Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Veronica Ferreirra Gutoski (Trânsito)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 12/03/2011

Localização: Campo Grande (MS)

Data de Nascimento: 14/07/1948 (62 anos)

Data de Falecimento: 13/03/2011

Sexo: Feminino Feminino
 

Verônica Gutosqui, de 62 anos, por volta das 11h do dia 12/03/2011, seguia de bicicleta quando foi atropelada pelo encanador Palmiro Santa Cruz, de 47 anos, que conduzia o veículo Ford ka com placa HQU-3252. Verônica Gutosqui não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente, no bairro Los Angeles.

O motorista foi levado do local pela polícia para evitar revolta da população.

Já na delegacia o condutor do veículo realizou o teste do bafômetro, onde foi constatado embriaguez com 1,4 gramas de etanol por litro de sangue. Segundo a polícia o condutor será indiciado por homicídio doloso.

O diretor da Unei Novo Caminho, Waldinei Figueiredo, foi o primeiro ao chegar no local do acidente e contou que impediu que o condutor fugisse sem prestar socorro.
 
Palmiro Santa Cruz que atropelou e matou Verônica Ferreira Gutoski,  foi liberado no dia 19 de abril de 2011 do Presídio de Trânsito (Ptran), onde estava preso desde o dia 16 de março do mesmo ano.
 
De acordo com o advogado do autor, José Antônio Cunha, o habeas corpus foi concedido, pois Palmiro não tem antecedentes criminais, tem residência física e emprego.
 
O advogado de Palmiro disse que tentará converter o crime em homicídio culposo, pois foi um crime de trânsito.
 
A respeito de Palmiro estar embriagado e sem CNH, Cunha disse que isso pode acarretar em aumento da sentença, mas que continuará tentando levar o crime para a área culposa, quando não há intenção de matar. Inicialmente, a polícia tinha indiciado Santa Cruz por dolo eventual, o que quer dizer que ele assumiu o risco de matar a vítima.

 

 

 

                                                                                                                                                               

Verônica Gutosqui, de 62 anos, seguia de bicicleta quando foi atropelada pelo encanador Palmiro Santa Cruz, de 47 anos, que conduzia o veículo Ford ka com placa HQU-3252. 

Na delegacia o condutor do veículo realizou o teste do bafômetro, onde foi constatado embriaguez com 1,4 gramas de etanol por litro de sangue. O condutor foi indiciado por homicídio doloso.
 
Palmiro Santa Cruz que atropelou e matou Verônica Ferreira Gutoski,  foi liberado no dia 19 de abril de 2011 do Presídio de Trânsito (Ptran), onde estava preso desde o dia 16 de março do mesmo ano.
 
De acordo com o advogado do autor, José Antônio Cunha, o habeas corpus foi concedido, pois Palmiro não tem antecedentes criminais, tem residência física e emprego.
 
O advogado de Palmiro disse que tentará converter o crime em homicídio culposo, pois foi um crime de trânsito.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Tereza em 11/05/2011 18:53
quero justiça pois a morte da minha mãe não pode fica assim! e esse assasino livre como se nada aconteceu!!!

Luana Neves Ribeiro Camila da Silva Moutinho Paulo Cesar Fonteles de Lima Jorge Antônio Careli Natália Marina De Carli Giorgio Renan Ernlund Metynoski Louise Sayuri Maeda Cadela Preta Ozires Del Corso Edmilson dos Reis Alves Chacina de Vigário Geral Rafael Pereira da Silva Erika Pereira Seoane Fabrício Pinto da Costa Diniz Isabella Oliveira Nardoni Délio Márcio Rodrigues de Souza Pedro Luiz Blaia Silva Francisco Jozenilton Veloso Mayra da Silva Paula Daniel Pellegrine Ana Cristina de Macedo
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS