Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Matheus Favaro Freire (Trânsito)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 29/05/2008

Localização: Itaquaquecetuba (SP)

Data de Nascimento: 03/07/2002 (5 anos)

Data de Falecimento: 29/05/2008

Sexo: Masculino Masculino
 

Matheus Favaro Freire, 5 anos, morreu após ser atropelado por um carro guiado pelo adolescente W.C.A., de 16 anos, no Jardim Caiuby, em Itaquaquecetuba. Segundo populares, o menino voltava da escola na companhia da mãe e de outro irmão quando a fatalidade aconteceu.

Os policiais militares foram acionados por volta das 19h15. Ao chegar no local, na esquina das ruas Piratininga e Praia Grande, o garoto já havia sido socorrido pela ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Matheus Favaro Freire foi levado para o Hospital Santa Marcelina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na ambulância.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o adolescente W.C.A. perdeu o controle do carro - um Logus vermelho, placa BOS-3818/SP -, e atropelou o garotinho que andava na calçada com a mãe e outro irmão. O impacto foi tão forte que o carro quebrou o muro e arremessou o menino para dentro de um imóvel em construção. Ao perceber o que havia acontecido, o infrator fugiu sem prestar socorro à vítima. O menor de idade foi identifi cado e reconhecido pela mãe de Matheus Favaro Freire, Silvana Favaro, por meio de documentos esquecidos no interior do veículo, que havia sido abandonado no local. "A minha nora tentou segurar o motorista, mas mesmo assim ele conseguiu fugir", contou o avô da criança, José Freire.

Um garoto esperto, inteligente e carinhoso. Esta é a lembrança que Matheus Favaro Freire deixa na memória de seus familiares.

"Meu neto era muito esperto. Não acredito que isso tenha acontecido", emocionou- se a avó, Emília da Conceição Freire. Segundo ela, a mãe do garoto sempre foi muito atenciosa com os filhos e até agora não entende como tudo aconteceu.

"Ela só teve tempo de salvar o mais novo. Ela nunca soltava das mãos dos filhos. Até para mim recomendava cuidados ao sair com eles", lembrou. Amigos, parentes e vizinhos se reuniram na casa de dona Emília, que fica em frente à igreja evangélica onde o corpo do menino foi velado. "Essa impunidade precisa acabar.

Hoje em dia menor de idade não vai preso, mas pode sair por aí matando crianças. Isso tem de mudar", desabafou Isabel Felix, amiga da família.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial do Caiuby como homicídio culposo na direção de veículo automotor. O delegado João Carlos Moraes instaurou um inquérito para investigar o caso. Uma equipe da Polícia Civil foi até a casa do adolescente W.C.A., mas não havia ninguém. Até o fechamento desta edição ele não tinha se apresentado à polícia.

Segundo o relato da mãe, estava vindo do trabalho com meus dois filhos o Matheus Favaro Freire (vitima com 05 anos e 10 meses) e o Phillipe de mãos dadas, busquei meus filhos na escolinha e fui para casa passei na Bomboniere comprei doces e salgadinhos e fomos para casa. Estávamos em cima da calçada quando um menor de idade na epóca (16 anos) em 01/06 completou 17 anos estava dando cavalo-de-pau (o pai dele liberava o carro direto para ele andrar) para se mostrar para a namorada e seus amigos, dentro do carro, e pegou a gente em cheio na calçada com o impacto a minha mão soltou deles e nisso ele tentando fugir deu ré e foi para frente arrastando o meu filho um pouco e bateu no muro e com o impacto quebrou o muro e meu filho Matheus Favaro Freire caiu dentro do quintal de uma casa e morreu na hora com traumatismo craniano encefalico e o criminoso fugiu sem prestar nenhum socorro.

Infelizmente a lei protege os vagabundos e nós vitimas não temos nenhum apoio.  Ele ficou impune porque a justiça protege o menor no Brasil pode matar, roubar e etc e não acontece nada quem sofre são as vitimas que não tem nenhum apoio.

 


Matheus Favaro Freire, 5 anos, morreu após ser atropelado por um carro guiado pelo adolescente W.C.A., de 16 anos, no Jardim Caiuby, em Itaquaquecetuba. Segundo populares, o menino voltava da escola na companhia da mãe e de outro irmão quando a fatalidade aconteceu.

O menor fugiu sem prestar socorro.

 



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Gabriela Prado Maia Ribeiro Rufino Gomes Araújo Neto Daniela Ferreira Luana Pepe Janinha Pereira de Freitas Sirlei Dias Carvalho Pinto Karina Carvalho Leite Anderson Silva de Oliveira Júnior Dayanne Mendonça Maglione Francisco Ferreira Oliveira Neto Caíque Müller de Oliveira Santana Carlos Gustavo Russo Saulo Victor da Silva Eduardo da Silva Oliveira Jéssica Laís da Silva Barbosa Cléber Cley Pinto Marques Fonseca Filho Marcos Vinicius Russo Líbio Chaves Mendonça Polyana Cristina de Castro César Dias de Oliveira Bruno Abner Pereira Rodrigues
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS