Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Madeleine Beth McCann (Desaparecimento)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 03/05/2007

Localização: Algarve - Portugal (Exterior)

Data de Nascimento: 12/05/2003 (14 anos)

Sexo: Feminino Feminino
 

Madeleine Beth McCann, menina inglesa que sumiu em 03/05/2007 enquanto dormia com seus irmãos, gêmeos Sean e Amelie, num quarto de hotel de um complexo turístico da Praia da Luz, no Algarve, em Portugal. No momento de seu sumiço, seus pais, os médicos Kate e Gerry MacCann, haviam saído para jantar num restaurante próximo do local.

'Parece não existir nenhuma prova que garanta que Madeleine esteja viva', mas também 'não há nada que sugira que foi morta'. As palavras são do porta-voz de Kate e Gerry McCann, Clarence Mitchell, que em entrevista ao jornal ‘The Independent’ destaca o sentimento dos pais da criança britânica desaparecida no Algarve em 2007: 'À medida que o tempo passa torna-se cada vez mais difícil.'

Os pais da menina britânica Madeleine McCann, depois de 3 anos, afirmaram que as autoridades da Grã-Bretanha "desistiram" da busca pela criança.

Em uma entrevista à emissora de televisão britânica ITV, às vésperas do terceiro aniversário do desaparecimento, Kate e Gerry McCann disserem que querem que o governo revise o caso todo, pois os arquivos referentes ao desaparecimento de Madeleine não estão reunidos em um único lugar e - na avaliação deles - isso impede uma análise detalhada de todas as informações.

Gerry McCann afirmou que é errado ele e a mulher terem de liderar os esforços para encontrar a própria filha.

"Não é certo que uma criança britânica, inocente e vulnerável, seja abandonada", disse. "E não acho certo que, como pais, nós tenhamos que impulsionar as buscas. Claro que vamos, mas nem todo mundo tem os mesmos recursos e apoio que temos para fazer isso."

O casal contratou investigadores particulares para ajudar nas buscas pela filha Madeleine.

Madeleine desapareceu quando passava férias com a família na Praia da Luz, em Portugal, há três anos. Na época, ela estava com apenas três anos.

McCann afirmou que é "incrivelmente frustrante" que a polícia em Portugal e na Grã-Bretanha não esteja procurando de forma mais ativa por Madeleine "por um longo tempo".

O casal, que diz ainda acreditar que a filha esteja viva, está divulgando um pacote de material publicitário, que será entregue para pessoas que estejam viajando para o exterior.

Na época em que a menina desapareceu em Portugal, o casal foi criticado por ter deixado três crianças - Madeleine e seus irmãos Sean e Amelie - sozinhos em uma casa de praia enquanto jantava em um local próximo.

"Se pudéssemos voltar no tempo e mudar o que aconteceu, obviamente não teríamos feito isso", disse Gerry McCann durante a entrevista. "Não podemos. E o que quero dizer é que as pessoas precisam se colocar em nosso lugar. O que você faria se fosse sua filha? Depois disso, o que você faria?"

Kate McCann afirmou que não vai desistir das buscas até encontrar Madeleine e acrescentou que pode existir um grupo de pessoas que esteja com o desaparecimento de sua filha na consciência.

"Cada vez que Madeleine é citada ou cada vez que uma imagem é mostrada - novamente, está lá, incomodando suas consciências. A situação deles pode mudar, e eles podem se sentir seguros para se pronunciar (sobre o assunto)."

Um homem, que chegou a ser considerado suspeito pelo desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann, admitiu em uma carta póstuma que sabia o que tinha acontecido com a criança, que desapareceu quando passava férias com a família em Praia da Luz, Portugal, em maio de 2007. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (01/09/2010) pelo jornal The Sun.

Antes de morrer em decorrência de câncer na gargante, Raymond Hewlett, condenado por pedofilia, deixou uma carta a seu filho. No texto, ele diz que não teve nenhuma relação com o desaparecimento da menina, mas que sabia a razão do sumiço. Ele afirma que a menina foi roubada por uma máfia de ciganos que se dedicam a sequestrar crianças para vendê-las a casais que não podem ter filhos.

O filho de Hewlett, Wayne, disse que ficou completamente chocado quando leu esta parte da carta. Na mensagem, seu pai diz que um amigo cigano lhe contou que o sequestro de Madeleine havia sido planejado por uma máfia que traficava crianças. Ainda na carta, Hewlett diz que o grupo escolhia as crianças, as fotografava e enviava as imagens aos futuros receptores. Se eles aceitavam, o sequestro era levado em frente.
 
Wayne, apesar de não manter boas relações com o pai, acredita que aquilo que ele conta na carta "faz bastante sentido". Além disso, várias linhas de investigação já tinham considerado possível que a menina tenha sido sequestrada para ser vendida a outra família.
O porta-voz da família McCann emitiu um comunicado agradecendo a Wayne por divulgar a informação e assegurou que os detetives que investigam o caso o interrogarão em busca de novas pistas sobre o caso.
 
Madeleine McCann está nos EUA. É o que garante o investigador particular Marcelino Italiano, de 36 anos. 
 
Em entrevista ao jornal britânico "The Sun", ele diz não apenas saber o paradeiro da menina britânica que desapareceu na região do Algarve, no sul de Portugal, em 3 de maio de 2007, como garante conhecer os autores do sequestro. Segundo o detetive, que nasceu em Angola, Maddie foi vítima de uma rede de tráfico de crianças sediada no Algarve, da qual fariam parte dois conhecidos empresários portugueses, com contatos no alto escalão do Poder Judiciário de Portugal
 
"Eles são capazes de qualquer coisa, são influentes e perigosos", disse ao jornal.
 
Eles são capazes de qualquer coisa, são influentes e perigosos
O investigador diz ter enviado seu dossiê com informações sobre a quadrilha para a polícia em Huelva, no sudoeste da Espanha. Ele teve de fugir de Portugal depois de sofrer ameaças de morte.
 
"Sofri dois ataques por investigar este caso. Estou preparado para revelar toda a informação", disse ao "The Sun". Segundo ele, mais de uma dúzia de crianças foram sequestradas pelo grupo.
 
Os pais de Madeleine, Kate e Gerry, contrataram detetives particulares para averiguar as informações.
 
Desaparecimento de Madeleine MacCann completa 4 anos e mãe lança livro
 
O misterioso sumiço da menina britânica Madeleine McCann em uma praia de Portugal no ano de 2007 completou quatro anos no dia 03/05/2011 e sua mãe, Kate, anunciou que irá lançar um livro no dia 12/05/2011 com sua versão sobre o caso.
 
A menina desapareceu quando passavam férias em um apartamento na Praia Da Luz, no Algarve. As polícias dos dois países nunca conseguiram descobrir quem foi responsável pelo crime.
 
Segundo o jornal espanhol El País, a polícia britânica teria encontrado provas contra os pais da criança, suspeitos de matar e ocultar o corpo.
 
A investigação oficial, conduzida pela polícia portuguesa, foi encerrada em julho de 2008 sem provas. Desde então, os McCann contrataram os serviços de detetives privados.
 
Kate e Gerry McCann, pais da menina Madeleine, que desapareceu em um resort no sul de Portugal há quatro anos, publicaram em 12/05/2011 uma carta aberta pedindo ajuda ao primeiro-ministro britânico, David Cameron. Pouco depois, noticiou o tabloide "Sun", Cameron cedeu e decidiu reabrir o caso.
Dizendo-se comovido com a história e o pedido dos pais, o primeiro-ministro determinou que a Polícia Metropolitana reabra todos os documentos relativos ao caso e volte a analisar todas os indícios encontrados pelos agentes.
Sir Paul Stephenson, comissário de polícia, afirmou ter destacado uma equipe de elite para cuidar da reabertura do caso.
Para arrecadar fundos e lembrar o que seria o oitavo anivérsario da filha, o casal também está lançando o livro "Madeleine", escrito por Kate e que conta a sua versão dos fatos.
 
Você tem alguma informação sobre Madeleine?
 
Contate:
 
Operation Grange 0800 0906 1011 (Ligação Gratuíta no Reino Unido) 
 
+44(0)202 158 0126 
 
Crimestoppers 0800 555111
 
ou através do e-mail: Operation.Grange@met.pnn.police.uk
 
Site Oficial: http://www.findmadeleine.com
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, Terra e R7

Madeleine Beth McCann

Casal McCann no lançamento do livro 'Madeleine'

Madeleine McCann, menina inglesa, na época com 3 anos,  desapareceu em Portugal, em 03/05/2007.

Na época em que a menina desapareceu em Portugal, o casal foi criticado por ter deixado três crianças - Madeleine e seus irmãos Sean e Amelie - sozinhos em uma casa de praia enquanto jantava em um local próximo.

5 anos se passaram e até hoje não sabemos o que aconteceu com a pequena Maddie.

Você tem alguma informação sobre Madeleine?

Contate:

Operation Grange 0800 0906 1011 (Ligação Gratuíta no Reino Unido) 

+44(0)202 158 0126 
 
Crimestoppers 0800 555111 
 
ou através do e-mail: Operation.Grange@met.pnn.police.uk
 
Site Oficial: http://www.findmadeleine.com
 
Por Sandra Domingues, com informações do G1, Terra e R7


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Igor Cordeiro Manhães  Sérgio Gomes Pessanha Marcelo Alves da Silva Alana Ezequiel Mariana Almeida Andrade Priscila Tavares Ramos Marco Antônio Velasco e Pontes Dhajyla Daniele Matos Silva Jessica Leite César Felipe Silva Caffé Quênia Rosa Santos Anderson Silva de Oliveira Júnior Daniel Henrique de Souza Rezende Bruna de Oliveira Carneiro Jamile de Castro Nascimento Rosimere Aparecida Soares Rachel Maria Lobo Genofre Cléber Cley Pinto Marques Fonseca Filho Daniel Víctor  de Bastos Kelly dos Santos Benincaza Braz Antonio Duarte
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS