Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Milena Bittencourt Pontes (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 16/09/2007

Localização: Salvador (BA)

Data de Nascimento: 07/03/1981 (26 anos)

Data de Falecimento: 16/09/2007

Sexo: Feminino Feminino
 

Milena Bittencourt Pontes, 27 anos, estudante do 6º semestre de psicologia da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) foi assassinada cruelmente dentro de seu apartamento em Salvador, pelo seu ex-namorado, Jardel da Pureza de Souza, preso em flagrante quando tentava esconder o corpo com a ajuda do irmão Josafá da Pureza de Souza no bairro do Bonfim, Salvador-BA, na garagem da residência de uma ex-namorada.

Na época Jardel da Pureza de Souza, revelou que uma briga provocada pela desconfiança de que a estudante Milena Bittencourt Pontes o estaria traindo teria sido o motivo do crime. Mas investigações policiais revelaram que Milena Bittencourt Pontes vinha ameaçando denunciá-lo à polícia por ter simulado o roubo de um EcoSport de sua propriedade, na Estrada Cia do Aeroporto, para receber o dinheiro do seguro.

Jardel da Pureza de Souza e o irmão foram autuados em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver pela delegada Inalda Cavalcante, titula da Delegacia de Homicídio (DH).

Atualmente Jardel da Pureza de Souza encontra-se em liberdade por conta de habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia.

Por Sandra Domingues, com informações do Ibahia e Jornal A tarde

JARDEL DA PUREZA DE SOUZA, assassino confesso da estudante de psicologia Milena Bittencourt Pontes em setembro de 2007

Milena Bittencourt Pontes, 27 anos, estudante do 6º semestre de psicologia da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) foi assassinada cruelmente dentro de seu apartamento em Salvador, pelo seu ex-namorado, Jardel da Pureza de Souza, preso em flagrante quando tentava esconder o corpo com a ajuda do irmão Josafá da Pureza de Souza no bairro do Bonfim, Salvador-BA,na garagem da residência de uma ex-namorada.

Jardel da Pureza de Souza e o irmão foram autuados em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver pela delegada Inalda Cavalcante, titula da Delegacia de Homicídio (DH).

Atualmente Jardel da Pureza de Souza encontra-se em liberdade por conta de habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia.

Por Sandra Domingues, com informações do Ibahia e Jornal A tarde



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Cássio em 18/05/2011 18:18
Lamentavel a justiça brasileira, não se comove nem com o sofrimento da familia, e o pior disso é um magistrado tendo um reu confesso ainda concede um habeas corpus.

Kamille Karoline da Cunha Pauxis de Souza Maristela Ferreira Just Halisson Vasconcelos Coradini Lilian Maria dos Santos Rosalvo Teixeira Bastos Rafael Macedo Vieira Fabrício Krettli de Souza Danielle Tobler Esser Maria Vitória Oliveira de Souza Rodrigo Maia Casemiro Quênia Rosa Santos Rodrigo Vieira Bárbara Syndel Nascimento Rafael de Paiva Freitas Patriota Gabryelle de Farias Alves Wesley Guilber de Andrade Grazielly Almeida Lames Cauane Borges da Silva Edward Robinson Cavalcanti Maria Lucineide Barros Leonel Luana Rodrigues de Sousa
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS