Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Tiago da Silva Prado (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 01/01/2012

Localização: Cuiabá (MT)

Data de Nascimento: 00/03/2010 (1 ano)

Data de Falecimento: 01/01/2012

Sexo: Masculino Masculino
 

Tiago da Silva Prado, de 1 ano e 10 meses, foi assassinado pelo próprio pai, Rosenildo Prado de 29 anos, com 10 golpes de canivete, em Campo Novo do Parecis no dia primeiro de janeiro de 2012.

O homem suspeito de matar o próprio filho foi indiciado pela Polícia Civil de Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá. O suspeito deve responder pelos crimes de ameaça, homicídio doloso (com a intenção de matar) e resistência à prisão. A mãe da criança disse que o crime foi planejado pelo marido há dias. 

O crime aconteceu na casa onde o casal morava. A PM informou ao G1 que o suspeito teria tentado agredir a mulher depois de uma discussão entre os dois. Após o fato, a mulher fugiu para a casa de um vizinho e chamou a polícia, afirmando que o marido estava fazendo a criança refém. Ainda segundo a polícia, depois de matar o filho com 10 golpes de canivete, o homem se entregou. Ele foi levado para a delegacia e, ao ser interrogado, ele afirmou não se lembrar do havia feito.
 
Raquel de Lourdes da Silva, mãe da criança, afirmou, em entrevista a TV Centro América, que o marido já pensava em matar o filho. “Ele já vinha planejando isso há dias. Ele queria matar eu e os dois filhos e dizia que ele ia se matar depois”, revelou.
Ela falou ainda que depois que fugiu de casa não conseguiu mais voltar. “Eu só escutava ele (o bebê) gemendo. Eu me desesperei e corri. Os policiais me pegaram e não me deixaram nem entrar mais na casa”, explicou. Ela completou dizendo que depois disso só viu o filho sendo carregado pelos policiais. “Quando eles saíram de lá, já vieram com o bebê morto”, finalizou.
 
O bebê foi atingido com 10 golpes de canivete desferidos pelo próprio pai, que foi preso em flagrante após cerca de quatro horas de tentativa de negociação com a Polícia Militar e familiares. Durante todo o tempo de negociação, o suspeito ficou trancado na casa, com a luz apagada. Só estavam na residência o pai e a criança e, conforme a polícia, não era possível vê-los do lado de fora, apenas conversar com o suspeito que resistiu à prisão por horas. A criança ainda foi encontrada com vida pelos policiais. Em seguida, ela foi levada para um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
 
O corpo do menino foi sepultado no final da tarde de segunda-feira (2), na cidade de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. O velório e o enterro foram acompanhados por moradores e familiares que estavam revoltados com a morte do menino.
Rita Maria de Jesus, avó da criança, tinha visitado a filha e o bebê momentos antes do crime. "Quero que Deus faça justiça e quero ele [suspeito] preso. Isso vai ser para o resto da vida. Só Deus sabe a dor que eu estou sentindo", declarou a avó.
 
O crime chocou moradores da cidade, que possui um pouco mais 27 mil habitantes. "Está todo mundo assustado. Ele pegou a criança, esfaqueou e saiu mostrando para todo mundo. Toda vizinhança viu", relatou a vizinha Graciele Alves de Souza.
 
Na frente de policiais perplexos e familiares desesperados, Rosenildo se entregou desarmado após pedir aos policiais para ser morto. A delegada Cinthia Gomes da Rocha Culpido o interrogou e ainda não conseguiu desvendar o motivo do crime cometido por Rosenildo contra o próprio filho. "O motivo é que ainda não sabemos. Ele queria matar todo mundo", disse a delegada.
 
Após a prisão, o acusado afirmou não se lembrar de nada e exames toxicológicos apontaram que ele não estava sob efeito de álcool ou de qualquer outra droga. O Conselho Tutelar informou que já existia queixa por violência contra Rosenildo antes deste episódio.
 
Rosenildo foi indiciado pela Polícia Civil pelos crimes de ameaça, homicídio doloso e resistência à prisão. Ele está preso na Cadeia Pública do município.

Rosenildo Prado de 29 anos, é acusado de ter assassinado o próprio filho, Tiago da Silva Prado, de 1 ano e 10 meses, com 10 golpes de canivete, em Campo Novo do Parecis no dia primeiro de janeiro de 2012.

Bebê foi morto após levar 12 golpes de canivete, que pertence ao pai (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Raquel Silva, mãe de Thiago, disse à Polícia que marido iria exterminar a família e se suicidar

Tiago da Silva Prado, de 1 ano e 10 meses, foi assassinado pelo próprio pai, Rosenildo Prado de 29 anos, com 10 golpes de canivete, em Campo Novo do Parecis no dia primeiro de janeiro de 2012. 

O homem suspeito de matar o próprio filho foi indiciado pela Polícia Civil de Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá. O suspeito deve responder pelos crimes de ameaça, homicídio doloso (com a intenção de matar) e resistência à prisão. A mãe da criança disse que o crime foi planejado pelo marido há dias.  

Rosenildo foi indiciado pela Polícia Civil pelos crimes de ameaça, homicídio doloso e resistência à prisão. Ele está preso na Cadeia Pública do município. 



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Evelin em 02/04/2013 22:46
Esse cara deve ser jogado na cadeia, na cela dos outros presos para servir de mulher para eles. Que apodreça no inferno, mas que antes sofra o pão que o diabo amassou.


Sebastiao em 11/06/2012 15:08
eu era o tio do menino thiago da silva prado.esse cara tem que morrer la dentro da cadeia mesmo por que ele tirou a pessoa que a família mas amava ele era tudo para nós ele era tudo tudo mesmo mas o pai teve a coragem de fazer isto com o próprio filho .esse não é uma pai mas sim um monstro


Lea Ribeiro em 05/01/2012 13:38
Nem animal agiria como este pai ! Vocês já se aproximaram de uma cadela na hora que ela está dando mama aos filhotes ? Ela rosna e ataca para defendê-los. E esta mãe ? Fugiu com medo e deixou o bebê a mercê deste maldito ? Sou mãe e sinto no coração a dor desta criança que sofreu sendo esfaqueada até a morte enquanto a mãe salvava a própria "pele". Eu lutaria pelo meu filho até a morte se fosse preciso...ou melhor... se tivesse alguma desconfiança que este maldito gostaria de fazer com meu filho eu não estaria ao lado dele. Mãe, mesmo aquela que não pari, aquela que ama, que cria, protege os filhos que são indefesos e frágeis. Pena de morte para este maldito e punição para esta mãe omissa. Não gosto nem de imaginar eu do lado de fora da casa e meu filho sendo esfaqueado e gemendo !!!!! Ela também tem CULPA !!! O conselho tutelar tem que avaliar a situação e se ela tiver mais filhos, por favor, afastem eles desta que se diz mãe.....


Tatiane em 04/01/2012 15:20
pena de morte já!!!!!


Célia em 04/01/2012 08:37
A gente nunca sabe quem será o próximo a ser condenado à pena de morte no nosso País. É incrível a quantidade de mortes violenta, doi em mim a certeza da IMPUNIDADE. Até quando meu Deus!!!


Rebeca Savero em 04/01/2012 01:45
nossa uma verdadeira crueldade se essa mãe já sabia que o pai ia fazer isso pq ela ñ o denunciou para a policia pq ela ñ acreditava que esse individuo podesse cometer esse crime....ela tb tem culpa pq ñ o denunciou como ela pode sair da casa e ñ lutar para salvar o próprio filho sangue frio agora ela fica falando que ele o 'pai'já estava planejando a dias se tivesse falando antes a mãe da criança poderia ter selvando agora é tarde as pessoas tem que agir antes e ñ depois que acontece as tragedias.'mais uma estrelinha que vai brilhar no céu'e nós aqui vamos orar para que deus possa fazer a justiça tanto na terra para esse assassino quando no céu.


Sandra Domingues em 03/01/2012 19:34
A PENA DE MORTE JÁ EXISTE... E o pequeno Tiago é prova disso!!! O maldito, que se intitulava "pai" deu a ele a sentença de morte! A pena de morte é uma das cláusulas pétreas de nossa Constituição Federal, ou seja, sequer pode ser objeto de proposta de Lei ou alteração, a não ser que revoguem esta atual Carta Magna. Então que o POVO se una e EXIJA a revogação da Carta Magna!!!


Sandra Domingues em 03/01/2012 18:02
Queria que as pessoas se unissem e EXIGISSEM pena de Morte para Malditos como esses que MATAM os próprios filhos...da mesma forma como se unem para pedir Justiça pelos cachorrinhos...

Nicolas Gottschald de Freitas Gabrielli Cristina Eichholz Núbia Glenda Ferreira da Silva Ronaldo de Carvalho Pinto Patricia Leal dos Santos Vicente Yassuti Nakamatsu Thiago do Nascimento Braz Antônio de Pádua Guerra Ramalho Ana Lucia Monteiro de Castro André Luíz de Andrade e Maciel Renato Moreira Brandão João Marcos Campos Moraes Lídia de Almeida de Menezes Bruno Ernesto R. Morais Gerlane Nascimento de Lima Jorge Antônio Careli Carlos Eduardo de Souza Garcia Everson Arizoli Peixoto Luana de Jesus Amorim Miranda Natália Broglio Murillo Sônia Regina de Oliveira
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS