Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Rafaela Rabelo Alves Francisconi (Trânsito)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/07/2011

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1984 (27 anos)

Data de Falecimento: 11/07/2011

Sexo: Feminino Feminino
 
Rafaela Rabelo Alves Francisconi, de 27 anos, o filho João Pedro Rabelo, de 9 meses, e a tia do menino, Natália Broglio Murillo, de 23 anos, tiveram o Voyage atingido lateralmente por um Honda Civic na Avenida Presidente Humberto de Alencar Castello Branco, na Vila Itapegica. Com o impacto, o Voyage foi arrastado por cerca de 50 metros.
 
O menino foi jogado para fora do veículo, mas sobreviveu e foi encaminhado para o Hospital Padre Bento. Já fora de perigo, João Pedro foi transferido para o Hospital da Criança. A tia morreu no local do acidente. A mãe do menino, mesmo socorrida no mesmo hospital, não resistiu aos ferimentos e morreu.
 
Os três suspeitos, de 15 e 12 anos, foram levados também para o Hospital Padre Bento. Os dois adolescentes passam bem, mas o terceiro, de 15 anos, segundo o hospital, deu entrada com parada cardiorrespiratória. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Guarulhos.
 
Segundo a polícia, o Honda Civic teve a placa adulterada pelos ladrões e havia sido roubado na tarde do dia anterior, na Avenida Joaquina Ramalho, na Vila Guilherme. No momento em que foi abordado por policiais militares, o motorista se negou a parar, dando início à perseguição. Ainda não se sabe se os três ocupantes do Honda fazem parte do grupo responsável pelo roubo.
 
A fuga começou na Avenida Emílio Ribas, mesma avenida onde fica o Hospital Padre Bento. Antes de atingir o Voyage, o veículo ocupado pelos criminosos ainda bateu contra uma viatura da Polícia Militar que tentava fazer o cerco.
 
Na manhã de 13/07/2011 Rafaela Rabelo Alves Francisconi, que era a mãe do bebê, e sua cunhada, Natália Broglio Murillo, foram sepultadas por volta das 9h30 no Memorial Guarulhos, na Vila Rio de Janeiro.

O irmão de Rafaela Rabelo veio do México para o velório. Ele e Nathália iam se casar em novembro. “O mínimo que a gente pede é justiça. Como pode bater num carro, de uma mãe de família, e uma criança foi arremessada para fora do carro? Isso é um absurdo. O que a gente quer é justiça mesmo”, diz Natália Bispo, amiga de Rafaela.

O bebê, que foi arremessado, teve alta do Hospiral Geral de Guarulhos na quarta-feira (13), segundo a Secretaria Estadual de Saúde. A criança foi levada por familiares para casa.

Os dois adolescentes que sobreviveram no acidente, segundo a assessoria do Tribunal de Justiça do Estado, foram encaminhados para a Fundação Casa na tarde de quarta-feira (13). O outro adolescente de apenas 15 anos, que não sobreviveu, foi enterrado em 13/07 no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo.

“Ninguém pensava que era um bebê”, diz PM que resgatou criança lançada para fora de carro

Crédito: Reprodução TV Record
 
 
Carro ficou totalmente destruído (Foto: Reprodução/TV Globo)
 
 
Foto: AE
Carro em que estavam as duas mulheres e um bebê foi atingido por veículo ocupado por bandidos
 

Rafaela Rabelo Alves Francisconi, de 27 anos, o filho João Pedro Rabelo, de 8 meses, e a tia do menino, Natália Broglio Murillo, de 23 anos, tiveram o Voyage atingido lateralmente por um Honda Civic na Avenida Presidente Humberto de Alencar Castello Branco, na Vila Itapegica. Com o impacto, o Voyage foi arrastado por cerca de 50 metros.

O menino foi jogado para fora do veículo, mas sobreviveu e foi encaminhado para o Hospital Padre Bento. Já fora de perigo, João Pedro foi transferido para o Hospital da Criança. A tia morreu no local do acidente. A mãe do menino, mesmo socorrida no mesmo hospital, não resistiu aos ferimentos e morreu.
 
Os três suspeitos, de 15 e 17 anos, foram levados também para o Hospital Padre Bento. Os dois adolescentes passam bem, mas o terceiro, de 15 anos, segundo o hospital, deu entrada com parada cardiorrespiratória. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Guarulhos.
 
Os dois adolescentes que sobreviveram no acidente, segundo a assessoria do Tribunal de Justiça do Estado, foram encaminhados para a Fundação Casa na tarde de quarta-feira (13). O outro adolescente de apenas 15 anos, que não sobreviveu, foi enterrado em 13/07 no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Sandra Domingues em 21/07/2011 11:37
E como de praxe, o assassino ajudou nas "buscas " e participou do enterro das pequenas, frio e calculista, agiu como um mero espectador, até ser desmascarado e preso. Ainda que nada traga a vida dessas duas inocentes crianças de volta é justo e necessário que a justiça seja feita e que esse Monstro responda criminalmente pelo que que fez. Quanto valia a vida dessas duas pequenas crianças? Vamos saber daqui uns anos, (pois estamos falando de Brasil), não quando a sentença for proferida...julgado e de certo condenado, mas pelo tempo que o assassino irá "cumprir" de prisão. REVISÃO DO CÓDIGO PENAL JÁ, mas a favor das vítimas e não da Marginalidade!

Pedro Luiz Blaia Silva Danilo Barros de Souza Arcanjo Antonino Lopes do Nascimento Roberta Pires Teixeira de Miranda Diogo José Nogueira Dias Daniela Ferreira Carla Adrielle Botelho Melo Flavio Chalamai dos Santos Maycon Peterson Rodrigues Pantoja Marcos Roberto Pretel Viana Manfred Albert von Richthofen Caroline Bonomi Thayna de Oliveira André Francavilla Luz Luana Rodrigues de Sousa Cléber Cley Pinto Marques Fonseca Filho Leonardo Zanotti Cavalcante Sabrina Silvestre Fontão Laryssa Silva Martins Pedro Davison Rafael Abbatipietro Nunes Rosa
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS