Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Pedro Augusto Santos Prates Beltrão (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 08/08/2006

Localização: Belo Horizonte (MG)

Data de Nascimento: 30/09/1994 (11 anos)

Data de Falecimento: 08/08/2006

Sexo: Masculino Masculino
 

Pedro Augusto Santos Prates Beltrão, um garoto de 11 anos, no dia 08 de agosto de 2006, aproximadamente três e meia da tarde, sai de sua casa, localizada no Centro de Belo Horizonte, para ir à papelaria comprar uma caixa de lápis de cor. Levava no bolso cinco reais. 

Pedro Augusto ainda vestia o uniforme da escola, que cursava na parte da manhã, e usava sandália de dedo. Como havia feito dezenas de vezes, Pedro Augusto percorre o curto caminho de sua casa à papelaria, compra o material que precisava, deixa a loja e nunca mais é visto. Desaparece no meio da multidão.
 
Ninguém viu. Ninguém sabe. Ninguém diz nada.
 
No dia 10 de maio de 2008, sábado, os restos mortais de Pedro Augusto Santos Prates Beltrão são sepultados no cemitério Parque da Colina. Dias antes, o resultado da contra-prova do exame de DNA requerida pela família de Pedro Augusto confirma o que todos se recusavam em acreditar: a ossada encontrada em agosto de 2007, na Mata dos Camargos, perto do bairro Califórnia, nos arredores de Belo Horizonte, era realmente do menino Pedro Augusto.
 
O Departamento de Investigação de Homicídio e Proteção à Pessoa (DIHPP) divulgou, em 12/05/2008, o retrato falado do suspeito do homicídio de Pedro Augusto Santos Prates Beltrão. O caso estava sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios Barreiro e, segundo o delegado Osvaldo Wiermann Júnior, a medida foi adotada para ampliar o leque da investigação. “Com a divulgação do retrato falado e o apoio da população, a Polícia Civil pode fazer a reconstituição do crime e, assim, chegar ao responsável”, avalia.
 
Segundo o delegado, equipes já se deslocaram, inclusive para o interior do Estado para verificarem denúncias que pudessem identificar o suspeito do crime. Uma outra diligência foi submeter a reconhecimento um homem com características semelhantes às do retrato falado. “Ele está preso por envolvimento em furto de veículos, mas não foi reconhecido pela testemunha como o homem que caminhava com Pedro Augusto”, afirma Osvaldo Júnior. O retrato foi baseado em informações de uma testemunha, parente da criança, que disse ter visto ela andando com o suspeito pela Praça Raul Soares, no Centro de Belo Horizonte, no dia do desaparecimento. O delegado informou ainda que não está descartada a hipótese de que o suspeito faça parte do círculo de amizade da família já que, segundo a testemunha, o menino andava calmamente ao lado do suspeito, demonstrando conhecê-lo. 

Polícia Civil divulga retrato falado de suspeito de assassinar Pedro Augusto Santos Prates Beltrão, 11 anos, no dia 08 de agosto de 2006

Pedro Augusto Santos Prates Beltrão, um garoto de 11 anos, no dia 08 de agosto de 2006, aproximadamente três e meia da tarde, sai de sua casa, localizada no Centro de Belo Horizonte, para ir à papelaria comprar uma caixa de lápis de cor. Levava no bolso cinco reais. 

No dia 10 de maio de 2008, sábado, os restos mortais de Pedro Augusto Santos Prates Beltrão são sepultados no cemitério Parque da Colina. Dias antes, o resultado da contra-prova do exame de DNA requerida pela família de Pedro Augusto confirma o que todos se recusavam em acreditar: a ossada encontrada em agosto de 2007, na Mata dos Camargos, perto do bairro Califórnia, nos arredores de Belo Horizonte, era realmente do menino Pedro Augusto.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Jairo Alves Benfica Ferreira em 19/05/2015 11:52
gemte nao e possivel este tempo todo ja tem ate o retrato falado desse maldito homem cade ele uma roça gramde igual esta daqui i nao achao este maldito impossivel nao te achado este ordinario pelo amor de deus vamos resa ora para que um crime desse nao passe inpune so quem tem filhos sabe desse sofrimento que os pais aimdao passao meus sentimentos a vcs pais forsa vamos temta atualisar este retrato hoge que a poliçia atualisa melhor.

Alexandre de Lima Moraes Cleyton da Silva Leite Victor Hugo Deppman Caylee Marie Anthony Glauco Villas Boas Antônio de Pádua Guerra Ramalho Araceli Cabrera Crespo Lewdo Ricardo Coelho Severino Agda Fátima Rocha Luiz Carlos Rugai Júlio César Rodrigues Emerson Luis Marques Goularte Geovanna Pereira de Almeida Kamyle Vitória do Nascimento Josef Michael dos Santos Lopes Jorge Antônio Careli Alaélcio Pereira de Araújo Ike Cézar Gonçalves César Dias de Oliveira Tarsila Gusmão Vieira de Melo Edgar Pacha Quintela
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS