Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Aparecida Conceição Prado Ratti (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/03/2012

Localização: São Carlos (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1960 (52 anos)

Data de Falecimento: 11/03/2012

Sexo: Feminino Feminino
 

Aparecida Conceição Prado Ratti, 52 anos, foi vítima de um disparo de arma de fogo na manhã de 11 de março de 2012, por volta das 6:00 em uma tentativa de roubo em sua residência localizada na rua Francisco Marigo, bairro Jardim Cruzeiro do Sul, em São Carlos, interior de São Paulo.

O esposo da vítima, Enivaldo Rui Ratti de 55 anos, estava saindo para abrir seu supermercado, quando chegou à calçada, foi rendido por dois elementos armados. Os meliantes colocaram a arma na cabeça de Rui, e fizeram ele entrar no imóvel, pois os bandidos diziam que sabiam que na residência havia um cofre.
 
Depois atiraram no casal  e em uma sobrinha e fugiram levando apenas um molho de chaves.
 
Aparecida e seu marido foram socorridos pelo SAMU e encaminhados à Santa Casa, porém ela não resistiu o ferimento que atingiu sua cabeça e morreu. Já Rui seu esposo passou por uma cirurgia, onde foi retirada parte de seu intestino e está na UTI, porém cociente, mas ainda não sabe da morte de sua companheira de mais de 30 anos.
 
Já a  sobrinha do casal foi atingida por um disparo no pé.
 
A Polícia Civil de São Carlos (SP) identificou outros quatro suspeitos de participação na morte de Aparecida Conceição Prado Ratti. Segundo a polícia, todos foram identificados através das imagens de câmeras de segurança. O carro usado pelos suspeitos para fugir também foi identificado e apreendido em Leme.As investigações e os depoimentos colhidos, levaram a Polícia Civil a identificar quatro suspeitos de participação no assassinato da mulher do comerciante, um deles, inclusive, é ex-funcionário do supermercado em que o comerciante é dono.
 
Apenas um dos suspeitos foi localizado pela polícia. Ele é dono do carro usado na fuga dos homens, foi interrogado e negou a participação no crime. “Ele contou que, na realidade, ele havia emprestado apenas o carro, só que diante de outras evidências, nós conseguimos apurar que ele estava envolvido e pedimos a prisão temporária dele. No entanto, essa prisão não foi concedida”, explicou a delegada da Polícia Civil, Denise Gobbi.
 
A delegada acredita que esse não seja o único crime cometido por eles. “Nós temos dois outros crimes, pelo menos, que nós estamos fazendo um levantamento de que provavelmente alguns deles foram autores também”, disse.
 
A família de Aparecida Conceição do Prado Ratti reclamou da demora em prender os suspeitos de terem cometido o crime. 
 
“Eu quero justiça, até o fim da história eu quero ver eles na cadeia”, disse Elizabeth do Prado, irmã da vítima. Ela explicou que pouco sabe sobre as investigações “A gente não tem um parecer do que vai acontecer”.
Já Neuza do Prado, que também era irmã de Aparecida, fez um apelo para que a população ajude nas investigações. “Quem souber onde eles [os suspeitos] estão, denuncie”.

Aparecida Conceição Prado Ratti, 52 anos, foi vítima de um disparo de arma de fogo na manhã de 11 de março de 2012, por volta das 6:00 em uma tentativa de roubo em sua residência localizada na rua Francisco Marigo, bairro Jardim Cruzeiro do Sul, em São Carlos, interior de São Paulo.

O esposo da vítima, Enivaldo Rui Ratti de 55 anos, estava saindo para abrir seu supermercado, quando chegou à calçada, foi rendido por dois elementos armados. Os meliantes colocaram a arma na cabeça de Rui, e fizeram ele entrar no imóvel, pois os bandidos diziam que sabiam que na residência havia um cofre.
 
Depois atiraram no casal  e em uma sobrinha e fugiram levando apenas um molho de chaves.
 
Aparecida e seu marido foram socorridos pelo SAMU e encaminhados à Santa Casa, porém ela não resistiu o ferimento que atingiu sua cabeça e morreu. Já Rui seu esposo passou por uma cirurgia, onde foi retirada parte de seu intestino e está na UTI, porém cociente, mas ainda não sabe da morte de sua companheira de mais de 30 anos.
 
A Polícia Civil de São Carlos (SP) identificou outros quatro suspeitos de participação na morte de Aparecida Conceição Prado Ratti. Segundo a polícia, todos foram identificados através das imagens de câmeras de segurança. O carro usado pelos suspeitos para fugir também foi identificado e apreendido em Leme.As investigações e os depoimentos colhidos, levaram a Polícia Civil a identificar quatro suspeitos de participação no assassinato da mulher do comerciante, um deles, inclusive, é ex-funcionário do supermercado em que o comerciante é dono.
 
Apenas um dos suspeitos foi localizado pela polícia. Ele é dono do carro usado na fuga dos homens, foi interrogado e negou a participação no crime. “Ele contou que, na realidade, ele havia emprestado apenas o carro, só que diante de outras evidências, nós conseguimos apurar que ele estava envolvido e pedimos a prisão temporária dele. No entanto, essa prisão não foi concedida”, explicou a delegada da Polícia Civil, Denise Gobbi.
 


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Arcanjo Antonino Lopes do Nascimento Hélio Barreira Ribeiro Fábio Luiz Carriço Cunha Ana Claudia Caron Vírgilio Augusto de Jesus Sigouney Tereza Coelho de Moraes Shirlene Suelen Santos Alves Galdino Jesus dos Santos Arthur Lourenço Alcaide Miquelan Pedro Eduardo de Lima Rodrigo da Silva Netto Milena Bittencourt Pontes Vitor Gurman Julio César Menezes Coelho Rodrigo Alves Leite Josenildo José Ferreira de Oliveira Lucas Cardoso Fortuna Giorgio Renan Ernlund Metynoski Shara Ruana Reis Lídia de Almeida de Menezes Rômulo Castro Ramos Tavares
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS