Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Pedro Luiz Blaia Silva (Pedofilia)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 18/07/2012

Localização: Osasco (SP)

Data de Nascimento: 00/00/2009 (3 anos)

Data de Falecimento: 18/07/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

O pequeno Pedro Luiz Blaia Silva, de apenas 3 anos, foi espancado até a morte pelo padrasto, João Paulo de Souza Vital de 20 anos, no dia 18 de julho de 2012, no municipio de Osasco, estado de São Paulo.

A criança apresentava lesões na barriga, braços, rosto e lábios, incluindo dentes quebrados e possíveis sinais de violência sexual. João Paulo, que levou a criança já morta ao pronto socorro, confessou que havia batido no menino por ter sujado a cama. O homem foi preso em flagrante.

Às 20:08 de 17/07/2014, vésperas de completar 2 anos da morte do pequeno Pedro Blaia, o estuprador assassino, João Paulo de Souza Vital, padrasto do pequeno, foi condenado à 31 anos de prisão em regime inicial fechado, sendo 19 anos pelo homicídio duplamente qualificado e 12 anos pelo estupro.
 
A leitura da sentença e dosimetria da pena foi lida e estipulada pela Meritíssima Juíza Dra. Marcia de Mello Alcoforado Herrero, no Fórum Criminal da Comarca de Osasco-SP.
 
A Dra. Patricia Vega, advogada da família teve uma belíssima atuação e começou com o pé direito. Esse foi o primeiro Júri onde ela atuou como assistente de acusação. 

Por Sandra Domingues, com informações do Terra e 45 Graus

 

 

O pequeno Pedro Luiz Blaia Silva, de apenas 3 anos, foi espancado até a morte pelo padrasto, João Paulo de Souza Vital de 20 anos, no dia 18 de julho de 2012, no municipio de Osasco, estado de São Paulo.

A criança apresentava lesões na barriga, braços, rosto e lábios, incluindo dentes quebrados e possíveis sinais de violência sexual. João Paulo, que levou a criança já morta ao pronto socorro, confessou que havia batido no menino por ter sujado a cama. O homem foi preso em flagrante.

Às 20:08 de 17/07/2014, vésperas de completar 2 anos da morte do pequeno Pedro Blaia, o estuprador assassino, João Paulo de Souza Vital, padrasto do pequeno, foi condenado à 31 anos de prisão em regime inicial fechado, sendo 19 anos pelo homicídio duplamente qualificado e 12 anos pelo estupro.
 
A leitura da sentença e dosimetria da pena foi lida e estipulada pela Meritíssima Juíza Dra. Marcia de Mello Alcoforado Herrero, no Fórum Criminal da Comarca de Osasco-SP.
 
A Dra. Patricia Vega, advogada da família teve uma belíssima atuação e começou com o pé direito. Esse foi o primeiro Júri onde ela atuou como assistente de acusação. 
 
Por Sandra Domingues, com informações do Terra e 45 Graus


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Chacina de Vigário Geral Bruno Fonseca de Almeida Mariana Almeida Andrade Hanry Silva Gomes da Siqueira Daniel Víctor  de Bastos Ana Alice Moreira de Melo Milena Bittencourt Pontes Flávio Luiz Paixao dos Santos Lídia de Almeida de Menezes Joana Aparecida da Silva Santos Fernando Eidi Yoshida Ricardo Wagner Léslis Silva Kenefer Maria de Jesus Guimarães Araceli Cabrera Crespo Arcanjo Antonino Lopes do Nascimento Alcides do Nascimento Lins  Tayná Adriane da Silva Rodrigo Balsalobre Damus Victor Hugo da Silva Braga Lucas da Luz Alves Bruna Tadin de Souza
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS