Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Flávia Anay de Lima (Outro)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 31/07/2011

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1995 (16 anos)

Data de Falecimento: 31/07/2011

Sexo: Feminino Feminino
 

Flávia Anay de Lima, de 16 anos, namorada do atacante Rafael Silva, da Portuguesa, 20 anos morreu, por volta das 4h do domingo ( 31/07/2011), após cair do 15º andar de um apartamento na rua Lutécia, na Vila Carrão, zona leste de São Paulo, onde morava com o jogador.

A morte da jovem Flávia Anay de Lima ainda é tratada como mistério pela delegada Elisabete Sato, da 5ª Delegacia Seccional de polícia da capital paulista, responsável pela investigação do caso. Apesar disso, os pais da jovem concederam entrevista coletiva na tarde de terça-feira (02/08) e confirmaram que não acreditam na hipótese de suicídio.

"Não acredito que a minha filha tenha se matado. Não guardo sentimento nenhum dentro de mim. Não estou acusando ninguém. Não acredito que ele tenha feito isso, mas também não acredito que ela tenha se matado. Descarto plenamente. Isso não foi um acidente. Ontem enterrei minha filha e hoje quem está morta sou eu", afirmou Luara Adriana de Lima.
 
A mãe de Flávia Lima disse que Rafael Silva já havia chegado até mesmo a ter agredido a jovem. De acordo com a mãe da vítima, a agressão teria ocorrido há duas semanas antes da morte de Flávia Lima. Apesar do fato, Luara disse que a família preferiu não registrar queixa.
 
"O Rafael estava bêbado, batendo nela. Quando cheguei no prédio, a polícia já estava lá. Fomos para o 10º Distrito Policial e o escrivão falou se não era melhor resolver isso em família. Não houve omissão da polícia, mas fomos nós que não quisemos levar o caso adiante. Ele (Rafael Silva) estava transtornado. Dizia que queria comer gillete", disse a mãe da vítima.
 
Segundo o advogado de Rafael Silva, Giuseppe Fagotti, ela pulou da janela do imóvel após discutir com o jogador.
 
Ainda segundo Fagotti, a briga começou em um bar, onde Flávia teria danificado o carro do atacante com um sapato. Em seguida, diz o advogado, eles teriam voltado para o apartamento onde viviam e ela acabou se jogando.
 
A delegada Elisabete Sato disse que o caso será investigado como "morte suspeita". Ainda essa semana, existe a possibilidade do advogado da família da vítima, Ademar Gomes, pedir a reconstituição da morte.
 
O caso havia sido registrado inicialmente como suicídio, mas as circunstâncias encontradas no apartamento e o histórico de brigas entre o casal fizeram a delegada seccional Elisabete Sato abrir inquérito como morte suspeita.
 
"Vamos investigar até para preservar a imagem do jogador, fazer tudo com transparência e apurar o que aconteceu em respeito à família da jovem", afirmou a delegada, que comanda a Seccional Leste. "Pode ser que a versão do jogador, de que foi suicídio, esteja correta. Mas vamos investigar." 
 
Segundo a delegada, o apartamento onde os dois moravam, na Rua Lutécia, Vila Carrão, zona leste de São Paulo, estava bem desarrumado. Também havia manchas de sangue espalhadas pelo local. Na versão do jogador, ele estaria bebendo em um bar na Avenida Radial Leste, próximo do local, e a jovem foi buscá-lo, dando início a uma briga. 
 
Os desentendimentos continuaram no apartamento. Segundo Silva, que depôs na segunda-feira (1º de agosto)  e também esteve com a polícia no local, Flávia teria atirado objetos nele, deixando marcas de sangue nas paredes. Neste momento, a jovem teria ficado descontrolada e se atirado pela sacada.
 
O atacante Rafael Silva, que não tem jogado por causa de um descolamento de retina, escreveu em seu Twitter que espera se reencontrar "em breve" com a garota. "Estou muito abalado pois minha princesinha se foi. Igual à tatoo (sic) que você fez para mim, te amo eternamente. Ainda sei que um dia vou te encontrar onde você estiver, em breve passarei pro seu mundo. Te amo."
 
Logo depois, o jogador postou outra mensagem com conteúdo parecido. "Meu mundo está vazio porque me abandonou meu amor. Em breve vou atá você." Também no Twitter, Rafael descreveu, no dia 12 de julho, uma das brigas com a namorada. "Minha muié (sic) me abandonou. Vou voltar a jogar futebol no domingo e voltar a sorrir."
 
Como havia uma cadeira próximo da varanda, o caso foi registrado como suicídio no 10.º Distrito Policial (DP), na Penha, zona leste, e depois encaminhado para o 31.º DP, na Vila Carrão, também na zona leste, próximo do prédio. Ontem, a 5.ª Seccional decidiu pegar o caso. A polícia já pediu a perícia do apartamento. As roupas do jogador também passarão por exames toxicológicos, além do carro dele. A delegada começa a ouvir hoje, às 15 horas, os depoimentos de parentes e testemunhas. 
 
O atacante Rafael Silva, 20 anos, da Portuguesa, prestou depoimento por quase sete horas na segunda-feira, (01/08) sobre a morte de sua namorada, na madrugada de domingo, em São Paulo. O atleta estava acompanhado de dois advogados e chegou no 10º DP (Penha), na zona leste, as 10h30.
 
De acordo com o delegado, o próximo passo é aguardar a perícia. Em 30 dias, espera-se que o caso seja definido.
 
A Portuguesa informou que não irá se pronunciar oficialmente enquanto as investigações não forem concluídas. A assessoria afirmou que a Lusa dará todo o apoio jurídico e psicológico ao atleta, que está afastado por uma lesão no olho. Rafael é de Feira de Santana (BA).
 
Em abril de 2012 os peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Técnico Científica de São Paulo concluíram que Flávia Anay de Lima se suicidou ao se atirar do 15º andar.
 
“Alguns elementos são decisivos para conclusão. Por exemplo, se houve sinal de luta ou contenção, se a vítima teria condições de galgar até a sacada. Outro fator importante é se a lesão da vítima é compatível aos ferimentos da queda. Pegamos o exemplo da Isabela [menina que morreu vítima de queda de prédio]. No caso da Isabela, houve lesão que não são compatíveis à queda, diferentemente desse caso da vítima [Flávia]”, explicou Rosangela Monteiro, perita criminal diretora do Núcleo de Perícia em Crimes contra Pessoas.
 
O laudo do IC será anexado ao processo.
 
“O sangue ao redor no apartamento são compatíveis e a distância da linha de conclusão também são levados em consideração”, acrescentou a perita.
 
 

Flávia Anay de Lima, de 16 anos, namorada do atacante Rafael Silva, da Portuguesa, 20 anos morreu, por volta das 4h do domingo ( 31/07/2011), após cair do 15º andar de um apartamento na rua Lutécia, na Vila Carrão, zona leste de São Paulo, onde morava com o jogador.

A Portuguesa informou que não irá se pronunciar oficialmente enquanto as investigações não forem concluídas. A assessoria afirmou que a Lusa dará todo o apoio jurídico e psicológico ao atleta, que está afastado por uma lesão no olho. Rafael é de Feira de Santana (BA).
 
Em abril de 2012 os peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Técnico Científica de São Paulo concluíram que Flávia Anay de Lima se suicidou ao se atirar do 15º andar.
 
“Alguns elementos são decisivos para conclusão. Por exemplo, se houve sinal de luta ou contenção, se a vítima teria condições de galgar até a sacada. Outro fator importante é se a lesão da vítima é compatível aos ferimentos da queda. Pegamos o exemplo da Isabela [menina que morreu vítima de queda de prédio]. No caso da Isabela, houve lesão que não são compatíveis à queda, diferentemente desse caso da vítima [Flávia]”, explicou Rosangela Monteiro, perita criminal diretora do Núcleo de Perícia em Crimes contra Pessoas.
 
O laudo do IC será anexado ao processo.
 
“O sangue ao redor no apartamento são compatíveis e a distância da linha de conclusão também são levados em consideração”, acrescentou a perita.
 
 


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Bruna em 23/10/2012 17:28
É por isso que sempre digo e repito não adianta nada tirar sua própria vida por conta de ninguém, não adianta isso de querer deixar o outro com a consciência pesada que não rola, pode até acontecer nos primeiros dias, meses, mas depois esquece e certamente a outra pessoa vai continuar sua vida com um novo relacionamento,afinal existem novos dias, novas pessoas, novos acontecimentos e o que faz parte do passado, vai ficar lá...esquecido! por isso meninas ou rapazes juízo, ama-se primeiramente!


Amiga em 11/12/2011 13:14
Acho interessante esse Rapaz Rafael Silva que se diz tão apaixonado que "logo passará " para o mundo dela se após 4 meses ele já está namorando e se declarando apaixonado por uma outra garota, fazendo até declarações de amor, como consta no Facebook dele.

Miriam Afif José Baltresca Luana Rodrigues de Sousa Cristiane Souza Leite Silvia Maria Arnaut da Costa Cauane Borges da Silva Simone Maria Otaviano de Souza Tânia Maria Coelho Araújo Selma Ferreira Queiroz Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba Sara Borges Rocha Kerolly Alves Lopes Agda Fátima Rocha Wilson Roberto Tafner Diego Hernandez Madruga da Silva Carla Ingrid de Oliveira Correa Fernanda Lages Veras Giovani Schiller Balau Juliana Costa Edison Tsung Chi Hsueh Marcos José Aloise da Rocha  Fátima de Lourdes Lopes Correia Lima
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS