Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Igor Leonardo Lacerda Xavier (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 01/03/2002

Localização: Montes Claros (MG)

Data de Falecimento: 01/03/2002

Sexo: Masculino Masculino
 

No dia 1º de março de 2002, a cidade mineira de Montes Claros recebeu, com pesar e surpresa, a notícia do bárbaro assassinato do bailarino e coreógrafo Igor Leonardo Lacerda Xavier. O motivo do crime: Homofobia.

O assassino confesso é o fazendeiro Ricardo Athayde Vasconcelos, que contou com a participação do seu filho, Diego Rodrigues Athayde. Em depoimento, bastante elaborado, Ricardo relatou que conheceu Igor Xavier em um bar e o levou, de táxi, até seu apartamento para que entregasse alguns livros sobre o tema que conversaram na mesa, filosofia. 

No local, quando Ricardo voltou do banheiro, encontrou Igor abraçado ao seu filho, segurando-lhe os órgãos genitais. Ainda segundo o fazendeiro, num impulso, sacou as duas armas - uma pistola 380 e um revólver calibre 38 – e disparou acidentalmente contra o bailarino.

Ele alega que solicitou ajuda do irmão, Márcio Athayde Vasconcelos, que o levou para outro local. Mais tarde, Ricardo Athayde decidiu voltar ao apartamento para se desfazer do corpo, com apoio do filho Diego. Abandonaram a vítima e as armas à beira de uma estrada que liga Montes Claros a São João da Vereda. Em seguida fugiram rumo a Belo Horizonte, onde residem livremente até hoje.

Conforme informações da polícia, Igor Xavier foi atingido por 5 tiros, sendo um deles na testa, disparado a uma distância máxima de 30cm, e outro a queima-roupa na nuca, o que cria uma certa contradição nas declarações de disparos acidentais.

O próprio assassino em seu depoimento disse: "Não suporto homossexuais!".

O zootecnista Ricardo Athayde Vasconcellos foi condenado a 14 anos de prisão pela morte do bailarino Igor Leonardo Xavier, mas como já respondia em liberdade, ele poderá permanecer solto. Seu filho, o bacharel em direito Diego Rodrigues Athayde, 29, foi absolvido, como pediu a promotoria durante o julgamento, que aconteceu em 27 de agosto de 2013, na capital Mineira.

Por Sandra Domingues, com informações do Site oficial, EM, O Tempo

No dia 1º de março de 2002, a cidade mineira de Montes Claros recebeu, com pesar e surpresa, a notícia do bárbaro assassinato do bailarino e coreógrafo Igor Leonardo Lacerda Xavier. O motivo do crime: Homofobia.

Conforme informações da polícia, Igor Xavier foi atingido por 5 tiros, sendo um deles na testa, disparado a uma distância máxima de 30cm, e outro a queima-roupa na nuca, o que cria uma certa contradição nas declarações de disparos acidentais.

O próprio assassino em seu depoimento disse: "Não suporto homossexuais!".

O zootecnista Ricardo Athayde Vasconcellos foi condenado a 14 anos de prisão pela morte do bailarino Igor Leonardo Xavier, mas como já respondia em liberdade, ele poderá permanecer solto. Seu filho, o bacharel em direito Diego Rodrigues Athayde, 29, foi absolvido, como pediu a promotoria durante o julgamento, que aconteceu em 27 de agosto de 2013, na capital Mineira.
 
Por Sandra Domingues, com informações do Site oficial, EM, O Tempo


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






João em 28/08/2013 10:24
O zootecnista Ricardo Athayde Vasconcellos foi condenado a 14 anos de prisão pela morte do bailarino Igor Leonardo Xavier, em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. O filho dele, Diego Rodrigues Athayde, que também era julgado pelo crime, foi absolvido pelo júr


Montesclaros.com em 07/08/2013 08:17
Gabriela Sales. Onze anos após o assassinato do coreógrafo Igor Xavier, em Montes Claros, os réus confessos Ricardo Athayde e seu filho Diego Vasconcelos Athayde vão a julgamento. O júri popular vai analisar o caso no próximo dia 27/08/13, no Fórum Lafayette, em BH.


Léo em 30/10/2012 10:17
Infelizmente, o juri que aconteceria semana passada, mais uma vez foi adiado... Agora, no mínimo daqui 10 meses! Muito triste....


Montesclarense em 10/09/2012 08:50
O emblemático caso do bailarino Igor Xavier vai a julgamento no dia dia 29/11/2012 às 08:30 horas, na cidade de Belo Horizonte/MG. A informação é do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e pode ser confirmada pela consulta ao processo de nº. 2367485-78.2012.8.13.0024.


Daniele em 02/07/2012 14:00
Esse crime chocou a cidade e até hoje encontra-se impune porque a família dos assassinos é tradicional, tendo dinheiro e os melhores advogados que conseguem sempre protelar a condenação.

Chang Tony Fregona Sampang Júlio César Rodrigues Tatiane Ferreira Rodrigues Eugênio Bozola Vitor Suarez Cunha Ana Beatriz de Souza Millena Freitas dos Santos Manoel Maria da Conceição Junior Ana Carolina Domingos Cassino Thamires Gomes Leão Machado Sheyla Santos Turizani Carlos Magno Oliveira Rodrigo Lopes de Marcelos Petrus Soares da Silva Ubiratan Guimarães Carlos Alberto Silva de Souza Eduardo da Silva Oliveira Wesley Guilber de Andrade Bruna Marieth de Morais Ricardo Moreira Júnior Jackson Wataru Komati
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS