Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Shirlene Suelen Santos Alves (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 31/10/2009

Localização: Belém do Pará (PA)

Data de Nascimento: 00/00/1988 (21 anos)

Data de Falecimento: 31/10/2009

Sexo: Feminino Feminino
 

Shirlene Suelen Santos Alves, 21 anos, foi asssassinada pelo ex-companheiro, André da Silva Barbosa.

O comerciário viveu por quatro anos com a vítima gerando dessa união uma filha.  O relacionamento era bastante conturbado e após o nascimento da criança o casal resolveu se separar. O crime ocorreu por volta das 15 horas, do dia 31/10/2009, na residência onde o casal viveu, num conjunto residencial, Parque Verde, perifeira de Belém. Com quatro meses de separados a vítima atendendo ao um chamado do ex que queria entregar fraldas da criança foi se encontrar com ele no local de trabalho, uma loja de utilidades do lar, localizada na Rodovia BR 316.

No local a mulher foi avisada por um colega de trabalho do réu que era para Shirlene Alves se dirigir até à casa onde o casal viveu, para encontrá-lo. Conforme depoimentos de testemunhas ouvidas durante o processo na Justiça, na antiga residência os dois teriam discutido até que ele usando uma pistola que guardava em casa, desferindo quatro tiros na vítima que lhe atingiu: a mão esquerda, a cabeça e o pescoço. Em seguida o réu fugiu do local e deixou a ex-mulher sangrando na moradia, ligando para um colega de trabalho, e este foi até o local e avisou a policia sobre o crime.
 
A juíza Rosa Navegantes, titular da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Belém, presidiu em 28/06/2011, o julgamento do comerciário André da Silva Barbosa acusado de matar a ex-companheira Shirlene Suelen Santos Alves, que deixou órfã uma menina de 04 anos, filha também do réu. Na acusação atuou a promotora de justiça Lucinery Santos, que sustentou a acusação contra o comerciário de ser autor de homicídio qualificado. Em defesa do acusado estavam habilitados os advogados Dorivaldo Belém e Osvaldo B. Teixeira. 
 
Os jurados da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Belém, composto por seis homens e uma mulher, votaram pela condenação do comerciário André da Silva Barbosa, 27 anos, por homicídio praticado contra a ex-companheira Shirlene Suelen Santos Alves. A pena imposta ao réu, de 11 anos e oito meses de prisão, será cumprida em regime iniciamente fechado. Na sentença, a juíza negou ao condenado o direito de ficar em liberdade para apelar da condenação. Ele permanecerá recolhido na penitenciária PEM III, localizada em Marituba, na Região Metropolitana de Belém.
 
No total, oito testemunhas prestaram depoimentos. Ao ser interrogado perante os jurados, o réu confessou ter efetuado disparos, mas, disse não se lembrar de quantos tiros deflagrou.
 
Por maioria dos votos, os jurados acolheram a tese da acusação, sustentada pela promotora de Justiça Lucinery Helena Rezende Ferreira: homicídio simples, com o agravante de ter sido o crime praticado contra a ex-companheira. Em defesa do acusado atuou o advogado Osvaldo Benedito Teixeira.
 
A sessão do júri começou às 9h e se encerrou às 17h, no salão do júri do Fórum Criminal de Belém, localizado na Praça República do Líbano, Cidade Velha, com o plenário do júri lotado de integrantes do Movida, familiares do réu, advogados e equipes da imprensa local.

Shirlene Suelen Santos Alves, foi asssassinada pelo ex-companheiro, André da Silva Barbosa, de 27 anos. 

O comerciário viveu por quatro anos com a vítima gerando dessa união uma filha.  O relacionamento era bastante conturbado e após o nascimento da criança o casal resolveu se separar. O crime ocorreu por volta das 15 horas, do dia 31/10/2009, na residência onde o casal viveu, num conjunto residencial, Parque Verde, perifeira de Belém. Com quatro meses de separados a vítima atendendo ao um chamado do ex que queria entregar fraldas da criança foi se encontrar com ele no local de trabalho, uma loja de utilidades do lar, localizada na Rodovia BR 316.

A juíza Rosa Navegantes, titular da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Belém, presidiu em 28/06/2011, o julgamento do comerciário André da Silva Barbosa acusado de matar a ex-companheira Shirlene Suelen Santos Alves.

Em tribunal presidido pela juíza juíza Rosa Navegantes, os jurados da 1ª Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Belém, composto por seis homens e uma mulher, votaram pela condenação do comerciário André da Silva Barbosa, 27 anos, por homicídio praticado contra a ex-companheira Shirlene Suelen Santos Alves. A pena imposta ao réu, de 11 anos e oito meses de prisão, será cumprida em regime iniciamente fechado. Na sentença, a juíza negou ao condenado o direito de ficar em liberdade para apelar da condenação. Ele permanecerá recolhido na penitenciária PEM III, localizada em Marituba, na Região Metropolitana de Belém.

Por maioria dos votos, os jurados acolheram a tese da acusação, sustentada pela promotora de Justiça Lucinery Helena Rezende Ferreira: homicídio simples, com o agravante de ter sido o crime praticado contra a ex-companheira. Em defesa do acusado atuou o advogado Osvaldo Benedito Teixeira. 

A sessão do júri começou às 9h e se encerrou às 17h, no salão do júri do Fórum Criminal de Belém, localizado na Praça República do Líbano, Cidade Velha, com o plenário do júri lotado de integrantes do Movida, familiares do réu, advogados e equipes da imprensa local.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Rafael Pereira da Silva Beatriz da Silva Costa Maycon Peterson Rodrigues Pantoja Marco Antônio Queiroz Muniz William dos Santos João Marcos Campos Moraes Alexandre do Nascimento Farias Sara Borges Rocha Carla Ingrid de Oliveira Correa Kenefer Maria de Jesus Guimarães Púbio Theodoro de Sousa Fernanda Lages Veras Mayra da Silva Paula Aidir Pinagé de Lima Francisco Ferreira Oliveira Neto Gabriel Jatobá Ricardo Viveiros Filho Marísia von Richthofen Gabrielly Caroline Dias Rocha Maria Eduarda Dourado Lacerda Caroline Bonomi
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS