Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Priscila Machado Simão (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 17/01/2013

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1980 (33 anos)

Data de Falecimento: 17/01/2013

Sexo: Feminino Feminino
 

A bancária Priscila Machado Simão, de 33 anos, foi morta por criminosos na madrugada de 17 de janeiro de 2013, no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo. 

Priscila estava de carro com uma amiga, e derrubou a moto onde os criminosos estavam após eles fazerem uma série de manobras à frente do veículo e frearem bruscamente. Ela foi baleada na cabeça quando estava perto de chegar ao condomínio onde morava.

As amigas voltavam de uma festa. De acordo a amiga, Aline Espada Berto, de 31 anos, uma moto com dois ocupantes começou a fazer zigue-zague em frente ao carro. O motoqueiro freou e Priscila não conseguiu impedir que o automóvel atingisse a moto, por volta das 2h. A pessoa que estava na garupa e usava capacete desceu e disparou contra Priscila.  
 
Gravemente ferida, ela foi levada para o Hospital Geral do Grajaú, mas não resistiu. A amiga conseguiu deixar o local a pé. Ela prestou depoimento e foi liberada.
 
Os dois suspeitos fugiram. Um deles roubou uma outra moto para deixar o local. O proprietário desta segunda moto ia para o trabalho quando foi abordado pelo criminoso. Como ela tinha uma trava de segurança, ela parou de acelerar 15 minutos depois.
 
O corpo de Priscila Machado Simão foi enterrado na manhã de 18/01 no cemitério do Morumbi, na zona oeste de São Paulo. 
 
O caso será investigado pelo 101º Distrito Policial, no Jardim das Embuias, também na Zona Sul.
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1 

A bancária Priscila Machado Simão, de 33 anos, foi morta por criminosos na madrugada de 17 de janeiro de 2013, no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo. 

Priscila estava de carro com uma amiga, e derrubou a moto onde os criminosos estavam após eles fazerem uma série de manobras à frente do veículo e frearem bruscamente. Ela foi baleada na cabeça quando estava perto de chegar ao condomínio onde morava.

As amigas voltavam de uma festa. De acordo a amiga, Aline Espada Berto, de 31 anos, uma moto com dois ocupantes começou a fazer zigue-zague em frente ao carro. O motoqueiro freou e Priscila não conseguiu impedir que o automóvel atingisse a moto, por volta das 2h. A pessoa que estava na garupa e usava capacete desceu e disparou contra Priscila.  
 
Gravemente ferida, ela foi levada para o Hospital Geral do Grajaú, mas não resistiu. A amiga conseguiu deixar o local a pé. Ela prestou depoimento e foi liberada.
 
Os dois suspeitos fugiram. Um deles roubou uma outra moto para deixar o local. O proprietário desta segunda moto ia para o trabalho quando foi abordado pelo criminoso. Como ela tinha uma trava de segurança, ela parou de acelerar 15 minutos depois.
 
O caso será investigado pelo 101º Distrito Policial, no Jardim das Embuias, também na Zona Sul.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Fernando Iskierski Rosimere Aparecida Soares Mariana da Silva Paranhos Felipe Selhi Cunha Willian de Souza Marins Josenildo José Ferreira de Oliveira Juan de Moraes Tatiane Ferreira Rodrigues Bruna Marques Melo Vicente Yassuti Nakamatsu Luiz Henrique de Andrade Igor Cordeiro Manhães Sandra Ribeiro de Jesus Flávio Augusto Nascimento Cordeiro Eduardo Jesus Ferreira Kerolly Alves Lopes Elaine Gabriel Duarte de Lima Marcos dos Reis Henriques  Sérgio Gomes Pessanha Suênia Souza Faria Juvenil Severino Botelho Barroso
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS