Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Alanis Maria Laurindo de Oliveira (Pedofilia)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 07/01/2010

Localização: Fortaleza (CE)

Data de Nascimento: 12/09/2004 (5 anos)

Data de Falecimento: 07/01/2010

Sexo: Feminino Feminino
 

Numa quinta-feira, 7 de janeiro de 2010, Alanis Maria Laurindo de Oliveira vai com os pais a uma missa no bairro onde morava em Fortaleza, Conjunto Ceará. Durante a celebração da missa Alanis, de 5 anos é raptada. De acordo com a polícia, 22:30h foi o provável horário da fuga do assassino naquele mesmo dia, após ter estuprado e matado a menina. Na sexta, dia 8, chega à polícia a informação da localização do corpo, que foi resgatado por volta das 19 horas em um matagal ao lado de um condomínio no bairro Antônio Bezerra.

No sábado, dia 9, centenas de pessoas acompanharam o velório de Alanis na Igreja Nossa Senhora da Conceição, no Conjunto Ceará. O enterro ocorreu no cemitério Jardim do Éden, em Pacatuba. A operação de prisão do suspeito começa por volta das 17 horas. No início da noite, ele foi detido em casa, no Autran Nunes. O homem acusa o próprio irmão de ter matado Alanis. As investigações sobre o crime passaram a ser realizadas pelo 12º DP, no Conjunto Ceará, com apoio do Departamento de Inteligência Policial, Divisão Anti-sequestro (DAS) e Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa). O acusado do crime, Antônio Carlos dos Santos Xavier, foi preso no dia 12 por guardas municipais no terminal Siqueira.

Em depoimento, ele confessa ter torturado e matado a menina Alanis. Conforme apurado, durante o depoimento o acusado não demonstrou remorso. Disse que além de pipoca, teria oferecido refrigerante e batata frita a Alanis, como forma de mantê-la quieta. Desde o dia do crime, Antônio Carlos teria vagado de terminal em terminal de Fortaleza até ser preso pelos guardas municipais. Após o relato, foi feito um pedido de prisão preventiva por causa do assassinato de Alanis Laurindo.

 

Alanis Maria Laurindo de Oliveira, 5 anos, morava com os pais em Fortaleza, Ceará. Foi raptada no dia 7 de janeiro de 2010. Seu corpo foi encontrado no dia 8. Antônio Carlos dos Santos Xavier confessa ter estuprado, torturado e matado a menina.

Em depoimento, ele confessa ter torturado e matado a menina Alanis. Conforme apurado, durante o depoimento o acusado não demonstrou remorso. Disse que além de pipoca, teria oferecido refrigerante e batata frita a Alanis, como forma de mantê-la quieta. Desde o dia do crime, Antônio Carlos teria vagado de terminal em terminal de Fortaleza até ser preso pelos guardas municipais. Após o relato, foi feito um pedido de prisão preventiva por causa do assassinato deAlanis Laurindo.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)

Digite as palavras abaixo:




Antonia Edileuza em 09/03/2012 16:02
eu desejo toda familia muito paz e luz que deus com certeza vai está sempre no lado de você.

Chacina de Vigário Geral Luana Rodrigues de Sousa Viviane Alves Guimarães Wahbe Willian de Souza Marins Ana Luíza Santos Ricardo Wagner Léslis Silva Saulo Batista Jansen Briggida Rosely de Azevedo Lourenço João Cláudio Cardoso Leal Giulia de Oliveira da Silva Gislainni Paola Neves Santos Hanry Silva Gomes da Siqueira Raimundo Correia Menezes Neto Rômulo Castro Ramos Tavares Flávio dos Santos Borges Mariana Rocha de Souza Alini Gama de Oliveira André Penin Santos de Lima Felipe da Silva Gomes Danilo Barros de Souza Juliana Costa
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS   Orkut