Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Stephanie dos Santos Teixeira (Erro Médico)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 04/12/2010

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1998 (12 anos)

Data de Falecimento: 04/12/2010

Sexo: Feminino Feminino
 

Stephanie dos Santos Teixeira, 12 anos, foi internada na tarde de sexta-feira (03/12/2010) no Hospital São Luiz Gonzaga, que pertence à Irmandade, com dores abdominais e vômitos, segundo a família. Após a complicação do quadro de saúde, depois de receber 50 ml de vaselina na veia, no lugar de soro, ela foi transferida para a Santa Casa, onde morreu por volta 0h20 de sábado, .

A direção da Irmandade disse, por meio de nota, que está consternada com a morte de Stephanie. "Após tomar ciência do ocorrido foram instauradas, em caráter imediato, sindicâncias internas para apuração dos fatos", diz o comunicado. A irmandade afirmou ainda que os profissionais envolvidos no atendimento da menina foram afastados e devem permanecer fora das funções até a conclusão da investigação.
 
A assessoria do Conselho de Medicina afirmou que a sindicância deve apurar as circustâncias da morte da menina. Serão coletados documentos, ouvidos os familiares e médicos e feitas vistorias ao hospital. Caso se confirme erro médico, os profissionais envolvidos podem ter o registro profissional cassado.
 
A Polícia Civil já ouviu o depoimento de um médico e uma enfermeira do Hospital São Luiz Gonzaga sobre o caso. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o pai de Stephanie foi até a 77ª DP (Santa Cecília), onde registrou queixa contra o hospital. Segundo ele, a injeção errada agravou o estado de saúde da menina. A ocorrência foi registrada como homicídio culposo e encaminhada ao 73º DP (Jaçanã) para investigação.
 
 
“Ela foi induzida ao erro. É a frase que melhor explica o que aconteceu”, afirmou o advogado Roberto Vasconcelos da Gama. 
 
Em 08/12/2010, a auxiliar de enfermagem Catia Aragaki, que teria injetado a substância no organismo da menina, foi indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). 
 
A informação é do delegado-assistente Antônio Carlos Corsi Sobrinho, do 73º DP. A pena prevista para o crime é de um a três anos de detenção. “É um erro que não pode acontecer, imperdoável”, afirmou o delegado.
 
"Basta com os erros médicos

Está na câmara dos deputados o Projeto de Lei 6867/2010 que visa avaliação dos profissionais de saúde.
A ligação é gratuita 0800 619-619. Ligue e nos ajude nessa luta que é de todos nós.

Stephanie dos Santos Teixeira, 12 anos, faleceu após receber 50 ml de vaselina na veia, em lugar se soro. O procedimento foi feito no Hospital São Luiz Gonzaga, no dia 04/12/2010, em São Paulo.

A Polícia Civil investiga a morte de Stephanie, que passou mal após ser atendida no Hospital São Luiz Gonzaga. O pai da menina foi à delegacia e disse que sua filha foi internada por volta das 15h de sexta (03/12/2010) com dores abdominais, diarreia e vômito e que, de acordo com a ficha de evolução clínica, foi ministrada solução de vaselina líquida em sua corrente sanguínea, o que agravou seu estado de saúde.

A garota foi transferida às 21h30 para a Santa Casa de São Paulo e morreu à 0h20 de sábado. A ocorrência, que foi registrada como homicídio culposo, está sendo ivestigada no 73º DP (Jaçanã). 
 
“Ela foi induzida ao erro. É a frase que melhor explica o que aconteceu”, afirmou o advogado Roberto Vasconcelos da Gama. 
 
Em 08/12/2010, a auxiliar de enfermagem Catia Aragaki, que teria injetado a substância no organismo da menina, foi indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). 
 
A informação é do delegado-assistente Antônio Carlos Corsi Sobrinho, do 73º DP. A pena prevista para o crime é de um a três anos de detenção. “É um erro que não pode acontecer, imperdoável”, afirmou o delegado.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Jose Antonio em 29/01/2011 11:50
Acompanhei o caso da Stephanie pela tv ,e moro proximo do hospital onde ocorreu o fato, sei que o conforto depois da perda é quase impossivel,mas peço a Deus que olhe por nossas crianças ,e para a familia peço que deus abençõe e de forças para irem em frente .Sou Antonio o pai do Luis Paulo assassinado dia 24/12/2010.Fiquem com Deus.

Marísia von Richthofen Matheus Cavalcanti Ramalho Shirlene Suelen Santos Alves Michellyne Rocha Araújo Marco Antônio Queiroz Muniz Hávyla Nayara José Roberto Ornelas de Lemos Veruska Prado de Jesus Gilcemara Machado Partelli Guzzo Alexandre Menezes dos Santos Araceli Cabrera Crespo Matheus Abvragov Dalvit Marcelo Castelo Branco Iudice Adriele Camacho de Almeida Sirlei Dias Carvalho Pinto Cely Vidal Camila Graziele dos Santos Vitoriano Adelson Loiola da Silva Eloá Cristina Pimentel da Silva Renata de Cássia Yoshifusa Ronaldo de Carvalho Pinto
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS