Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Débora Regina Leme dos Santos (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 06/10/2012

Localização: Campinas (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1991 (21 anos)

Data de Falecimento: 06/10/2012

Sexo: Feminino Feminino
 

A estudante universitária, Débora Regina Leme dos Santos, de 21 anos, foi encontrada morta dentro do próprio carro no Jardim Santa Maria 2, em Campinas (SP), na madrugada de 06 de outubro de 2012. 

Débora era moradora de Hortolândia (SP) e estava no banco da frente do veículo com lesões no braço direito e no pescoço, de acordo com registro do boletim de ocorrência. O corpo foi encontrado por moradores do bairro em um terreno baldio e a Polícia Militar foi acionada.
 
A jovem foi vista pela última vez na noite de sexta-feira (05/10) após sair empresa onde trabalhava, em Hortolândia. Depois disso, de acordo com a família, ela passaria em um caixa eletrônico para sacar dinheiro antes de buscar a mãe, mas uma mensagem de texto foi enviada do celular dela dizendo que a estudante iria atrasar e que a mãe deveria voltar para casa sozinha. Os familiares suspeitam de sequestro-relâmpago e não sabem dizer se a mensagem foi escrita por Débora ou se outra pessoa pode ter usado o aparelho para enviá-la.
 
O caso foi registrado como latrocínio, que é roubo seguido de morte, já que o celular e a bolsa com documentos da vítima não foram localizados no carro. Este á o segundo caso de latrocínio registrado em Hortolândia e o 13º na região de Campinas este ano. Uma equipe do Instituto de Criminalística (IC) esteve no local e apontou estrangulamento como a principal causa da morte. As investigações serão conduzidas pelo Departamento de Homicídios da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas.
 
Débora Lemes dos Santos fazia faculdade de Administração e curso de comissária de bordo em uma escola de aviação em Campinas. 
 
A Polícia Civil informou em 21/11/2012 que um amigo de infância de Débora Lemes é o principal suspeito de ter cometido o crime. Cícero Adriano da Silva, de 25 anos, está preso desde o dia 25 de outubro mas só agora essa informação foi divulgada.
 
De acordo com a Polícia Civil, o celular do suspeito foi rastreado e, no dia do crime, ele estava próximo ao local em que a jovem foi morta. Foram encontrados também resquícios de pele com o DNA dele nas unhas da vítima, o que mostra que pode ter ocorrido luta corporal entre eles. Ele também apresentou um arranhão na testa. O motivo que o teria levado a cometer o crime ainda é desconhecido.
 
Segundo o irmão da garota, o suspeito não era usuário de droga e a família dele era bastante amiga da família da vítima. Ele vai responder por homicídio qualificado, que acontece quando o crime foi premeditado.
 
Por Sandra Domingues , com informações do G1 e Band

A estudante universitária, Débora Regina Leme dos Santos, de 21 anos, foi encontrada morta dentro do próprio carro no Jardim Santa Maria 2, em Campinas (SP), na madrugada de 06 de outubro de 2012. 

Débora era moradora de Hortolândia (SP) e estava no banco da frente do veículo com lesões no braço direito e no pescoço, de acordo com registro do boletim de ocorrência. O corpo foi encontrado por moradores do bairro em um terreno baldio e a Polícia Militar foi acionada.
 
Débora Lemes dos Santos fazia faculdade de Administração e curso de comissária de bordo em uma escola de aviação em Campinas. 
 
A Polícia Civil informou em 21/11/2012 que um amigo de infância de Débora Lemes é o principal suspeito de ter cometido o crime. Cícero Adriano da Silva, de 25 anos, está preso desde o dia 25 de outubro mas só agora essa informação foi divulgada.
 
De acordo com a Polícia Civil, o celular do suspeito foi rastreado e, no dia do crime, ele estava próximo ao local em que a jovem foi morta. Foram encontrados também resquícios de pele com o DNA dele nas unhas da vítima, o que mostra que pode ter ocorrido luta corporal entre eles. Ele também apresentou um arranhão na testa. O motivo que o teria levado a cometer o crime ainda é desconhecido.
 
Segundo o irmão da garota, o suspeito não era usuário de droga e a família dele era bastante amiga da família da vítima. Ele vai responder por homicídio qualificado, que acontece quando o crime foi premeditado.
 
Por Sandra Domingues , com informações do G1 e Band


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Sandra em 03/06/2013 20:55
Um amor não correspondido pode ser a causa do crime, segundo o delegado do Setor de Homicídio e Proteção a Pessoa, Luiz Augusto Mita. Os jovens eram amigos desde a época de infância e moravam no Jardim Nossa Senhora de Fátima, em Hortolândia, município vizinho a Campinas.

Lewdo Ricardo Coelho Severino Brayan Yanarico Capcha  Pedro Lucas Barreto da Conceição Francisco de Assis Guerra Ramalho Paulo Roberto Rosal Filho Marcos Sidlauskas Vagner Luiz Lopes de Sa Luis Renato Menina Ventura Ribeiro Daniel Duque Pittman Luiz Carlos Rugai Briggida Rosely de Azevedo Lourenço Tainá Eliz de Souza Caetano Pâmela Munique Valpato Alex Hausch Eliérica Augusto de Lima Rodolfo Gigante Iannuzzi Eduardo Henrique Demoro Hamilton de Mattos Thiago Klemtz de Abreu Pessoa Francisco Ferreira Oliveira Neto Fabiana Caggiano Paes Sérgio Porfírio Cardoso
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS