Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Rosalvo Teixeira Bastos (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 04/05/2002

Localização: Montes Claros (MG)

Data de Nascimento: 00/00/1974 (28 anos)

Data de Falecimento: 04/05/2002

Sexo: Masculino Masculino
 

O jornalista Rosalvo Teixeira Bastos, 28 anos, e a noiva Daniela Costa Oliveira, 24 anos, foram assassinados em 04 de maio de 2002, na cidade de Montes Claros, em Minas Gerais. O casal foi morto covardemente, vítima de tiros e facadas, em frente à casa de Daniela, na rua Dom Pedro ll, centro.

Estranhamente, os autores fugiram em uma motocicleta sem serem incomodados pela Polícia, apesar de o crime ter ocorrido em pleno centro da cidade e o ter sido descoberto instantes depois.

O fato de os mandantes derem de família rica deixa dúvidas quanto à facilidade que os assassinos tiveram para fugir. De acordo com as investigações, o crime foi motivado por vingança contra a família de Daniela. Uma irmã da universitária, Adriana Costa Oliveira, namorava um irmão de Dalmar Junior, Danilo Ferraz de Melo. O rapaz morreu em um motel da cidade. Na necropsia, ficou constatado que ele cometeu suicídio. Mas, a família dele teria considerado que o crime foi cometido pela namorada do jovem e decidiu se vingar, mandando matar Daniela e Rosalvo.

Dalmar Ferraz de Melo Júnior foi acusado de mandar matar Rosalvo Teixeira Bastos e a noiva Daniela Costa Oliveira, juntamente com seu pai Dalmar Ferraz de Melo (falecido em janeiro de 2009).
 
Durante 8 oito anos, a família, amigos e a classe jornalística clamavam por justiça, depois de vários julgamentos adiados. O promotor Henry Wagner Vasconcelos foi o responsável por convencer o corpo de jurados, que unanimemente condenou Dalmar e colocar o fim neste emblemático caso.
 
Depois de oito anos de impunidade, Dalmar Ferraz de Melo Júnior foi condenado a 24 anos de prisão em regime fechado, por ter sido o mandante do assassinato do jornalista Rosalvo Bastos e sua noiva, Daniela Oliveira.
 

O jornalista Rosalvo Teixeira Bastos, 28 anos, e a noiva Daniela Costa Oliveira, 24 anos, foram assassinados em 04 de maio de 2002, na cidade de Montes Claros, em Minas Gerais. O casal foi morto covardemente, vítima de tiros e facadas, em frente à casa de Daniela, na rua Dom Pedro ll, centro. 

Durante 8 oito anos, a família, amigos e a classe jornalística clamavam por justiça, depois de vários julgamentos adiados. O promotor Henry Wagner Vasconcelos foi o responsável por convencer o corpo de jurados, que unanimemente condenou Dalmar e colocar o fim neste emblemático caso.
 
Depois de oito anos de impunidade, Dalmar Ferraz de Melo Júnior foi condenado a 24 anos de prisão em regime fechado, por ter sido o mandante do assassinato do jornalista Rosalvo Bastos e sua noiva, Daniela Oliveira.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Allan Diego Henriques Barbosa Rômulo Castro Ramos Tavares Nicole Mayra da Silva Nogueira Deibi Willians dos Santos Giordano Nicolas Gottschald de Freitas Marcos dos Reis Henriques Benoni Alencar Cely Vidal Clemente Jardim Suzeli Regina Tortello Lopes Marcelo Alexandrino Costa dos Santos Sabrina Silvestre Fontão Diogo Werneck de Souza Gaudêncio Nogueira Cláudio Carvalho Tenório Fábio Luiz Carriço Cunha Juliana Vania de Oliveira Richard Richter Liliane de Assis Lopes Raimundo Correia Menezes Neto Pedro Branco Couto Rodrigues
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS