Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Fernanda Venâncio Ramos (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/10/2000

Localização: Teresópolis (RJ)

Data de Nascimento: 01/07/1983 (17 anos)

Data de Falecimento: 11/10/2000

Sexo: Feminino Feminino
 

Por: Sônia Ramos, desabafo de uma mãe cansada de esperar pela Justiça Brasileira.

Fernanda Venâncio Ramos, 17 anos, foi a segunda vítima do Serial Killer que sequestrou 5 estudantes em Teresópolis. As vítimas eram sequestradas da porta do Colégio Edmundo Bitencourt na troca de turno entre 12 e 13 horas, sempre as 4ª feiras, mantidas em cárcere privado, estupradas, estranguladas com seus próprios cadarços e seus corpos deixados entre objetos de magia, seguindo o ritual dos  5 elementos (Madeira, Terra, Fogo, Água e Metal) em um pentagrama invertido.

Duas das  Vítimas sobreviveram e reconheceram em Juízo o agressor. Ele foi preso, mas liberado pela Justiça para aguardar julgamento, o que esperamos há 10 anos. D (14) e  S (19) sobreviveram; porém, Iara(14), Fernanda Venâncio Ramos (17), Claudia (15) foram mortas de forma brutal e encontradas mortas ainda de uniforme.

Seus familiares aguardam por justiça. Suas vidas foram destruídas junto com a de suas filhas. “Eu parei tudo em minha vida e me dediquei de corpo e alma a investigações policiais, para elucidar os crimes e para que se a Justiça é como o seu símbolo, cega...”

Por que o julgamento não é marcado? Quantos tempos ainda terão que esperar?

Não somos ricos e nem famosos, mas nossas filhas estavam cumprindo com sua obrigação de estudar, como manda o Estatuto da Criança e Adolescente e não tiveram a proteção do Estado, pois foram pegas na porta de um Colégio Estadual. Encontradas mortas ainda uniformizadas. O que o estado fez? O que o Ministério Público fez? O que os Direitos Humanos fizeram? N A D A!

Os casos foram casos seriais, com sérios indícios de participação do mesmo suspeito identificado por duas das meninas que foram atacadas e sobreviveram, reconhecendo-o como seu atacante. Todas as meninas eram semelhantes no tipo físico, sequestradas no mesmo dia e horário, encontradas em locais em meio a objetos de magia negra (que não foram recolhidos pela perícia), o carro usado nos sequestros foi encontrado escondido na casa do sogro do acusado em Nova Friburgo e pertence ao pai do acusado. A última Juíza a apreciar o s Processos impronunciou o acusado em 3 dos crimes, só o denunciando em 2, embora todas as evidências o ligasse aos crimes.

Em 2005, casos semelhantes se repetiram ligados a mesma família na cidade de Quatro Barras- Paraná, onde os acusados estão presos (tia,tio e primo do acusado daqui) e em 2008, Ouro Preto, onde também estar presa uma tia do acusado e o casal que encomendou o ritual - segundo eles para a fertilidade da mulher, que de acordo com a cigana só engravidaria após o ritual com vidas humanas de virgens.

O tio do acusado que teve a coragem de denunciá-lo, foi ameaçado de morte e logo que a denuncia veio a público, foi assassinado, em casa, com vários tiros no rosto.

Isto é caso de competência da Polícia Federal a qual eu levei um Dossiê dos casos entregue em Brasília e o que fizeram? N A D A ...

Vários familiares do acusado continuam abrindo "consultórios espirituais"  em todos os estados brasileiros e extorquindo pessoas crédulas e ávidas por uma solução de seus problemas, que acabam encontrando problemas piores, como chantagem, e que já foi matéria do Jornal Nacional e do Fantástico várias vezes - Formação de quadrilha!!!

Qualquer pessoa que acompanhe o desenrolar dos fatos verá claramente o motivo de tantos desaparecimentos de jovens pelo nosso país e que jamais são encontradas.

A Lei diz que mais de 3 homicídios torna o crime serial, por que separar os casos? Será que nossas Leis só beneficiam os criminosos? E as vítimas são duplamente vítimas do assassino e do nosso sistema arcaico e lento.

Após 10 anos marcaram o julgamento do tarado

Não é o que esperavamos, pois inicialmente ele será julgado só pelo 3º (estupro e tentativade homicídio) e 5º(estupro e homicidio duplamente qualificado) crimes, mas os outros voltaram para ser reinvestigados - inquérito. Apesar das provas irrefutáveis, já que foram crimes em série e com os mesmos "modus operandi" e o carro do sequestro da 2ª vítima (minha filha) é do pai do suspeito e ele é quem ficava com o carro.

Enfim,mas se ele for julgado e condenado pelos dois primeiros, será bem pior pra ele,pois ao ser julgado pelos outros já não será mais réu primário. Deus sabe o que faz.

Comarca de teresópolis - juri popular dia 13/10/2010 - crimes seriais das estudantes aequestradas e assassinadas em teresópolis - acusado o cigano paulo bianch yanovich - agora com 29 anos.

Ao anos de impunidade!!! Vamos ver se agora a população escolhida para o juri tem a humanidade de fazer justiça as vítimas inocentes, das quais só restam os ossos.

O julgamento do tarado foi novamente adiado

Depois de esperarmos por 10 anos, o julgamento estava marcado para hoje, 13/10/2010, mas foi mais uma vez adiado. Pedimos para falar com a promotora criminal, mas ela recusou-se a nos atender, dizendo que não tinha nada a falar conosco.

As familias estão desoladas!
 
O julgamento do cigano Paulo Bianchi Yanovich, apontado como autor do homicídio da jovem Cláudia Cahet, em abril de 2001, foi adiado, após a defesa apresentar um recurso na Câmara Criminal do Tribunal de Justiça no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público, ainda não há previsão de uma nova data para ser que o caso finalmente seja julgado.
 
O acusado também chegou a ser apontado como suspeito nas mortes de outras duas jovens, Fernanda Venâncio e Iara Santos, assassinadas em outubro do ano anterior. A sequência dos casos, incluídos ao de Cláudia, deixou a cidade em pânico. Tanto que muitos pais pararam de mandar seus filhos para a escola com o medo do assassino em série que aterrorizava estudantes. 
 
Claudemir Chaves Cahet, pai de Cláudia, demonstrou sua frustração com outro adiamento: “Foi adiado mais uma vez, há quase dez anos é essa agonia”.
 
Ele fez questão de manter cartazes e camisas com imagens das três jovens vítimas na porta do Fórum, mesmo sabendo que não haveria julgamento, para chamar a atenção da população: “Sem dúvida, para não cair no esquecimento, sempre cobrando. Realmente tem que acreditar em justiça. É um grande sofrimento para as famílias, há quase dez anos”.
 
Apesar de ter sido apontado como suspeito das mortes das três estudantes, o cigano Paulo Bianchi só responde por um dos crimes de homicídio denunciados pelo MP, o da jovem Claudia, que trabalhava na sua casa jogos de búzios e tarô, a Portal dos Deuses, na Avenida Alberto Torres. Investigando a ligação entre os casos, na ocasião foi coletado sêmen no corpo de uma das vítimas. Preso ao ser reconhecido, a Justiça pediu coleta do sêmen de Paulo para confronto de DNA. O resultado foi negativo, mas o perfil genético mostrou que a amostra pertencia a alguém de sua família.
 
Neste tempo em que a família está aguardando o julgamento, alguns casos parecidos aconteceram em outros estados, também sendo acusadas famílias de ciganos, inclusive que seriam parentes do próprio Paulo Bianchi.
 
Por Sandra Domingues, com informações do Diário de Teresópolis e Site Oficial Serial Killer

Marcha pelo centro de Teresópolis em protesto contra a violência (Fotos: Marco Esteves)

Fernanda Venâncio Ramos, 17 anos, foi a segunda vítima do Serial Killer que sequestrou 5 estudantes em Teresópolis. As vítimas eram sequestradas da porta do Colégio Edmundo Bitencourt na troca de turno entre 12 e 13 horas, sempre as 4ª feiras, mantidas em cárcere privado, estupradas, estranguladas com seus próprios cadarços e seus corpos deixados entre objetos de magia, seguindo o ritual dos  5 elementos (Madeira, Terra, Fogo, Água e Metal) em um pentagrama invertido.

Duas das  Vítimas sobreviveram e reconheceram em Juízo o agressor. Ele foi preso, mas liberado pela Justiça para aguardar julgamento, o que esperamos há 10 anos. D (14) e  S(19) sobreviveram; porém, Iara(14), Fernanda Venâncio Ramos (17), Claudia (15) foram mortas de forma brutal e encontradas mortas ainda de uniforme.

Depois de esperarem por 10 anos, o julgamento que estava marcado para 13/10/2010, foi mais uma vez adiado.

As famílias, vítimas do acusado pelos crimes pediram para falar com a promotora criminal, mas ela se recusou a atendê-los, alegando não ter nada para falar com eles.

Enquanto isso as famílias aguardam há mais de 1 década por Justiça!

Por Sandra Domingues, com informações do Diário de Teresópolis e Site Oficial Serial Killer



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Gabriela em 15/03/2012 12:01
Ele não é um serial killer ele é um matador em massa,conheço bem os seriais,eles não fazem magia negra,eles matam por peversão sexual ou seja sentem prazer na dor alheia.


Sonia Ramos em 16/04/2011 10:21
Caros Leitores O acusado Paulo Bianch Yanovich NÃO ESTÁ FORAGIDO, ele esta aguardando ao Julgamento em liberdade por ordem da in-jusitiça e por conta de Leis retrógradas e interpretações confusas, já que foi IDENTIFICADO POR DUAS SOBREVIVENTES e seu veículo era usado nos sequestros. Alem de Todas serem menores de idade. Dos crimes - SEQUESTRO, CÁRCERE PRIVADO, ESTUPRO, ESTRANGULAMENTO SEGUIDO DE MORTE E OCULTAÇÃO DE CADÁVER - POR LEI CRIME HEDIONDO!!! Caso desejem falar diretamente comigo, mandem e-mail para serialkillervirtual@bol.com.br é o e-mail de meu site www;serialkillervirtual.com Grata pela ajuda. Sonia Ramos


Sandra Domingues em 15/04/2011 22:24
Aron, Sim, a reportagem do Datena foi em 2010. Esse é o email da Sônia, mãe da Fernanda: serialkillervirtual@bol.com.br


Aron em 15/04/2011 09:58
gostaria de saber se esta ultima entrevista que mostraram no datena é de 2010 aonde diz que o cigano paulo bianchi yanovich esta foragido é verdade e se vc´s ainda não sabem do paradeiro dele. se isso realmente for verdade me mandem um e-mail que acho que posso ajudar vc´s de alguma maneira.


Sandra Domingues em 07/04/2011 14:53
Rafael, esse é o e-mail da Sônia: serialkillervirtual@bol.com.br Site Oficial: http://www.serialkillervirtual.com/caso_fernanda_7.html


Rafael Portillo em 07/04/2011 03:46
Gostaria muito de entrar em contato com a Sra Sônia Ramos, para que, enfim, possamos esclarecer o texto publicado pelo Marcelo Del Debbio e pela Daemon Editora.


Sarah Louise Jones em 12/11/2010 12:41
Estamos juntas nessa, caso precise da minha ajuda para divulgar o seu caso.

Marcos dos Reis Henriques Caíque Müller de Oliveira Santana Luciana Barreto Montanhana Márcio Gustavo de Camargo Vanessa Ferreira Carobene Rafael de Paiva Freitas Patriota Bruce Cristian de Souza Oliveira Paulo Roberto Rosal Filho  Fátima de Lourdes Lopes Correia Lima Carlos Gustavo Russo Gaudêncio Nogueira Manoel Maria da Conceição Junior Michellyne Rocha Araújo Adna Priscila Alves da Silva Maria Eduarda Dourado Lacerda Priscila Tavares Ramos Ary Barbosa Martins Felipe Leite Castilho André Martins Gonçalves Everson Arizoli Peixoto Maristela Ferreira Just
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS