Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Sara Borges Rocha (Pedofilia)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Sara Borges Rocha
Data do Ocorrido: 09/02/2012

Localização: Diadema (SP)

Data de Nascimento: 00/00/2003 (9 anos)

Data de Falecimento: 10/02/2012

Sexo: Feminino Feminino
 

Sara Borges Rocha, 9 anos, que estava desaparecida desde o dia 09 de fevereiro de 2012, foi encontrada morta na manhã seguinte (10/02), na Estrada da Pedreira, no bairro Eldorado, em Diadema. A menina, moradora de Cidade Júlia, Zona Sul da Capital, pode ter sido vítima de um ritual de magia negra.

Por volta das 8h, morador do bairro andava pela via quando percebeu algo coberto por um pano preto no meio do matagal. Era o corpo de Sara. Ao seu lado, velas pretas e brancas. Em sua boca, uma maçã.
 
Policiais da Delegacia de Homicídios da cidade, onde o caso será investigado, suspeitam que Sara tenha sido vítima de um pedófilo. O homem, cuja identidade permanece em sigilo, vem sendo averiguado por conquistar crianças comprando presentes como doces e pipas. O cenário encontrado junto com o corpo seria apenas uma forma de despistar a investigação, já que o local é usado para despachos de macumba.
 
A menina foi encontrada vestida, com marcas de agressões na testa e pescoço e manchas de sangue pelo corpo. Arranhões nos braços dão indícios de que houve resistência por parte dela.
 
O pai, o feirante Josafá Antônio da Silva Rocha, 45 anos, relatou que saiu para comprar produtos para revenda na manhã de quinta-feira e disse a Sara para não sair de casa. Foram os outros sete irmãos que o avisaram da desobediência da garota, só no período da tarde.
 
"Não tenho nem o que dizer", disse Rocha, chocado. Desde o ano passado, ele cria sozinho os filhos, já que a mãe morreu de câncer. Desde então, garante que sua vida tem sido de superação das dificuldades que encontra pela frente.
 
Vizinhos confirmam que a menina era vista na companhia do tal pedófilo nos últimos dias. Ele pegaria suas vítimas no bairro paulistano, próximo da divisa, e levaria para Diadema. A Polícia Civil vinha o investigando e nos próximos dias deve fazer sua prisão.
 
"Quem poderia fazer isso a uma criança? Não tive coragem nem de ler o que aconteceu", completou o feirante, durante o velório do corpo, na Capital. O enterro foi realizado na tarde de sábado (11/02), em lugar mantido em sigilo pela família.

Sara Borges Rocha, 9 anos, que estava desaparecida desde o dia 09 de fevereiro de 2012, foi encontrada morta na manhã seguinte (10/02), na Estrada da Pedreira, no bairro Eldorado, em Diadema. A menina, moradora de Cidade Júlia, Zona Sul da Capital, pode ter sido vítima de um ritual de magia negra.

Por volta das 8h, morador do bairro andava pela via quando percebeu algo coberto por um pano preto no meio do matagal. Era o corpo de Sara. Ao seu lado, velas pretas e brancas. Em sua boca, uma maçã.
 
Policiais da Delegacia de Homicídios da cidade, onde o caso será investigado, suspeitam que Sara tenha sido vítima de um pedófilo. O homem, cuja identidade permanece em sigilo, vem sendo averiguado por conquistar crianças comprando presentes como doces e pipas. O cenário encontrado junto com o corpo seria apenas uma forma de despistar a investigação, já que o local é usado para despachos de macumba.
 
A menina foi encontrada vestida, com marcas de agressões na testa e pescoço e manchas de sangue pelo corpo. Arranhões nos braços dão indícios de que houve resistência por parte dela.
 
O pai, o feirante Josafá Antônio da Silva Rocha, 45 anos, relatou que saiu para comprar produtos para revenda na manhã de quinta-feira e disse a Sara para não sair de casa. Foram os outros sete irmãos que o avisaram da desobediência da garota, só no período da tarde.
 
"Não tenho nem o que dizer", disse Rocha, chocado. Desde o ano passado, ele cria sozinho os filhos, já que a mãe morreu de câncer. Desde então, garante que sua vida tem sido de superação das dificuldades que encontra pela frente.
 
Vizinhos confirmam que a menina era vista na companhia do tal pedófilo nos últimos dias. Ele pegaria suas vítimas no bairro paulistano, próximo da divisa, e levaria para Diadema. A Polícia Civil vinha o investigando e nos próximos dias deve fazer sua prisão.
 
"Quem poderia fazer isso a uma criança? Não tive coragem nem de ler o que aconteceu", completou o feirante, durante o velório do corpo, na Capital. O enterro foi realizado na tarde de sábado (11/02), em lugar mantido em sigilo pela família.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





André Penin Santos de Lima Verônica Torres da Fonseca Jessica Leite César Daiana Silva Ramos Bárbara Syndel Nascimento Isabella Oliveira Nardoni Roberto Laudísio Curti Ana Paula Moreno Germano Tatiane de Almeida Alves Bruna Leite Sena André Neres Maciel Tainá Alves de Mendonça Paulo Veronesi Pavesi Darlla Dutra Rodrigues Marcelo Ribeiro Kuczmarski Dario Luiz Scherner Fabrício Heron Dorothy Stang Estefani Vitoria Rochinski Ana Clara Cunha da Mata Vitor Suarez Cunha
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS