Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Felipe Selhi Cunha (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 18/05/2010

Localização: Campinas (SP)

Data de Nascimento: 08/09/1993 (16 anos)

Data de Falecimento: 18/05/2010

Sexo: Masculino Masculino
 

Felipe Selhi Cunha, 17 anos, foi assassinado no dia 18 de maio de2010 na Rua Cônego Cipião, perto do Viaduto Miguel Vicente Cury, na Cidade de Campinas.

Felipe foi assassinado a facadas por dois homens — de 22 e 29 anos — que estariam sobre os efeitos do crack durante um assalto. O local é conhecido como uma das cracolândias de Campinas. 

O estudante foi morto quando voltava da escola. Ele desceu do ônibus no Terminal Central e seguia a pé para casa quando foi abordado pelo criminoso, que desferiu quatro facadas em seu peito e fugiu levando um celular, um relógio e uma corrente de prata.

A Polícia Civil concluiu parcialmente, no dia 07 de julho de 2010 o inquérito do latrocínio do adolescente Felipe Selhi Cunha
 
O delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas, José Carlos Fernandes da Silva, pediu a prisão preventiva de Fagner do Nascimento Alves, acusado de matar o adolescente. Ele estava preso desde o dia 21 de junho de 2010, quando testemunhas o reconheceram como autor do crime. O reconhecimento através da testemunha foi a principal prova para pedir a preventiva e concluir parcialmente o caso.
 
Os assassinos foram soltos em 23/08/2011 por excesso de prazo do judiciário...Estão em liberdade!

“Na audiência de instrução de um deles, ele relatou não saber o que exatamente aconteceu naquele dia por estar há três dias usando a droga”, conta Paula Selhi, mãe de Felipe, que sofre com fato da vida do seu filho ter sido roubada pela irresponsabilidade de outras pessoas. Como forma de tentar compensar a perda, Paula iniciou, dez dias após a morte do filho, um movimento que leva o nome de Felipe e busca mobilizar a sociedade em busca de paz e segurança nas ruas de Campinas. 

Para ela, o objetivo maior desa luta é evitar que mais mães sofram com esse tipo de violência e outros jovens não tenham seus sonhos destruídos como de seu filho. “A dor da perda para uma mãe é igual. Independente se ele foi vítima do crack ou de um usuário de crack. Mãe é mãe e não tem como dimensionar essa dor”, afirma. 
 
No dia 18 de maio de 2011, o Movimento Felipe Selhi organizou um ato na praça onde ele foi morto e que hoje leva seu nome. Além de apresentações musicais e artísticas, o evento  desenvolveu atividades com o objetivo de promover a paz. 
 
Sobre como foi passar o primeiro Dia das Mães longe do filho, Paula afirma que o importante é focar nas boas coisas que o movimento que homenageia o jovem no nome podem trazer para a sociedade campineira. “Não sonho mais, vivo cada dia da melhor maneira, sem atropelar ou apressar o tempos das coisas. Agora, o importante é lutar para evitar que essa droga domine nossos jovens.”
 
Por Sandra Domingues, com informações do RAC , Jus Brasil e Site Oficial Felipe Selhi

Paula Selhi, mãe de Felipe Selhi Cunha (Foto: Leandro Ferreira/AAN)

Felipe Selhi Cunha, 17 anos, foi assassinado no dia 18 de maio de2010 na Rua Cônego Cipião, perto do Viaduto Miguel Vicente Cury, na Cidade de Campinas.

Felipe foi assassinado a facadas por dois homens — de 22 e 29 anos — que estariam sobre os efeitos do crack durante um assalto. O local é conhecido como uma das cracolândias de Campinas. 

O estudante foi morto quando voltava da escola. Ele desceu do ônibus no Terminal Central e seguia a pé para casa quando foi abordado pelo criminoso, que desferiu quatro facadas em seu peito e fugiu levando um celular, um relógio e uma corrente de prata.

A Polícia Civil concluiu parcialmente, no dia 07 de julho de 2010 o inquérito do latrocínio do adolescente Felipe Selhi Cunha
 
O delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas, José Carlos Fernandes da Silva, pediu a prisão preventiva de Fagner do Nascimento Alves, acusado de matar o adolescente. Ele estava preso desde o dia 21 de junho de 2010, quando testemunhas o reconheceram como autor do crime. O reconhecimento através da testemunha foi a principal prova para pedir a preventiva e concluir parcialmente o caso.
 
Os assassinos foram soltos em 23/08/2011 por excesso de prazo do judiciário...Estão em liberdade!
 
Por Sandra Domingues, com informações do RAC , Jus Brasil e Site Oficial Felipe Selhi


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Adriana em 28/11/2013 18:38
Sou tia do Felipe, minha família o entregou para Deus e temos tentado viver nossas vidas, é difícil, a saudade é grande, a dor é incomensurável, a revolta é natural. Vivemos nossos dias faltando um pedaço dos nossos corações .....


Roberto em 22/02/2013 16:37
realmente TEMOS QUE ACABAR DE UMA VEZ POR TODAS ESSE CANCER QUE SE TORNOU AS DROGAR EM NOSSA SOCIEDADE NESSE CASO ESPECIFICO O KRAQUE EM NOSSA CIDADE, QUANTAS VIDAS AINDA SERÃO SEIFADAS POR CONTA DE INCAPACIDADE DO GOVERNO E DA FALTA DE PUNIÇÃO ADEQUADA.


Nayara em 13/12/2012 08:54
Ontem eu conheci a Paula pessoalmente fiquei impressionada com tamanha energia boa que ela te passa , em menos de 20 minutos de conversa percebi que ela é uma pessoa muito especial uma guerreira envia por Deus para ajudar muitos aqui na Terra . Lembro do caso do filho dela na época todos de minha família ficaram indiguinados em saber desse fato... Paula tem uma missão muito importante aqui na Terra ela te passa sabedoria em 5 minutos de conversa , falo com todas as letras FOI MARAVILHOSO PARA MEU DIA TE CONHECER !!! Bjs a todos Nayara Santos


Janaina Ramos Cassemiro em 10/04/2012 00:00
olha eu sinto muito eu ja passei por bullyig e ate apanhei na escola sofro com isso ate hoje mais o felipe esta aulado de deus que vai proteger ele mais eu reza no por ele toda noite obrigada pela palestra que vc deu na minha escola no são jose vc me ajudou muito chorei basta quando vc falou dele vc ja deu esta palestra no ano passado pra mim na 8 serie mais gostei de ver di novo se vc precisar de mim pode comtar comigo obrigada beijos

Victor Hugo da Silva Braga Max Fernando de Paiva Oderich Gaudêncio Nogueira Carla Adrielle Botelho Melo Vanessa Maria de Oliveira Rosângela Barbosa Alves Jamile de Castro Nascimento Sara Borges Rocha Luciana Barreto Montanhana Vinícius Cesarino Igor Moraes da Silva Emerson Ferreira Porto Thiago Henry de Siqueira Oazen Pedro Pinheiro Fabbri Jeniffer Corneau Viturino Michelle Domingos da Silva Matheus Favaro Freire Fábio Galhota Fábio Paulus Rozana da Silva Nascimento Amanda Correia
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS