Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Gustavo Rafael Rodrigues Paulino Ferreira (Maus tratos)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 03/11/2009

Localização: Ribeirão Preto (SP)

Data de Nascimento: 00/08/2008 (1 ano)

Data de Falecimento: 03/11/2009

Sexo: Masculino Masculino
 

Gustavo Rafael Rodrigues Paulino Ferreira, de um ano e quatro meses, morreu no início da madrugada de 03 de novembro de 2009, na região central de Ribeirão Preto, após ser espancado. O padrasto, Edilson Roberto Nogueira, de 23 anos, foi preso em flagrante. Ele é o único suspeito do crime e responderá inquérito por homicídio qualificado. O crime ocorreu numa pensão, onde o menino morava havia um ano com a mãe Vanessa Aparecida Rodrigues, de 21 anos, e o padrasto. Apesar do socorro da mãe, o menino não resistiu aos ferimentos.

O caso foi encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que irá apurar mais detalhes do crime e ouvir testemunhas. A mãe chegou do trabalho, no final da noite do feriado de segunda-feira, e o padrasto teria tentado evitar que ela entrasse no quarto. O menino apresentava hematomas pelo corpo e no rosto e os dentes quebrados, e estava quase desmaiado sobre a cama.
 
Nogueira argumentou que o menino teria caído da cama. Vanessa levou o filho, no colo, ao Pronto-Socorro Central, a menos de 500 metros da pensão. Lá, ela foi orientada a acionar a polícia, pois o caso era de espancamento contra a criança. Devido à gravidade dos ferimentos, o menino foi imediatamente transferido à Unidade de Emergência (UE), do Hospital das Clínicas, onde faleceu.
 
A Polícia Militar foi acionada e deteve Nogueira pouco depois, em flagrante, ainda na pensão, bebendo com amigos. Moradores da pensão teriam observado que a criança já fora agredida outras vezes e isso será investigado pela Polícia Civil nos próximos dias.
 
A delegada Maria Beatriz Moura Campos, da DDM, diz que um laudo preliminar do Instituto Médico-Legal (IML) deverá estar em suas mãos para ajudar nas investigações. Nogueira está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP), de Ribeirão Preto.

A mãe de Gustavo Raphael Rodrigues Paulino Ferreira tem uma tatuagem com o nome do filho, que foi morto em novembro de 2009

Foto: 03. nov. 2009 - Weber Sian / A Cidade
 
 
 
 
O pequeno Gustavo Rafael com a avó paterna Célia

Gustavo Rafael Rodrigues Paulino Ferreira, de um ano e quatro meses, morreu no início da madrugada de 03 de novembro de 2009, na região central de Ribeirão Preto, após ser espancado. O padrasto, Edilson Roberto Nogueira, de 23 anos, foi preso em flagrante. Ele é o único suspeito do crime e responderá inquérito por homicídio qualificado. O crime ocorreu numa pensão, onde o menino morava havia um ano com a mãe Vanessa Aparecida Rodrigues, de 21 anos, e o padrasto. Apesar do socorro da mãe, o menino não resistiu aos ferimentos.

A delegada Maria Beatriz Moura Campos, da DDM, diz que um laudo preliminar do Instituto Médico-Legal (IML) deverá estar em suas mãos para ajudar nas investigações. Nogueira está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP), de Ribeirão Preto.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Patrícia em 13/06/2012 10:01
Hoje o céu está em festa, hoje o Gustavo completaria 4 aninhos que Deus o abençõe e o guarde em um bom lugar, Parabéns Gustavo.


Sandra Domingues em 21/02/2012 12:59
Patrícia, antes de mais nada expresso a você nossos sinceros sentimentos pelo ocorrido com seu sobrinho. Não coloquei a foto dele, pois não encontrei nenhuma matéria na net onde tivesse sido divulgada, mas lhe agradeço se puder me enviar. Vou lhe mandar um email e você por gentileza me encaminhe a foto do pequeno Gustavo. Abraços


Patricia em 21/02/2012 11:26
Meu nome é Patricia eu sou tia do Gustavo e eu acho uma judiação ele não ter uma foto para mostrar como ele era lindo se vocês quiserem eu mando uma foto, pois ele morreu de uma forma muito triste e seu rosto tem que ser mostrado....e a família do pai do Gustavo também sente muito a falta dele. Não só a mãe, pois o papel da mãe é proteger o filho e cuidar da carinho e alento sinto muito se ela não o fez. Que Deus o abençoe e cuide dele pois aqui na terra ninguém o fez.

Kátia Fernandes Karatanasov Abinoão Soares de Oliveira João Cláudio Cardoso Leal Rodrigo José Neves Groetaers Aidir Pinagé de Lima Humberto José Figueiras Barrense Selma Ferreira Queiroz Michelle Domingos da Silva Ana Elizabeth de Oliveira Claudia Correa Pereira Josenildo José Ferreira de Oliveira Wellington Cardoso Ferreira Rosângela Barbosa Alves Erika Pereira Seoane Carlos Alberto Silva de Souza Manfred Albert von Richthofen Rosilene Maria da Silva Giovanna dos Reis Costa Gabriela Alves Nunes Thays Nascimento Martins Jeniffer Corneau Viturino
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS