Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Leidison Reis dos Santos (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/02/2012

Localização: Aracaju (SE)

Data de Falecimento: 11/02/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

Leidison Reis dos Santos, 38 anos, foi assassinado por seguranças, de um Shopping,  em 11 de fevereiro de 2012, na cidade Aracaju-SE

Segundo a testemunha José Almir dos Santos, comerciante, Leidson estava na porta de uma loja de roupas masculinas, querendo entrar à força, por volta das 22h30 - portanto após o horário de fechamento. O gerente da loja acionou a segurança para conter o motorista.

Após o chamado, dois seguranças apareceram e começaram a discutir com Leidson, que continuava exaltado. Com isso, chegaram mais dois seguranças e em seguida mais um. Os outros três homens foram chamados pelo rádio. De acordo com José Almir, algumas pessoas presenciaram a agressão e chegaram a filmar, quando um dos seguranças foi questionar o que estavam gravando no local e queria tomar os celulares das pessoas.
 
“Eu não entendo aquilo como espancamento, entendo como assassinato. Um assassinato brutal. Se eu não tivesse corrido, teriam tomado o meu celular também, e eu filmei a agressão. A gente estava cercado de marginais. Até o asfalto do estacionamento do shopping sabe que o rapaz foi assassinado”, comentou Almir, sobre a atitude dos seguranças do shopping Jardins.
 
Não houve condição de tentar defender Leidson do ataque realizado pelos seguranças. “Se eu fosse defender, poderia ser mais uma vítima”, disse o comerciante. Segundo ele, os cinco bateram no motorista e depois o levaram para algum lugar na parte interna, possivelmente, o local onde Leidson foi morto.
 
O relatório da necropsia realizada em  Leidson apontou vários hematomas originários de espancamento, insuficiência respiratória provocada e quebra da coluna cervical (pescoço). A confirmação da morte de Leidson Reis ter acontecido dentro das dependências do shopping foi dada pelo delegado de homicídios, Flávio Albuquerque.
 
José Almir disse que irá testemunhar e falará o que viu no dia do assassinato de Leidson. Afirmou que contará todas as atrocidades praticadas contra o motorista na presença de muitas pessoas.
 
“Foi um ataque covarde. Foram cinco pessoas contra um homem que acabou morto. Vou pessoalmente ao Ministério Público e se o delegado, doutor Flávio, me chamar, estou à disposição dele”, afirmou o comerciante.
 
A Polícia Federal autuou na tarde de terça-feira (14) o shopping  porque a autorização para serviço de segurança particular está vencida. O delegado responsável pela apuração da morte disse que já entendeu como ocorreu o fato. Representantes do shopping estiveram na casa da mulher da vítima. A assessoria do shopping disse que preferia não se pronunciar sobre a autuação da Polícia Federal por ainda não ter conhecimento do fato.
 
De acordo com Flávio Albuquerque, delegado do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa – DHPP –, a polícia já sabe como foi a chegada e saída da vítima e o local onde aconteceu a morte.
 
“O motorista entrou no shopping por volta das 22h45 e vinte minutos depois dois policiais militares o encontram morto na praça de alimentação”.As imagens do circuito de segurança do shopping e de algumas lojas foram entregues à polícia e oito pessoas prestaram depoimento, entre familiares, testemunhas, funcionários e seguranças.
 
No entanto, o delegado não confirma se houve imobilização ou agressão à vítima. A declaração de óbito aponta como causa de morte insuficiência respiratória e fratura da coluna cervical. A viúva acusa o shopping de negligência.
 
Na manhã de sábado (18) o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa, Flávio Albuquerque, repassou para a imprensa detalhes sobre a prisão do segurança Carlos Alberto Santos, 39 anos, acusado de ter assassinado Leidison Reis dos Santos.
 
De acordo com Flávio Albuquerque, a polícia precisava reunir provas da individualização da conduta determinante para a causa morte da vítima. “Foram analisadas as imagens  do circuito interno do shopping, bem como a ouvida de testemunhas, e com isso conseguimos identificar o autor do crime”, ressaltou.
 
Ainda de acordo com o delegado, a vítima estava circulando pelo estabelecimento comercial e após tentar, sem sucesso, fazer um lanche e entrar em uma loja de roupas masculinas foi abordado pelos seguranças. “Após ser abordado, Leidson recebeu um golpe no pescoço por parte do Carlos Alberto, vindo a óbito", detalhou
 
A prisão aconteceu no bairro América, na tarde de sexta-feira (17), quando o acusado se encontrava em sua residência. Os policiais do DHPP estavam de posse de um mandado de prisão preventiva expedido pela 8ª Vara Criminal da Comarca de Aracaju.

Maria Cristina Terto dos Santos, viúva de Leidison Reis dos Santos

 

Leidison Reis dos Santos, 38 anos, foi assassinado por seguranças, de um Shopping,  em 11 de fevereiro de 2012, na cidade Aracaju-SE

Segundo a testemunha José Almir dos Santos, comerciante, Leidson estava na porta de uma loja de roupas masculinas, querendo entrar à força, por volta das 22h30 - portanto após o horário de fechamento. O gerente da loja acionou a segurança para conter o motorista.

Após o chamado, dois seguranças apareceram e começaram a discutir com Leidson, que continuava exaltado. Com isso, chegaram mais dois seguranças e em seguida mais um. Os outros três homens foram chamados pelo rádio. De acordo com José Almir, algumas pessoas presenciaram a agressão e chegaram a filmar, quando um dos seguranças foi questionar o que estavam gravando no local e queria tomar os celulares das pessoas.
 
Na manhã de sábado (18) o coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa, Flávio Albuquerque, repassou para a imprensa detalhes sobre a prisão do segurança Carlos Alberto Santos, 39 anos, acusado de ter assassinado  Leidison Reis dos Santos.
 
A prisão aconteceu no bairro América, na tarde de sexta-feira (17), quando o acusado se encontrava em sua residência. Os policiais do DHPP estavam de posse de um mandado de prisão preventiva expedido pela 8ª Vara Criminal da Comarca de Aracaju.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Jaciene Ianca Farias dos Santos Marilize Kraemer Picolo Patrícia da Costa Pessanha Leandro Bossi Emily Guedert de Araújo Eloá Cristina Pimentel da Silva Gabriela Correia da Silva Patrícia Amieiro Branco de Franco Luciana Gonçalves de Novaes Igor Galleti Pinto Daniela Nogueira Oliveira Paulo Sérgio Jerônimo da Silva Raquel Barros de Oliveira Laura Joice Antunes de Paula Kamyle Vitória do Nascimento Alexandre Martins de Castro Filho Débora Regina Leme dos Santos Miriam Afif José Baltresca Arcanjo Antonino Lopes do Nascimento Galdino Jesus dos Santos Matheus Cavalcanti Ramalho
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS