferreirra Gutoski Andressa Victória de Sá Alves da Silva George Alexandre Queiroz Lisboa Joana Aparecida da Silva Santos Hugo Leonardo Mendes
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS