Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Mário dos Santos Sampaio (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 31/12/2012

Localização: Guarujá (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1990 (22 anos)

Data de Falecimento: 31/12/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

O estudante, Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, foi morto a facadas no Guarujá, na noite do dia 31/12/2012.

Segundo a polícia, Sampaio não concordou em pagar o valor de 19,90 reais pelo rodízio porque, quando entraram no estabelecimento, um cartaz na porta anunciava o preço de 12,99 reais. Mário reclamou com o gerente, que chamou o pai, dono do restaurante. A discussão se transformou em briga e, segundo testemunhas, Sampaio foi agredido por funcionários do restaurante.

Em seguida, o dono do restaurante pegou uma faca e deu três golpes nas costas do universitário, fugindo em seguida com o filho e os demais funcionários da churrascaria. Uma ambulância foi chamada, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.
 
Marcelo Marcondes, amigo do estudante morto e que estava com ele no local, disse que Mário morreu porque protegeu os amigos. "O Mário era um grande amigo, companheiro. Ele foi herói, protegeu a gente. Ele perdeu a vida para salvar a gente", disse. O estudante havia concluído, em 2012, o curso de administração de empresas na PUC-Campinas. 
 
O acusado de matar o universitário, José Adão Ferreira de Passos, de 53 anos, se entregou à polícia. O filho dele, Diego Souza Passos, 24 anos, que brigou com a vítima, também se apresentou.
 
O delegado responsável pela investigação do caso, Cláudio Rossi, afirmou que não tem dúvidas sobre a autoria do crime que já está resolvido. “Foi um crime brutal, o esforço agora é na prisão dos suspeitos”, afirmou. O delegado afirmou que pedirá prisão preventiva dos suspeitos. Um advogado acompanhou os dois durante a apresentação.
 
"Ele confirmou, alegando legítima defesa. Isso tudo será apurado, pois a vítima não tinha armas. Estamos ouvindo testemunhas, analisando laudos e tentando recuperar imagens do local, é um cenário complexo", disse Cláudio Rossi, delegado titular do município. Segundo ele, por enquanto não será pedida a prisão preventiva dos suspeitos. José Adão foi indiciado por homicídio e Diego deve ser indiciado por participação no crime.
 
O corpo de Mário Sampaio foi enterrado em 02/01no Cemitério da Saudade, em Campinas, interior de São Paulo. A família pediu punição aos assassinos do estudante.
 
"A pessoa não pode ficar impune, sem acontecer nada. Não vai diminuir a nossa dor. Mas esse cara pode continuar esfaqueando outras pessoas, acabando com a vida de outras famílias", afirmou Valéria Sampaio, irmã do estudante, durante o velório. "Só acreditamos mesmo que ele se foi quando vimos o corpo."
 
"Eu não pretendia matar o rapaz. Só queria furar um pouquinho para assustá-lo e defender meu filho." disse o empresário José Adão Pereira Passos, de 55 anos, ao delegado Luiz Ricardo Lara Dias Júnior, da Delegacia-Sede do Guarujá, no litoral sul paulista. 
 
Todos os equipamentos que arquivavam a gravação das 32 câmeras de monitoramento da Churrascaria e Pizzaria Casa Grande, na Enseada, em Guarujá, sumiram do estabelecimento depois do assassinato do estudante Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, de Campinas. Um filho do proprietário do restaurante afirma que houve um furto.
 
Em 09/01/2013 José Adão Pereira Passos que matou a facadas o estudante campineiro Mário dos Santos Sampaio foi preso.
 
Trata-se de uma prisão temporária “que se faz necessária para o prosseguimento das investigações” porque, se solto, “Passos poderá prejudicar as diligências finais para a conclusão das investigações".
 
Ainda segundo o documento, obtido pela repórter Luciana Félix, do Correio Popular, “depoimentos indicam que o acusado apresentou conduta destinada a dificultar a apuração dos fatos, uma vez que teria ocultado as imagens de monitoramento do local, demonstrando que poderá praticar outras condutas destinadas a dificultar as investigações.
 
Na terça-feira (8), a Polícia Civil teve acesso ao áudio com o telefonema da vítima que foi feito à Polícia Militar minutos antes dela ser morta. A ligação foi feita porque Sampaio, ao sentir-se ameaçado pelo comerciante, pediu auxílio da PM.
 
O telefonema entrou no inquérito que apura o caso e reforça a versão dos amigos de Sampaio, que presenciaram o crime. Segundo as testemunhas, a vítima levou um tapa na cara ao ligar para a polícia.
 
Diego Souza Passos, filho do dono do restaurante, que matou o jovem Mário Sampaio foi preso na tarde de 15/01/2013 por ocultação de provas e por contribuição com  a morte do turista. Diego Souza Passos, que segundo testemunhas teria começado a confusão com os turistas, é filho de José Adão Pereira Passos, que confessou ter matado a facadas o turista Mário dos Santos Sampaio. Diego estava embaixo de uma cama quando foi preso.
 
A polícia de Guarujá, no litoral de São Paulo, em 1º de fevereiro, concluiu que o proprietário do restaurante José Adão Pereira Passos, o filho dele, Diego Souza Passos e, o garçom do estabelecimento são culpados pelo homicídio do estudante de Campinas, no interior de São Paulo. O inquérito foi entregue na 2ª Vara Criminal da cidade.
Pai, filho e o funcionário do restaurante foram indiciados por homicídio qualificado. No inquérito consta que José Adão foi o autor de três facadas que atingiram a vítima. Já Diego Passos, que era o gerente do estabelecimento, e o garçom são acusados de agredir e segurar o estudante Mário dos Santos Sampaio.
 
José Adão e Diego Passos estão cumprindo prisão temporária desde 7 de janeiro na cadeia anexa ao 1º Distrito Policial da cidade. De acordo com o delegado Luiz Ricardo Lara, a prisão temporária foi decretada porque os acusados tentaram ocultar provas do crime. "Nós conseguimos demonstrar dentro do inquérito, que a alegação que houve a subtração de equipamentos de gravação da churrascaria não corresponde com a verdade.
 
A Justiça decretou no dia 07 de fevereiro de 2013 a prisão preventiva dos três envolvidos na morte de Mário Sampaio. O proprietário do estabelecimento José Adão Pereira Passos, o filho dele, Diego Souza Passos, já estavam presos temporariamente. O garçom do estabelecimento está foragido.
 
O garçom Robson de Jesus Lima agora é considerado foragido da Justiça, já que ele não foi encontrado durante buscas realizadas pela polícia. De acordo com o delegado responsável pelo caso Luiz Ricardo Lara a reconstituição do crime está marcada para o dia 21 de fevereiro.
 
A 1ª audiência será realizada no dia 16 de julho de 2013 no Fórum do Guarujá. Familiares e amigos do jovem Campineiro farão uma vigília por Justiça em frente ao Fórum. Integrantes do Grupo Justiça é o que se Busca estarão presentes para prestarem apoio e solidariedade à família do jovem assassinado.
 
Por Sandra Domingues, com informações da Veja, Correio Popular e G1

O acusado de matar o universitário campineiro Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, com três facadas em um restaurante do Guarujá na véspera de Ano Novo, José Adão Ferreira de Passos (foto, de bigode), de 53 anos, se entregou à polícia. O filho dele, Diego Souza Passos, 24 anos, que brigou com a vítima, também se apresentou.

Em 09/01/2013 José Adão Pereira Passos, de 53 anos, que matou a facadas o estudante campineiro Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, foi preso.

O estudante, Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, foi morto a facadas no Guarujá, na noite do dia 31/12/2012.

Segundo a polícia, Sampaio não concordou em pagar o valor de 19,90 reais pelo rodízio porque, quando entraram no estabelecimento, um cartaz na porta anunciava o preço de 12,99 reais. Mário reclamou com o gerente, que chamou o pai, dono do restaurante. A discussão se transformou em briga e, segundo testemunhas, Sampaio foi agredido por funcionários do restaurante.

Em seguida, o dono do restaurante pegou uma faca e deu três golpes nas costas do universitário, fugindo em seguida com o filho e os demais funcionários da churrascaria. Uma ambulância foi chamada, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.
 
Em 09/01/2013 José Adão Pereira Passos que matou a facadas o estudante campineiro Mário dos Santos Sampaio foi preso.
Trata-se de uma prisão temporária “que se faz necessária para o prosseguimento das investigações” porque, se solto, “Passos poderá prejudicar as diligências finais para a conclusão das investigações".
 
Diego Souza Passos, filho do dono do restaurante, que matou o jovem Mário Sampaio foi preso na tarde de 15/01/2013 por ocultação de provas e por contribuição com  a morte do turista. Diego Souza Passos, que segundo testemunhas teria começado a confusão com os turistas, é filho de José Adão Pereira Passos, que confessou ter matado a facadas o turista Mário dos Santos Sampaio. Diego estava embaixo de uma cama quando foi preso.

A polícia de Guarujá, no litoral de São Paulo, em 1º de fevereiro, concluiu que o proprietário do restaurante José Adão Pereira Passos, o filho dele, Diego Souza Passos e, o garçom do estabelecimento são culpados pelo homicídio do estudante de Campinas, no interior de São Paulo. O inquérito foi entregue na 2ª Vara Criminal da cidade.
Pai, filho e o funcionário do restaurante foram indiciados por homicídio qualificado. No inquérito consta que José Adão foi o autor de três facadas que atingiram a vítima. Já Diego Passos, que era o gerente do estabelecimento, e o garçom são acusados de agredir e segurar o estudante Mário dos Santos Sampaio.
 
A Justiça decretou no dia 07 de fevereiro de 2013 a prisão preventiva dos três envolvidos na morte de Mário Sampaio. O proprietário do estabelecimento José Adão Pereira Passos, o filho dele, Diego Souza Passos, já estavam presos temporariamente. O garçom do estabelecimento está foragido.
 
O garçom Robson de Jesus Lima agora é considerado foragido da Justiça, já que ele não foi encontrado durante buscas realizadas pela polícia. De acordo com o delegado responsável pelo caso Luiz Ricardo Lara a reconstituição do crime está marcada para o dia 21 de fevereiro.
 
Por Sandra Domingues, com informações da Veja, Correio Popular e G1
 
 


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Fernandes em 19/02/2013 16:38
Fico triste em saber que alguém que defende seus direitos é assassinado brutalmente, e não tem apoio nenhum do Estado, uma vez que pediu socorro para a policia e a mesma tratou com descaso, que tristeza , tenho vergonha de ser brasileiro. aonde está os direitos humanos para dar apoio a familia????? é só para estupradores, assassinos ou seja a escoria , pois são protegido pelo Estado. O Brasil perdeu o senso da responsabilidade e justiça com o cidadão de bem. Acreditem os autores deste crime não ficarão atrás das grades. Lembram dos irmãos Cravinhos , estarão soltos dentro de poucos dias por bom comportamento na cadeia, que absurdo!!!!Gil Rugai está em liberdade , responde o crime hediondo na casa da avó, que absurdo. Se ficar digitando o que escuto , leio ou vejo, ficaria dias e dias escrevendo. O povo tem dizer basta, a minoria que é escoria não pode dominar nosso pais, as leis tem que ser refeita e aplicada com energia, pois muitos morrerão ainda, estamos em uma guerra silenciosa.

Carla Adrielle Botelho Melo Eveline Moreti Soares Paulo Sérgio Jerônimo da Silva Matthwes Eric Jones Carlos Murilo de Almeida Geísa Firmo Gonçalves Marísia von Richthofen Daniel Carrilho Evaristo Guilherme Gabriel Caetano Rodrigo Lopes de Marcelos Fabrício Pinto da Costa Diniz Petrus Soares da Silva Wagner Moreira  Tayná Adriane da Silva Vinícius Cesarino Elson Melo Renné Senna Daniel Duque Pittman Igor Leonardo Lacerda Xavier Lúcia da Silva Rodrigo Paulo Neves Cardoso
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS