Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Rosângela Barbosa Alves (Bala Perdida)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Rosângela Barbosa Alves
Data do Ocorrido: 24/11/2010

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 00/00/1996 (14 anos)

Data de Falecimento: 24/11/2010

Sexo: Feminino Feminino
 

Rosângela Barbosa Alves, estudante de apenas 14 anos: uma menina que morreu dentro de casa, sentada no computador, vitima de bala perdida,  na favela do Grotão, na Penha.

“Ela chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu”, disse emocionado.
 
Roberto Alves, pai da menina.
 
“Morreu nos meus braços e eu não pude fazer nada”.
 
Rosângela Barbosa, mãe da vítima.
 
Rosângela Barbosa Alves levou um tiro no peito enquanto usava o computador em casa. A jovem foi levada para o hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu aos ferimentos. 
 
Sob o barulho do tiroteio entre policiais e traficantes na Vila Cruzeiro, foi enterrado no dia 25/11/2010 o corpo da estudante Rosângela Barbosa Alves. Cerca de 25 pessoas foram ao Cemitério de Inhaúma acompanhar o velório e o enterro.
 
'A dor é muito forte. Acho que ainda não caiu a ficha de que perdi minha filha. Era uma garota pacata. É preciso que as pessoas entendam que a favela não tem só bandido, tem muita gente boa', desabafou o pai da menina, Roberto Alves.
 
A menina estava perto da janela de casa quando foi atingida. Segundo o pai, o tiro teria partido de policiais. 'Eu quero justiça. Não quero indenização do governo. Queria era a vida da minha filha', lamentou. Durante o velório e o enterro, a mãe da menina, Tereza Cristina Cesar Barbosa, teve de ser amparada. Ela e Roberto têm outros cinco filhos. Um deles, de 8 anos, também estava em casa e foi atingido de raspão na barriga.'Eu quase perdi dois filhos. Criar sua família numa situação como essa é muito difícil. Vou fazer de tudo para sair de lá.'
 
Alves e a família disseram estar acostumados com trocas de tiros na Vila Cruzeiro, mas nunca tinham sofrido as consequências da violência antes.

 

Balas Perdidas...quando isso vai ter fim?

O cantor, Leandro Sapucahy, expressou nessa linda música " Bala Perdida" toda a realidade da dor de uma família que perde o seu ente querido, vítima de bala perdida...

 
"Pra nunca mais ver na TV outra mamãe chorar, sofrer...enxugue as lágrimas que rolam em pranto...Deus que cubra a todos com Sagrado Manto!"
 
Abaixo-assinado Movimento O Rio Pede Paz e Gabriela Sou da Paz juntos pelas Famílias Vítimas de Balas Perdidas
 
Por favor Assine e Divulgue a Petição Pública
 

Rosângela Barbosa Alves, estudante de apenas 14 anos: uma menina que morreu dentro de casa, sentada no computador, vitima de bala perdida,  na favela do Grotão, na Penha, em 24/11/2010.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Michelle Domingos da Silva Maria Andreia Soares da Silva Juliana Costa Thays Coppola Rupp Waimasse de Magalhães Tavares Elmiro Martins de Oliveira Neto André Neres Maciel Vanessa Maria de Oliveira Leonardo Batista Fernandes Fabrício Heron Laís Matavelli Carolina Rodrigues Macchiorlatti Verônica Torres da Fonseca Vanessa Ferreira Carobene Kauê Abreu dos Santos Kaio Lucas Garcia Negris Beatriz da Silva Costa Felipe Silva Caffé Eugênio Bozola  Marcela Naiane Alves dos Santos Dyenifer Aparecida Costa dos Santos
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS