Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Janinha Pereira de Freitas (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 14/02/2011

Localização: Montes Claros (MG)

Data de Nascimento: 00/00/1976 (35 anos)

Data de Falecimento: 14/02/2011

Sexo: Feminino Feminino
 

Janinha Pereira de Freitas, de 35 anos, foi assassinada em 14/02/2011 por um homem que conheceu, semanas antes, através da Internet, num site de relacionamento denominado Par Perfeito. O crime aconteceu no bairro Alto São João, em Montes Claros/MG.  A secretária morava sozinha e foi morta por estrangulamento, com um fio de telefone. 

A Polícia Civil de Minas Gerais afirmou,  em 18/02/2011, que identificou o suspeito de matar Janinha Pereira de Freitas. A pedido da polícia, a Justiça já expediu um mandado de prisão temporária de 30 dias contra Danilo, podendo ser transformada em prisão preventiva. O suspeito estava foragido.
 
Em 24/02/2011 chegou a Montes Claros, às 10h40, Danilo Éderson Fernandez, acusado de matar a secretária e estudante de psicologia, Janinha Pereira de Freitas. 
Danilo foi apresentado à imprensa por volta das 11 horas e contou detalhes de como matou Janinha. Disse que, na noite do crime, ele e Janinha começaram a discutir "depois que fizeram sexo", porque a secretária recebeu uma chamada telefônica e ele quis saber quem era, e ela não gostou. Danilo disse que se irritou, eles começaram a discutir e ele deu um soco na secretária, que - segundo ele - reagiu gritando e arranhando seu braço. O homem afirmou que depois, deu uma "gravata" em Janinha jogando-a sobre a cama e acertou a cabeça da secretária com um cinzeiro. Em seguida, a estrangulou com um fio de telefone porque ela - disse - o ameaçou com uma faca.
 
O acusado revelou que deixou São Paulo com a intenção de roubar Janinha, tendo se descontrolado durante a discussão entre os dois. Danilo afirmou que, cometido o crime, por volta de 1h30 da manhã, fugiu de táxi até a rodoviária de Montes Claros e lá pegou outro táxi até Belo Horizonte. De Janinha, Danilo disse que roubou uma impressora, o notebook, celular, câmera digital e 284 reais em dinheiro. Eles se relacionaram pela internet no período de 3 a 4 semanas. Admitiu que já furtou objetos de nove vítimas em São Paulo e que, em Minas, se envolveu com uma mulher em Governador Valadares.
 
Na última semana, manteve contato com outra mulher em São Sebastião do Paraíso, no sul de Minas. A impressora de Janinha foi localizada com outros objetos dentro de uma bolsa guardada no terminal rodoviário do Tietê, onde Danilo costumava manter seus pertences. O acusado disse que não tem residência fixa e que dormia em pensionatos e hotéis. Confessou que há nove meses se aproxima de mulheres para roubá-las, sempre prometendo namoro. Os roubos são praticados, segundo Danilo, quando as mulheres estão dormindo.
 
A delegada Karla Silveira afirmou que, após a divulgação de imagens do acusado, outras mulheres, moradoras de diferentes Estados, procuraram a polícia para relatar que também foram vítimas de Danilo e prestarão depoimento. Segundo ela, ao menos dez pessoas disseram que o conheceram na internet e, enquanto mantinham um relacionamento com o rapaz, foram roubadas por ele. Janinha, entretanto, foi a primeira que o suspeito teria matado."Com as outras vítimas, ele chegava a manter uma relação. No caso da Janinha, ele foi rejeitado e esse pode ser o motivo de ele tê-la matado", afirmou Silveira. "Ele consegue persuadir as vítimas a manter um relacionamento com ele. Ele conseguia fazer com que essas mulheres, jovens senhoras que procuram um relacionamento na internet, se apaixonassem".

A Justiça de Montes Claros condenou em 05/09/13 Danilo Enderson Fernandes a 28 anos de prisão pelos crimes de homicídio, furto e estupro da secretária Janinha Pereira de Freitas. O julgamento durou cerca de sete horas. Sete pessoas participaram do júri, três homens e quatro mulheres.

Por Sandra Domingues, com informações do O norte, O Dia e G1
 

Danilo Éderson Fernandez, confessou ter matado a secretária e estudante de psicologia, Janinha Pereira de Freitas. 

Janinha Pereira de Freitas, de 35 anos, foi assassinada em 14/02/2011 por um homem que conheceu, semanas antes, através da Internet, num site de relacionamento denominado Par Perfeito. O crime aconteceu no bairro Alto São João, em Montes Claros/MG.  A secretária morava sozinha e foi morta por estrangulamento, com um fio de telefone. 

A Polícia Civil de Minas Gerais afirmou,  em 18/02/2011, que identificou o suspeito de matar Janinha Pereira de Freitas.
A pedido da polícia, a Justiça já expediu um mandado de prisão temporária de 30 dias contra Danilo, podendo ser transformada em prisão preventiva.  O suspeito estava foragido.
 
Em 24/02/2011 chegou a Montes Claros, às 10h40, Danilo Éderson Fernandez, acusado de matar a secretária e estudante de psicologia, Janinha Pereira de Freitas

A Justiça de Montes Claros condenou em 05/09/13 Danilo Enderson Fernandes a 28 anos de prisão pelos crimes de homicídio, furto e estupro da secretária Janinha Pereira de Freitas. O julgamento durou cerca de sete horas. Sete pessoas participaram do júri, três homens e quatro mulheres.

Por Sandra Domingues, com informações do O norte, O Dia e G1


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Dani em 06/09/2013 07:58
A Justiça de Montes Claros condenou ontem (05/09/13) Danilo Enderson Fernandes a 28 anos de prisão pelos crimes de homicídio, furto e estupro da secretária Janinha Pereira de Freitas, que ele conheceu pela internet em 2011.


Shirley em 07/01/2013 14:26
gostaria de deixar aqui anotado, para que este caso sirva de exemplo! muitas mulheres q procuram seu amor em sites de relacionamento que tomem cuidado! os bandidos se aproveitam de mulheres solitarias!


Bruna em 27/10/2012 14:34
Internet é o último lugar onde alguém possa procurar um relacionamento, pois não se sabe praticamente nada de quem está do outro lado do pc, muitos cafajestes como esse Danilo se aproveitam desse recurso para enganar mulheres carentes que pensam encontrar sua alma gêmea no mundo virtual.Que sirva de exemplo para outras mulheres que agem como ela.Melhor só do que mal acompanhada.


Patricia em 21/04/2011 16:47
conhecia janinha a 06 anos fiquei chocada com essa situacao pergunto para mim mesma como o ser humano tem a capacidade de ser tao cruel este monstro so poderia estar possuido ´por forcas malignas peco a deus que ela descance em paz e muita forca principalmete para mae e todos os seus familiares

Gerhard Kaltmaier Eduardo Alfredo Ortelan Willian de Souza Marins Babila Teixeira Marcos Ana Clara Cunha da Mata Cleonice Marinho de Araújo Eugênio Bozola Camila Graziele dos Santos Vitoriano Michele Amorim Lopes Giorgio Renan Ernlund Metynoski Renan Fogaça Alípio Lavínia Azeredo de Oliveira Bianca Rocha Tavares Vitor Suarez Cunha André de Souza Daniel Raizza Tavares Cruz Mariana da Silva Paranhos Pablo Gomes Matielli Everson Arizoli Peixoto Darlla Dutra Rodrigues João Vitor dos Santos Rodrigues e Igor Giovanni dos Santos Rodrigues
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS