Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Fabiana Caggiano Paes (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 27/12/2012

Localização: Natal (RN)

Data de Nascimento: 00/00/1976 (37 anos)

Data de Falecimento: 02/01/2013

Sexo: Feminino Feminino
 

Fabiana Caggiano Paes, de 36 anos,  foi levada desacordada, na manhã do dia 27 de dezembro de 2012 para a UTI de um hospital particular de Natal por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com insuficiência respiratória. Na quarta-feira (02/01) Fabiana morreu e os laudos complementares apontam que a ela foi vítima de asfixia mecânica. 

Na versão dos parentes, a fisiculturista Fabiana Caggiano Paes caiu enquanto tomava banho. Segundo a irmã de Fabiana, Amanda Caroline Caggiano, de 28 anos, o relacionamento da fisiculturista e do cunhado era muito tranquilo. “Nós não acreditamos na possibilidade de ele ter feito nada contra a minha irmã. Pela personalidade dele, dá para saber que ele jamais iria atentar contra a vida dela. Esse laudo inicial está errado. Ela deve ter tido um infarto ou um aneurisma. Não foi enforcada”, disse Amanda.

Investigação
 
A polícia de Natal afirma que Alexandre mentiu em seu depoimento, como por exemplo sobre o fato de Fabiana estar no banho, já que não havia vestígios de água no recinto. De acordo com o delegado Frank Albuquerque, cinco testemunhas foram ouvidas entre funcionários do hotel e socorristas do Samu. "Todas afirmam que o banheiro do quarto estava seco. Não havia uma gota d'água no chão e nem no corpo da mulher", revelou o delegado.
 
Ainda de acordo com o delegado, o marido da fisiculturista também não disse a verdade sobre a convivência do casal. Sobre o relacionamento com Fabiana, também em depoimento, Alexandre contou ao delegado que eles não tinham brigado enquanto estiveram na capital potiguar, muito menos na manhã do dia 27, quando a paulista teria desmaiado no banheiro. "Temos o testemunho de hóspedes que ouviram eles brigarem. Uma testemunha ouviu gritos que vinham do quarto em que eles estavam. Depois esta pessoa também ouviu o Alexandre tentar reanimar a Fabiana. Em seguida, após um período de silêncio, esta testemunha também ouviu quando o box do banheiro foi quebrado", acrescentou o delegado.
 
A mãe de Fabiana afirmou que gostaria que Alexandre não fosse o responsável pela morte da sua filha. "Eu queria muito que não fosse, mas só o exame vai falar", disse Itália Carmelina.
 
A Polícia Civil do Rio Grande do Norte confirmou, na manhã de quarta-feira (23/01), que vai indiciar por homicídio o empresário paulista Alexandre Furtado Paes, marido da fisioculturista Fabiana Caggiano Paes. A atleta foi vítima de assassinato, segundo o delegado Frank Albuquerque. “As suspeitas foram confirmadas. Exames toxicológicos deram negativos. 
 
O laudo comprovou que Fabiana foi vítima de asfixia mecânica. A causa da morte foi encefalopatia anóxica, provocada pela falta de oxigênio no cérebro. Com base nos laudos, nos depoimentos das testemunhas, nas contradições e versões mentirosas de Alexandre - com a ordem cronológica dos fatos diferentes - e como só estavam os dois no quarto, dou por encerrada a investigação.
 
A Justiça do Rio Grande do Norte determinou a prisão temporária, por 30 dias, do empresário Alexandre Furtado Paes, viúvo da fisioculturista Fabiana Caggiano Paes. O laudo do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) apontou que Fabiana morreu por asfixia, sendo o empresário o principal suspeito, como indicou as investigações do delegado do caso, Frank Albuquerque. Segundo a Polícia Civil, Alexandre ainda não foi localizado.
 
“A decisão de pedir a prisão de Alexandre foi em conjunto: Eu, o Ministério Público, e a Justiça entendemos que ele precisa ficar preso para não atrapalhar a conclusão do caso e manter a segurança dos parentes de Fabiana ”, explicou o delegado.
 
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1
 

Empresário Alexandre Furtado Paes mantém mensagem de luto em perfil na internet. (Foto: Reprodução/Facebook)

Imagens do laudo pericial no corpo de Fabiana Caggiano Paes (Foto: Henrique Dovalle)

Fabiana Caggiano Paes, de 36 anos,  foi levada desacordada, na manhã do dia 27 de dezembro de 2012 para a UTI de um hospital particular de Natal por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com insuficiência respiratória. Na quarta-feira (02/01) Fabiana morreu e os laudos complementares apontam que a ela foi vítima de asfixia mecânica. 

O laudo comprovou que Fabiana foi vítima de asfixia mecânica. A causa da morte foi encefalopatia anóxica, provocada pela falta de oxigênio no cérebro. Com base nos laudos, nos depoimentos das testemunhas, nas contradições e versões mentirosas de Alexandre - com a ordem cronológica dos fatos diferentes - e como só estavam os dois no quarto, dou por encerrada a investigação.

A Justiça do Rio Grande do Norte determinou a prisão temporária, por 30 dias, do empresário Alexandre Furtado Paes, viúvo da fisioculturista Fabiana Caggiano Paes. O laudo do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) apontou que Fabiana morreu por asfixia, sendo o empresário o principal suspeito, como indicou as investigações do delegado do caso, Frank Albuquerque. Segundo a Polícia Civil, Alexandre ainda não foi localizado.
 
“A decisão de pedir a prisão de Alexandre foi em conjunto: Eu, o Ministério Público, e a Justiça entendemos que ele precisa ficar preso para não atrapalhar a conclusão do caso e manter a segurança dos parentes de Fabiana ”, explicou o delegado.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Ryan Alves Camargo Rafaela Rabelo Alves Francisconi Telma Veloso Pinto  Fabiana Aparecida de Souza Emerson Luis Marques Goularte Thayna de Oliveira Nicolas Gottschald de Freitas Rodolfo Gigante Iannuzzi Ubiratan Guimarães Ana Nery Monteiro de Souza Lucas da Luz Alves Raíssa Tainara Rosa de Lima Shirlene Suelen Santos Alves Luíza Delinger dos Santos Everson Arizoli Peixoto José Deilson de Oliveira Maiara Natalie da Silva Sérgio Luis Mendes Gabrielli Cristina Eichholz Jhony Azeredo da Silva Coutinho Alexandre Martins de Castro Filho
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS