Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Valdir Marques (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/01/2012

Localização: Jacarei (SP)

Data de Nascimento: 28/01/1956 (55 anos)

Data de Falecimento: 11/01/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

Valdir Marques, 55 anos, estava desaparecido desde às 10:30h do dia 11/01/2012. Foi visto pela última vez em Jacareí, à 82 quilômetros da capital paulista, usando camiseta branca, bermuda verde escura e tênis preto. Tinha cabelos grisalhos, olhos azuis, 1,70 m de altura.

Seu carro foi encontrado na Via Dutra, no trevo de Santa Isabel, com indícios de incêndio.

A filha, Carolina Marques, havia lançado um apelo nas redes sociais na tentativa de localizar o pai desaparecido.

O corpo de Valdir Marques foi localizado no dia 18/01 dentro de um Rio na cidade de Jacareí, pelo estado avançado de decomposição os investigadores acreditam que ele tenha sido morto no mesmo dia do desaparecimento.

Esperamos que a polícia consiga alguma pista e elucide o caso e os culpados sejam punidos.
Que Deus conforte o coração das filhas e toda família e que ele possa descansar em paz.
À família nossos sinceros sentimentos, que a Justiça seja feita 
 
O velório foi realizado no dia 19/01 às 11h:30m e o sepultamento às 12:00h no cemitério da Vila Formosa, em São Paulo.
 
A Polícia Civil prendeu em 02 de fevereiro de 2012 dois homens acusados de terem matado o empresário Valdir Marques
 
Paulo Roberto Alves Zambone, 19 anos, e Isaías Siqueira Miranda, 20 anos, confessaram ter matado o empresário por uma suposta dívida de R$ 20.
A vítima foi encontrada morta no rio Parateí, no Parque Meia-Lua, dia 17 de janeiro, seis dias após seu desaparecimento, com uma corda enrolada no pescoço.
Marques morava em São Paulo e tinha uma empresa de paletes [estrados de madeira] em Jacareí. Ele vinha à cidade três vezes por semana. O carro de Marques foi encontrado ainda no dia 11, em Santa Isabel.
 
Prisão. Zambone e Miranda eram vizinhos, no bairro Veraneio Ijal. Segundo o delegado Luiz Antonio Cunha dos Santos, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), testemunhas viram os acusados saindo da empresa no dia em que Marques desapareceu. 
“A vítima também já tinha falado que discutiu com um dos assassinos para parentes alguns dias antes do crime.”
 
Motivo. O crime foi registrado como um latrocínio, porque os bandidos roubaram R$ 1.000 da vítima, mas o motivo seria pessoal. Segundo a DIG, no dia 6 de janeiro, Miranda tentou vender a Marques paletes furtados da própria empresa, por R$ 70,00. Para evitar confusão, o empresário deu R$ 50 ao suspeito.
“No dia em que o empresário desapareceu, o Miranda voltou com o Paulo, que era ex-funcionário, para cobrar os outros R$ 20. Houve briga e foi quando asfixiaram a vítima com a corda”, diz o delegado.

Valdir Marques, 55 anos, está desaparecido desde às 10:30h do dia 11/01/2012. Foi visto pela última vez em Jacareí, à 82 quilômetros da capital paulista, usando camiseta branca, bermuda verde escura e tênis preto. Tinha cabelos grisalhos, olhos azuis, 1,70 m de altura.

Seu carro foi encontrado na Via Dutra, no trevo de Santa Isabel, com indícios de incêndio.

A filha, Carolina Marques, havia lançado um apelo nas redes sociais na tentativa de localizar o pai desaparecido.

O corpo de Valdir Marques foi localizado no dia 18/01 dentro de um Rio na cidade de Jacareí, pelo estado avançado de decomposição os investigadores acreditam que ele tenha sido morto no mesmo dia do desaparecimento.

A Polícia Civil prendeu em 02 de fevereiro de 2012 dois homens acusados de terem matado o empresário Valdir Marques
 
Paulo Roberto Alves Zambone, 19 anos, e Isaías Siqueira Miranda, 20 anos, confessaram ter matado o empresário por uma suposta dívida de R$ 20.
A vítima foi encontrada morta no rio Parateí, no Parque Meia-Lua, dia 17 de janeiro, seis dias após seu desaparecimento, com uma corda enrolada no pescoço.
Marques morava em São Paulo e tinha uma empresa de paletes [estrados de madeira] em Jacareí. Ele vinha à cidade três vezes por semana. O carro de Marques foi encontrado ainda no dia 11, em Santa Isabel.
 
Prisão. Zambone e Miranda eram vizinhos, no bairro Veraneio Ijal. Segundo o delegado Luiz Antonio Cunha dos Santos, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), testemunhas viram os acusados saindo da empresa no dia em que Marques desapareceu. 
“A vítima também já tinha falado que discutiu com um dos assassinos para parentes alguns dias antes do crime.”
 
Motivo. O crime foi registrado como um latrocínio, porque os bandidos roubaram R$ 1.000 da vítima, mas o motivo seria pessoal. Segundo a DIG, no dia 6 de janeiro, Miranda tentou vender a Marques paletes furtados da própria empresa, por R$ 70,00. Para evitar confusão, o empresário deu R$ 50 ao suspeito.
“No dia em que o empresário desapareceu, o Miranda voltou com o Paulo, que era ex-funcionário, para cobrar os outros R$ 20. Houve briga e foi quando asfixiaram a vítima com a corda”, diz o delegado.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Leonardo Batista Fernandes Kátia Fernandes Karatanasov Mariana Almeida Andrade Larissa Izabel Heymer Márcia Andréia do Prado Constantino Edinei Pereira Gomes Cínthia Lívia de Araújo Bruno Souza Lopes Mário Sérgio Gabardo Rodrigo Yamawaki Aguilar Roig Taiane Monteiro de Lima Mariele da Silva Araújo João Roberto Amorim Soares Arthur Lourenço Alcaide Miquelan Patrícia Marieve da Silva Barbosa Renato Moreira Brandão Tânia Maria Coelho Araújo Ricardo dos Santos Kenefer Maria de Jesus Guimarães Nicholas Marins Prado Rafael Abbatipietro Nunes Rosa
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS