Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

André Luis Gusmão de Almeida (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 01/06/2011

Localização: Aluminio (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1974 (37 anos)

Data de Falecimento: 01/06/2011

Sexo: Masculino Masculino
 

O ex-participante do programa Big Brother Brasil, André Luis Gusmão de Almeida, de 37 anos, conhecido como Cowboy, foi morto com um tiro na nuca na madrugada de 01/6/2011. O crime aconteceu por volta das 2h, na chácara em que morava com a família, no município de Alumínio, distante 74 km de São Paulo. 

De acordo com o investigador de polícia Marcelo Coutinho, que esteve no local do crime, André havia saído de casa para acalmar os cachorros, que latiam insistentemente, quando foi atingido. A mulher dele ouviu o disparo e chamou a polícia. O ex-BBB chegou a ser atendido no pronto-socorro de Alumínio e no Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu à gravidade do ferimento.
 
 “A única certeza que temos é que o comerciante foi morto pelas costas. Resta saber se ele foi surpreendido, se reagiu a um assalto ou se foi executado. Também vamos apurar se ele foi morto por vingança, por exemplo. Vamos apurar tudo isso”, disse o investigador Marcelo Coutinho.
Vingança
A hipótese de que Caubói foi morto por vingança também será checada porque a mulher da vítima disse ao investigador que o ex-BBB chegou a ter desavenças com algumas pessoas.
“Vamos ouvir vizinhos que podem ter se desentendido com o comerciante. Ele chegou a cavar uma vala na rua de terra para impedir que carros fizessem racha e levantassem poeira. Isso teria incomodado parte da vizinhança, mas não acredito que tenha sido motivo para matar alguém”, disse o investigador Marcelo. “Posso adiantar que ninguém da família dele é suspeito pelo crime”.
 
Também será apurada uma informação não confirmada que o restaurante do casal estava passando por dificuldades financeiras e que o comerciante tinha contraído dívida de cerca de R$ 60 mil. Para isso, a polícia deverá pedir à Justiça as quebras dos sigilos telefônicos e bancários da vítima.
Em relação aos telefonemas, deverá ser solicitado também o rastreamento das ligações para tentar identificar de onde foram feitos os últimos chamados a partir da localização das antenas das ERBs (Estações Rádio Base).
 
Na tarde de quarta-feira (01/06), o corpo do ex-BBB André Luis Gusmão de Almeida, o André Caubói, foi enterrado no cemitério de Alumínio, São Paulo sob forte comoção.

O ex-participante do programa Big Brother Brasil, André Luis Gusmão de Almeida, de 37 anos, conhecido como Cowboy, foi morto com um tiro na nuca na madrugada de 01/6/2011. O crime aconteceu por volta das 2h, na chácara em que morava com a família, no município de Alumínio, distante 74 km de São Paulo. 

De acordo com o investigador de polícia Marcelo Coutinho, que esteve no local do crime, André havia saído de casa para acalmar os cachorros, que latiam insistentemente, quando foi atingido. A mulher dele ouviu o disparo e chamou a polícia. O ex-BBB chegou a ser atendido no pronto-socorro de Alumínio e no Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiu à gravidade do ferimento.
 
 “A única certeza que temos é que o comerciante foi morto pelas costas. Resta saber se ele foi surpreendido, se reagiu a um assalto ou se foi executado. Também vamos apurar se ele foi morto por vingança, por exemplo. Vamos apurar tudo isso”, disse o investigador Marcelo Coutinho.
Vingança
A hipótese de que Caubói foi morto por vingança também será checada porque a mulher da vítima disse ao investigador que o ex-BBB chegou a ter desavenças com algumas pessoas.
“Vamos ouvir vizinhos que podem ter se desentendido com o comerciante. Ele chegou a cavar uma vala na rua de terra para impedir que carros fizessem racha e levantassem poeira. Isso teria incomodado parte da vizinhança, mas não acredito que tenha sido motivo para matar alguém”, disse o investigador Marcelo. “Posso adiantar que ninguém da família dele é suspeito pelo crime”.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Juan de Moraes Thayna de Oliveira Michel Ramos Costa Luiz Carlos Rugai Shara Ruana Reis Tarsila Gusmão Vieira de Melo Josef Michael dos Santos Lopes Julyana Siqueiros Palomino Daniel Víctor  de Bastos Aline Cristina Faria Ramos Raizza Tavares Cruz Kamyle Vitória do Nascimento Adriana Moura da Rocha Machado Juliana Costa Francisco de Assis Guerra Ramalho  Isabella Cassani Tatiane de Almeida Alves Chang Tony Fregona Sampang Luis Renato Menina Ventura Ribeiro Eliérica Augusto de Lima Tainá Eliz de Souza Caetano
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS