Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Renato Dobelin (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 20/01/2008

Localização: Sumaré (SP)

Data de Nascimento: 27/01/1973 (34 anos)

Data de Falecimento: 20/01/2008

Sexo: Masculino Masculino
 

Renato Dobelin, 34 anos, foi vítima de latrocinio no dia 20 de janeiro de 2008, em Sumaré, interior de São Paulo.

Renato saiu do trabalho em Sumaré e seguia com sua moto Honda Twister para Hortolândia, onde morava com a família, quando foi rendido por dois homens. Um atirou em sua nuca e ele morreu na hora. Como a polícia não encontrou pistas dos suspeitos, o caso foi arquivado. 

Para os parentes, Renato sempre será lembrado como um jovem esforçado, trabalhador e alegre. “Era um gênio em computação. Só estudava e trabalhava. Tinha muita coisa para viver ainda. Agora, queremos justiça, porque nosso filho não voltará mais para casa. A moto, ele até recuperaria em pouco tempo com muito trabalho, mas a vida não se recupera”, disse o pai.

Outdoors espalhados em Sumaré e Hortolândia (ambos SP) chamam atenção para o assassinato ocorrido há quatro anos que segue sem solução. Um curto diálogo resume o que sente a família do aposentado Leobino Dobelin, que perdeu o filho Renato. "Pai, já prenderam os bandidos que me assassinaram?", pergunta o técnico de informática no outdoor. "Não, meu filho. Aqui neste país é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que pobre ter justiça", responde Leobino. O titulo é "quatro anos sem Renato, sem justiça e muita revolta. Mais um caso sem solução pelas autoridades públicas".

O cartaz mostra à esquerda a imagem de um jovem sorridente, forte e bonito. Logo a abaixo, em letras miúdas, as datas de nascimento, 27 de janeiro de1973, e morte, 20 de janeiro 2008. A foto do pai é pálida, séria, triste e em preto e branco.

"Eu ia quase todas as semanas na delegacia. Depois de um certo tempo, o delegado telefona e avisa que vai arquivar o processo porque não encontrou nada, não tem provas", disse o pai, que defendeu que as investigações não podem parar. Além da dor da perda por um tiro disparado por desconhecidos, Leobino sofre ao não se conformar que ninguém foi responsabilizado. "Um menino inteligente, alegre, com a vida peal frente. Eu não me conformo, tem que haver uma solução, o criminoso precisa pagar pelo seu crime", afirmou.
 
Essa não é a primeira vez que o pai instala os outdoors. Em 2009, quando completou um ano da morte, a mensagem dos cartazes chegou ao gabinete do secretário de Segurança Pública do Estado, que determinou, segundo Dobelin, a transferência do processo do 2º Distrito Policial de Sumaré à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Americana. "Ficamos esperançosos, mas mesmo assim a polícia não encontrou nada", disse.
 
Segundo a DIG, os investigadores realizaram novas apurações, mas não encontraram fato que contribuísse à investigação. Segundo a polícia, o inquérito pode ser reaberto se surgirem novas evidências. Inclusive, não desprezam informações que chegarem através do disque denúncia.

Renato Dobelin foi morto em 2008 e o caso foi arquivado
Foto: Rose Mary de Souza/Especial para Terra

Renato Dobelin, 34 anos, foi vítima de latrocinio no dia 20 de janeiro de 2008, em Sumaré, interior de São Paulo.

Renato saiu do trabalho em Sumaré e seguia com sua moto Honda Twister para Hortolândia, onde morava com a família, quando foi rendido por dois homens. Um atirou em sua nuca e ele morreu na hora. Como a polícia não encontrou pistas dos suspeitos, o caso foi arquivado. 



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Alaélcio Pereira de Araújo Suellen Santos da Silva Manoel Maria da Conceição Junior Giulia de Oliveira da Silva Luana Neves Ribeiro Kaio César Alves Muniz Ribeiro Luciana Gonçalves de Novaes Millena Freitas dos Santos Rodrigo Macedo Silva Renata Novaes Pinto Matheus Abvragov Dalvit Maria Lucineide Barros Leonel Maiara Natalie da Silva Cláudio Von Randow de Almeida Maria Carolina Diniz Kaytto Guilherme Nascimento Pinto Rafael Macedo Vieira João Victor Urbinati Marino Rodrigo Vale Fonseca Rosalvo Teixeira Bastos  Núbia Carmen Conte Haick
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS