Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Bruno Ernesto R. Morais (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 07/02/2012

Localização: João Pessoa (PB)

Data de Nascimento: 00/00/1981 (31 anos)

Data de Falecimento: 07/02/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

Bruno Ernesto R. Morais, 31 anos, funcionário público da Prefeitura de João Pessoa foi sequestrado e assassinado na noite de 07 de fevereiro de 2012, em João Pessoa-PB

Bruno Ernesto teria sido  rendido por dois assaltantes quando chegava à sua casa no bairro dos Bancários, na Zona Sul da cidade, e colocado na mala do próprio carro.

O velório aconteceu na Central de Velórios São João Batista, em João Pessoa a partir das 11h (horário local) e o enterro foi às 16h (horário local) no Parque das Acácias.
O corpo foi encontrado durante a madrugada de quarta-feira (8), no bairro de Gramame. Quatro suspeitos de participação no crime foram detidos, sendo dois menores de idade. A vítima trabalhava como diretor de Infraestrutura e Suporte da Prefeitura de João Pessoa.
 
A Polícia Militar informou que está trabalhando com a hipótese de latrocínio. Os suspeitos teriam dado voltas com Bruno pela cidade e, depois de dispararem dois tiros nele, fugiram com o carro, uma quantia em dinheiro e também um notebook. Amigos chegaram a anunciar o desaparecimento de Bruno por meio de redes sociais e pediram ajuda para localizá-lo.
 
Após fazer buscas, a PM encontrou o carro do jovem com um suspeito no bairro do José Américo e depois foi encontrado o corpo do fiuncionário público em Gramame.
De acordo com o tenente coronel Lívio Sérgio, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar, a partir da prisão do primeiro suspeito a polícia conseguiu chegar até os outros supostos envolvidos no início da manhã de quarta-feira (8), no bairro Colinas do Sul. Todos os suspeitos foram levados para a Central de Polícia de João Pessoa, onde devem prestar depoimento.
Pela manhã, a Prefeitura de João Pessoa divulgou em suas redes sociais um comunicado: "A PMJP externa seu profundo pesar pela morte no nosso servidor Bruno Ernesto. Nossos mais sinceros sentimentos à família".

 

Bruno Ernesto R. Morais, 31 anos, funcionário público da Prefeitura de João Pessoa foi sequestrado e assassinado na noite de 07 de fevereiro de 2012

Acusados : Foto Aguinaldo Mota

Bruno Ernesto R. Morais, 31 anos, funcionário público da Prefeitura de João Pessoa foi sequestrado e assassinado na noite de 07 de fevereiro de 2012, em João Pessoa-PB

Bruno Ernesto teria sido  rendido por dois assaltantes quando chegava à sua casa no bairro dos Bancários, na Zona Sul da cidade, e colocado na mala do próprio carro.

O corpo foi encontrado durante a madrugada de quarta-feira (8), no bairro de Gramame. Quatro suspeitos de participação no crime foram detidos, sendo dois menores de idade. A vítima trabalhava como diretor de Infraestrutura e Suporte da Prefeitura de João Pessoa.
 
A Polícia Militar informou que está trabalhando com a hipótese de latrocínio. Os suspeitos teriam dado voltas com Bruno pela cidade e, depois de dispararem dois tiros nele, fugiram com o carro, uma quantia em dinheiro e também um notebook. Amigos chegaram a anunciar o desaparecimento de Bruno por meio de redes sociais e pediram ajuda para localizá-lo.
 
Após fazer buscas, a PM encontrou o carro do jovem com um suspeito no bairro do José Américo e depois foi encontrado o corpo do fiuncionário público em Gramame.
 
De acordo com o tenente coronel Lívio Sérgio, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar, a partir da prisão do primeiro suspeito a polícia conseguiu chegar até os outros supostos envolvidos no início da manhã de quarta-feira (8), no bairro Colinas do Sul. Todos os suspeitos foram levados para a Central de Polícia de João Pessoa, onde devem prestar depoimento.
 
Pela manhã, a Prefeitura de João Pessoa divulgou em suas redes sociais um comunicado: "A PMJP externa seu profundo pesar pela morte no nosso servidor Bruno Ernesto. Nossos mais sinceros sentimentos à família".


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Célia Mãe De Elton em 08/02/2012 23:04
Doe em mim a maldade que fizeram com você,não tiveram piedade. Foi com essa mesma frieza que tiraram a vida do meu filho. Justiça Seja Feita.Esse crime não vai ficar IMPUNE.

Matheus Abvragov Dalvit Pedro Pinheiro Fabbri Gabriel Kuhn Maria Vitória Oliveira de Souza Rodrigo Yamawaki Aguilar Roig Cidia Costa Cardoso Emerson Ferreira Porto Renata de Cássia Yoshifusa Maiara Natalie da Silva Brayan Yanarico Capcha Itaize Santos Da Silva Rafaella Morais de Souza Gabriela Nunes de Araújo Pedro Henrique Testani Ruiz Fernanda Venâncio Ramos Thays Nascimento Martins Roberta Yuri Yoshifusa Michele Amorim Lopes Marcelo Henrique Prade Vanessa Maria de Oliveira Chacina de Vigário Geral
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS