Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Maria Lucineide Barros Leonel (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 13/09/2011

Localização: Porto Velho (RO)

Data de Nascimento: 00/00/1979 (32 anos)

Data de Falecimento: 13/09/2011

Sexo: Feminino Feminino
 

A empresária Maria Lucineide Barros Leonel, 32 anos, estava desaparecida deste a noite de terça-feira (13/09/2011) em Porto Velho. Ela era proprietária de uma lan-house no Bairro Embratel e não retornou para casa e nem ao trabalho. O veículo de Neide, como era conhecida, foi encontrado abandonado na manhã seguinte no Bairro Teixeirão. A Polícia foi acionada e o carro foi periciado. Os amigos e parentes divulgaram um cartaz para que a população ajudasse na localização da mulher.

A Polícia Civil localizou o corpo da empresária Maria Lucineide Barros Leonel, na manhã do dia 17/09/2011. O corpo foi encontrado a cerca de 45 quilômetros da Capital, sentido Cuiabá, no Rio Novo, também é conhecido como "Banho da Jacutinga".
 
Jânio Martins da Silva, que confessou ter matado a empresária Maria Lucineide Barros Leonel, tem 19 anos de idade e nasceu em Plácido de Castro, no Estado do Acre. 
 
Ele foi preso na noite de sexta-feira (16/09) em casa dormindo e acabou confessando o crime após policiais das Delegacias de Homicídio e Patrimônio encontrarem as chaves do carro da vítima escondidas embaixo de uma pedra. A Polícia chegou até Jânio após confirmar informações de parentes e amigos que ele queria envolvimento amoroso com “Neide”. Os sigilos telefônicos dos dois foram quebrados, mas Jânio deixou de usar celular ainda na terça-feira. Passou a ser o principal suspeito pelo sumiço da empresária. Na sexta, policiais avançaram nas investigações após encontrar uma ex-namorada do rapaz que indicou onde ele residia atualmente.
 
Jânio Martins da Silva é considerado um homem frio: ele é lutador de boxe e kung fu e era matriculado em uma academia nas proximidades da lan-house de Neide. Apesar de estar morando com uma mulher que separou do marido com os dois filhos para ficar com ele, Jânio vivia se declarando a Neide. Devota da fé católica ela apenas ouvia.
 
No dia do crime, segundo o assassino contou aos policiais, ele foi a lan-house e como de costume ficou conversando com a futura vítima. No final da noite esperou os dois últimos clientes saírem e anunciou um suposto assalto. Neide disse que não acreditava e falou que era brincadeira. O homem então levou a mão ao bolso e mostrou um volume, descobriu-se depois que era um pedaço de isopor no formato de uma arma. Neide ficou com medo, mas devido ao fato de parecer estar armado e lutar artes marciais foi presa fácil. Os dois saíram no carro dela e seguiram para a área rural de Candeias do Jamary. Ali ele falou que estrangulou Neide por duas vezes, mas como não conseguiu mata-la, passou o carro várias vezes por cima do corpo. Ela foi encontrada apenas de calcinha e sutiã em adiantado estado de decomposição.
 
A Polícia sabe que Jânio conseguiu sacar R$ 1 mil da conta de Neide. Ele conseguiu a senha da conta bancária da empresária. Também disse que pensava em ficar com o carro inicialmente, mas após o crime, preferiu abandoná-lo em um local distante de onde matou a mulher.
 
O corpo da empresária Maria Lucineide Barros Leonel foi velado na Funerária D. Bosco, na Avenida Pinheiro Machado com Getúlio Vargas, região central de Porto Velho. O enterro aconteceu às 15 horas do dia17/09/2011. 

Jânio Martins da Silva, que confessou ter matado a empresária Maria Lucineide Barros Leonel, tem 19 anos de idade e nasceu em Plácido de Castro, no Estado do Acre. 

A Polícia Civil localizou o corpo da empresária Maria Lucineide Barros Leonel, que estava desparecidade desde o dia 13/09/2011, na manhã do dia 17/09/2011. O corpo foi encontrado a cerca de 45 quilômetros da Capital, sentido Cuiabá, no Rio Novo, também é conhecido como "Banho da Jacutinga".

Jânio Martins da Silva, que confessou ter matado a empresária Maria Lucineide Barros Leonel, tem 19 anos de idade e nasceu em Plácido de Castro, no Estado do Acre. 
 
Ele foi preso na noite de sexta-feira (16/09) em casa dormindo e acabou confessando o crime após policiais das Delegacias de Homicídio e Patrimônio encontrarem as chaves do carro da vítima escondidas embaixo de uma pedra. A Polícia chegou até Jânio após confirmar informações de parentes e amigos que ele queria envolvimento amoroso com “Neide”. Os sigilos telefônicos dos dois foram quebrados, mas Jânio deixou de usar celular ainda na terça-feira. Passou a ser o principal suspeito pelo sumiço da empresária. Na sexta, policiais avançaram nas investigações após encontrar uma ex-namorada do rapaz que indicou onde ele residia atualmente.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Glauco Villas Boas Reginaldo Marcelo Vizani Jackson Wataru Komati Sophie Zanger Roberta Pires Teixeira de Miranda Pedro Henrique dos Santos Eduardo Henrique Demoro Hamilton de Mattos Vírgilio Augusto de Jesus Thiago karpó Ana Paula Mendes Oliveira Michelle Domingos da Silva Fernando Eidi Yoshida Ana Luíza Santos Darlla Dutra Rodrigues Guilherme do Nascimento de Oliveira Flávia Anay de Lima Diego de Almeida Silva Tânia Maria Coelho Araújo Henrique dos Santos Silva Fabiana Caggiano Paes Fábio Alexandre Maisel Costa
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS