Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Ledenir Clóvis Valente Júnior (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 27/04/2006

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 16/07/1967 (38 anos)

Data de Falecimento: 27/04/2006

Sexo: Masculino Masculino
 

Ledenir Clóvis Valente Júnior, 38 anos, motorista, foi executado com dois tiros na cabeça por reclamar do pedágio semanal de R$ 250 cobrado dos topiqueiros da favela da Covanca, zona oeste, Rio de Janeiro. Ele alegava que seu ganho, rodando diariamente das 6h à meia-noite, mal dava para o sustento da mulher e dos três filhos.

A viúva, Giselle Chaves, 42, lembra que, no dia do crime, havia notado um movimento diferente dos milicianos logo pela manhã. Fiquei agoniada ao ver que eles estavam circulando e ostentando fuzis. Quando cruzaram com a gente, riram, lembra. No dia seguinte, o corpo de Ledenir foi encontrado na Kombi. Ela deixou a favela com escolta e vive escondida, exilada. Me sinto sem rumo, meus filhos fazem tratamento psicológico.

Ledenir Clóvis Valente Júnior, 38 anos, motorista, foi executado com dois tiros na cabeça por reclamar do pedágio semanal de R$ 250 cobrado dos topiqueiros da favela da Covanca, zona oeste, Rio de Janeiro. 

Júnior
deixou 3 filhos e esposa. O crime continua impune e a família vive escondida a espera da justiça.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Tarcisio M. Fraça em 19/12/2011 09:47
Júnior e eu fomos como irmãos, de infância e juventude...rezo frequentemete a DEUS por ele. Fico feliz de saber que ele é lembrado... valeu meu irmaozinho..fique em PAZ.. e até um dia..... Tarcisio - MG


Mr Marcio em 12/07/2011 12:58
Nasceu em 16/07/1968..Fomos colegas na adolescência no Meier.Ele trabalhou no PIZZAHOUSE e serviu ao exército.


Celia Marta Suaya De Mattos Laprea Santos em 26/01/2011 13:30
Ledenir Valente Júnior, padrinho de meu filho, era um trabalhador de verdade, sem medo de pegar qualquer serviço, foi garí da prefeitura e dps de que foi terceirizada a função, ele pediu as contas e comprou com muito sacrificio a Kombi para fazer transporte e comprou tbm uma casa, onde morava feliz com a minha comadre Giselle, qdo sua vida tão curta foi ceifada de modo cruel e injusta.Pedimos JUSTIÇA!!!!!


Jessica em 26/01/2011 11:44
Me lembro disse dia como se fosse hoje. Fui para o colégio e me disseram que ele(Junior,como era chamados por todods nós)tinha morrido ou melhor tinha sido assassinado. Mas num parou por aii não o meu Namorado(Que agora é meu Esposo)foi PROIBIDO de entrar na COVANCA para me visitar e visitar o seu só por que ele morava na CIDADE DE DEUS. Minha mãe ficou tão impressionada que se mudou. Nasci e cresci na Covanca amo akele lugar mas as pessoas que lá estão não valem nada. Enfim hoje não moro mas no Rio de Janeiro justamente por esse motivo meu esposo ainda tem receio de ir até lá. Espero sinceramente que que ajustiça seja feita não podemos andar livremente((APOIO A FAMILIA DO JUNIOR))

Millena Freitas dos Santos Toni Bernado da Silva Kamilly Vitória Pereira Bruno Abner Pereira Rodrigues Ezequiel Silva de Souza Núbia Glenda Ferreira da Silva Priscila Eiras André Francavilla Luz Veronica Ferreirra Gutoski Gaudêncio Nogueira Gabriella Oliveira Ribeiro Ubiratan Guimarães Matthwes Eric Jones Natália Broglio Murillo Padre Wagner Rodolfo da Silva Kassia Karinne Magalhães Mayara Lilian Alves Ferraz Allan Diego Henriques Barbosa Marísia von Richthofen Carlos Eduardo Mendes de Jesus Juvenil Severino Botelho Barroso
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS