Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Ana Elizabeth de Oliveira (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 22/02/2012

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 00/00/1991 (21 anos)

Data de Falecimento: 22/02/2012

Sexo: Feminino Feminino
 

Ana Elizabeth de Oliveira, 21 anos foi vítima de um crime bárbaro na madrugada de 22 de fevereiro de 2012., no Bairro da Grama, em Miguel Couto, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Por volta das 4h, Ana Elizabeth estava numa festa de carnaval na Rua Professora Marli Pereira de Carvalho, no Bairro da Grama, em Miguel Couto, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, quando um homem aproximou-se e começou a assediá-la. Ana reagiu, empurrando o desconhecido e lhe dando um tapa. Ele, então, puxou uma arma e atirou na testa da jovem, que morreu no local. O acusado fugiu.
 
As informações são de policiais militares do 20º BPM (Mesquita). O caso foi registrado na 58ª DP (Posse).
 
Depois de prestar depoimento, a prima da vítima foi levada à Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), para ajudar na elaboração de um retrato falado. O suspeito estava de boné, camisa listrada e tinha entre 23 e 27 anos. A polícia, agora, tentará obter imagens de câmeras de vigilância no local do crime para tentar identificar o autor do crime.
 
Ana Elizabeth era a filha mais velha de uma mulher que sustenta a família sozinha, trabalhando como acompanhante de um idoso em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Quando a mãe estava trabalhando, ela cuidava da casa e dos quatro irmãos: um adolescente de 15 anos, duas meninas de 12 e 10 anos e um garoto com apenas 2 anos de idade.
 
A polícia divulgou o retrato-falado do criminoso e conta com ajuda da população para capturá-lo.
 
O telefone do Disque-Denúncia é 2253-1177 
 

Imagem foi divulgada pela polícia | Foto: Reprodução

 

A polícia divulgou o retrato-falado do criminoso e conta com ajuda da população para capturá-lo. 
 
O telefone do Disque-Denúncia é 2253-1177 

Ana Elizabeth de Oliveira, 21 anos foi vítima de um crime bárbaro na madrugada de 22 de fevereiro de 2012., no Bairro da Grama, em Miguel Couto, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Por volta das 4h, Ana Elizabeth estava numa festa de carnaval na Rua Professora Marli Pereira de Carvalho, no Bairro da Grama, em Miguel Couto, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, quando um homem aproximou-se e começou a assediá-la. Ana reagiu, empurrando o desconhecido e lhe dando um tapa. Ele, então, puxou uma arma e atirou na testa da jovem, que morreu no local. O acusado fugiu. 
 
As informações são de policiais militares do 20º BPM (Mesquita). O caso foi registrado na 58ª DP (Posse).


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Márcia Cristina Sales Militão Ana Paula Mendes Oliveira Maria Joyce da Silva Braz Gabriel Jatobá Géssica Guedes Pereira Alexandre Menezes dos Santos Gabrielly Caroline Dias Rocha André Luis Gusmão de Almeida Mariana Gonçalves de Souza Sidney Júnior Andrade Souza Patrícia Amieiro Branco de Franco Manoel Maria da Conceição Junior Alex Schomaker Bastos Mário dos Santos Sampaio Janinha Pereira de Freitas Nicollas Maciel Franco Jaime Gold Edson Rogério Silva dos Santos Tainá Alves de Mendonça Carolina Rodrigues Macchiorlatti Marcelo Caetano
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS