Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Paulo Cesar Fonteles de Lima (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/06/1987

Localização: Belém do Pará (PA)

Data de Nascimento: 20/02/1949 (38 anos)

Data de Falecimento: 11/06/1987

Sexo: Masculino Masculino
 

No dia 11 de junho de 1987, quinta-feira, por volta das 11 horas, sentado no banco do carona em uma chevy (BB 7072) que lhe levaria até capanema, dirigida pelo motorista Antonio Lima de Souza, Paulo Fonteles aguardava o abastecimento da mesma em um posto da Shel na BR 316, quando de Fusca de cor Cinza, sem placas, desce o pistoleiro que dirigindo-se até a janela do carro onde estava com três tiros tirou a vida de um dos maiores dirigente, defensor dos trabalhadores no Estado do Pará. Mas, seus ideais de liberdade continuam vivos em todos aqueles que o conheceram.

A história prova que o camarada Paulo Cesar Fonteles de Lima foi um revolucionário que lutou até seu último minuto de vida pela reforma agrária e pelo socialismo.

Ex-deputado estadual e advogado de posseiros no sul do Pará, Paulo Fonteles, que nasceu em Belém, no dia 20 de fevereiro de 1949, foi covardemente assassinado no dia 11 de junho de 1987 pelos grandes latifundiários.

Segundo Luiz Maklouf “Os três tiros que arrebentaram a cabeça do advogado comunista Paulo Cesar Fonteles de Lima – no dia 11 de junho de 1987, em Ananindeua, Pará – sepultaram, mais do que o morto, sua forma de representar. Em quase 20 anos de militância Fonteles foi movido (e comovido) pelo combustível da paixão. Na política como na vida pessoal – e talvez especialmente nesta, onde o sublime sentimento encontra terra boa – o advogado exercitou, como poucos, o sentimento de estar permanentemente apaixonado. Pela concepção teórica que o tirava à ação – o marxismo-leninismo -, pelas mulheres que amou, e, mais do que tudo, pela ação em si, a de propagandista, agitador e organizador de posseiros no Pará”.

No último dia 11 de junho de 2011, completou 24 anos do assassinato deste mártir da terra. “Até hoje os mandantes do assassinato de Paulo Fonteles não foram levados a julgamento e, como centenas de casos de pistolagem perpetradas pelo latifundiário seu crime permanece impune o que revela o caráter do judiciário paraense”, declarou Paulo Fonteles Filho, no artigo “Outros documentos - Paulo Fonteles, mártir de luta pela terra”, publicado no site: fmauriciograbois.org.br 

Paulo Cesar Fonteles de Lima foi um revolucionário que lutou até seu último minuto de vida pela reforma agrária e pelo socialismo. Ex-deputado estadual e advogado de posseiros no sul do Pará, Paulo Fonteles, que nasceu em Belém, no dia 20 de fevereiro de 1949, foi covardemente assassinado no dia 11 de junho de 1987 pelos grandes latifundiários.

Até hoje os mandantes do assassinato de Paulo Fonteles não foram levados a julgamento e, como centenas de casos de pistolagem perpetradas pelo latifundiário seu crime permanece impune.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Amaro Tavares da Silva Gabriela Correia da Silva Luciene Neves André Luis Gusmão de Almeida Danillo Lopes Barros Pinto José Edmilson Costa dos Reis Ricardo Moreira Júnior Mário Sérgio Gabardo Flávia Anay de Lima Geovanna Vitória de Barros Gabrielly Caroline Dias Rocha Babila Teixeira Marcos Rodolfo Gigante Iannuzzi Monique Oliveira Santos Rafael Abbatipietro Nunes Rosa Nelson Lopes Nicolas Cauã Secco Elson Melo Thaís Tokomoto Joana Xavier de Souza Lisboa Jhonny Rafael Ferreira de Bahamontes
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS