Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Caren Cristina dos Santos Barbosa França (Outro)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 20/11/2010

Localização: Lorena (SP)

Data de Nascimento: 05/09/1986 (24 anos)

Data de Falecimento: 20/11/2010

Sexo: Feminino Feminino
 

Uma família de Guaratinguetá está vivendo momentos de desespero desde a madrugada de sábado do dia 20/11/2010, quando a vendedora Caren Cristina dos Santos Barbosa França, de 24 anos, desapareceu após sair de uma festa em Lorena. 

A jovem teria sumido depois que se perdeu de um grupo de amigas e aceitou carona de um desconhecido para voltar para Guará.
 
De acordo com familiares de Caren, a jovem não tinha vícios, era responsável e nunca ficou sem se comunicar com a família.
 
Ela teria saído com quatro amigas depois do trabalho na noite de sexta-feira e seguiu para uma choperia em Lorena, onde o grupo teria ficado até pouco depois da meia noite, quando decidiram seguir para uma festa universitária na casa noturna Macaco Music Bar no bairro do Britador, na estrada velha de Lorena.
 
Segundo Rita Aparecida dos Santos, mãe de Caren, a garota ligou para ela por volta de 3h30 dizendo que a festa estava muito cheia, ela tinha se perdido das amigas, estava do lado de fora da casa noturna e não sabia como voltar para casa. “Ela estava nervosa, preocupada porque tinha que voltar logo para descansar já que ia trabalhar na manhã de sábado”, disse a mãe.
 
Durante o telefonema, Rita disse que a filha falou que uma pessoa estava se aproximando de carro e ela iria pedir informações.
 
“Só escutei ela chamando ele de moço e pedindo informações, então ouvi ele oferecendo carona eu disse para ela não aceitar, mas ela estava com medo de ficar lá, aí combinei de encontrar com ela, mas esperei no local marcado por mais de duas horas e ela não apareceu”, disse.
 
Nervosa, a mãe passou a tentar fazer contato com a menina, mas, desde então, o celular dela esta desligado. 
 
Entre as ferramentas que a família está utilizando para tentar localizar a jovem está a internet. 
 
Desde a manhã de sábado familiares e amigos da moça estão espalhando e-mails com fotos, informações e contatos telefônicos e da polícia, além de utilizar os sites de relacionamento Orkut, Facebook e o twitter para espalhar o máximo de informações possíveis e tentar buscar pistas que auxiliem a encontrar Caren.
 
“Estamos todos desesperados, vivendo em função de buscar alguma pista que nos leve a ela desde aquele último telefonema”, disse Rita.
 
Investigação. De acordo com a delegada seccional de Guaratinguetá, Sandra Vergal, a Polícia Civil já instaurou inquérito para apurar o caso e já tem um suspeito de envolvimento no desaparecimento.
 
Em 31 de março de 2011a Polícia Civil de Lorena prendeu dois homens por envolvimento no desaparecimento da vendedora Caren Cristina dos Santos Barbosa França.
 
Ambos tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça anteontem. Eles são suspeitos de esconder o corpo de Caren, cuja morte é dada como certa pela polícia, que In[/TXT]vestiga agora a causa da morte: se natural ou provocada.
 
Rodolfo Rodrigo Dias dos Santos, 23 anos, foi preso na manhã do dia 31/03/2011, na Vila Rosa, em Lorena. No período da tarde, acompanhado de um advogado, Douglas de Aquino Marçal Corrêa, 25 anos, se apresentou à delegacia.
 
Segundo a Polícia Civil, Douglas confessou que deu carona a Caren na saída de uma casa noturna na Vila Brito, em Lorena, em 20 de novembro do ano passado. Ele disse que não conhecia a vendedora.
 
Eles conta que seguiram para a chácara da família de Corrêa, na Vila Portugal, onde teriam consumido drogas e passado a noite. Pela manhã, Corrêa disse que encontrou Caren morta na cama. Ela estaria com uma cor arroxeada.
 
Rio. Corrêa teria confessado que, em desespero, queimou o corpo da vendedora, colocou num saco, pôs no carro e levou para o rio Paraíba. No caminho, ele teria encontrado Santos e pedido ajuda para sumir com o corpo, que teria sido levado para um local atrás do prédio do campus da USP de Lorena e jogado no rio.
 
Segundo a delegada Darlene Ultramari, da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Lorena, que colabora nas investigações, será preciso descobrir se a morte de Caren foi natural ou provocada, além de tentar encontrar o corpo.
 
“A princípio, eles serão indiciados por ocultação de cadáver, mas vamos investigar o homicídio também. Douglas é réu confesso”, disse.
 
Corrêa e Santos permanecerão presos por 30 dias para colaborar com as investigações. Abalada com o desfecho do caso, a mãe de Caren, que mora em Guaratinguetá e esteve na delegacia, não quis comentar o assunto.
 
Julgamento

Em 25/02/2014  o assassino foi julgado e condenado  13 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial fechado.
 

Caren Cristina dos Santos Barbosa França, de 24 anos, desapareceu após sair de uma festa em Lorena - SP, no dia 20/11/2010

Em 31 de março de 2011a Polícia Civil de Lorena prendeu dois homens por envolvimento no desaparecimento da vendedora Caren Cristina dos Santos Barbosa França

Ambos tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça. Eles são suspeitos de esconder o corpo de Caren, cuja morte é dada como certa pela polícia, que Investiga agora a causa da morte: se natural ou provocada. Rodolfo Rodrigo Dias dos Santos, 23 anos, foi preso na manhã de 31/03/2011, na Vila Rosa, em Lorena. No período da tarde, acompanhado de um advogado, Douglas de Aquino Marçal Corrêa, 25 anos, se apresentou à delegacia.

Segundo a Polícia Civil, Douglas confessou que deu carona a Caren na saída de uma casa noturna na Vila Brito, em Lorena, em 20 de novembro do ano passado. Ele disse que não conhecia a vendedora. Eles contam que seguiram para a chácara da família de Corrêa, na Vila Portugal, onde teriam consumido drogas e passado a noite. Pela manhã, Corrêa disse que encontrou Caren morta na cama. Ela estaria com uma cor arroxeada.

“A princípio, eles serão indiciados por ocultação de cadáver, mas vamos investigar o homicídio também. Douglas é réu confesso”, disse.

Corrêa e Santos permanecerão presos por 30 dias para colaborar com as investigações. Abalada com o desfecho do caso, a mãe de Caren, que mora em Guaratinguetá e esteve na delegacia, não quis comentar o assunto.
 
Julgamento 

Em 25/02/2014  o assassino foi julgado e condenado  13 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial fechado.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Fernanda em 25/02/2014 20:53
Hj o assassino foi julgado e condenado a pena de 13 anos e 6 meses de reclusão em regime inicial fechado. Pegou pouco tempo


Washington Ikeda em 07/05/2013 23:00
Acho muita babaquisse jogar toda a responsa nas costas dos carinhas,a garota era muito doida pertubada msmo curtia de tudo nos churras das facul.Ai ela estrapola e o cara é q leva aculpa.Agora virou santa palhaçada isso.muito facil jogar a culpa nos outros.


Francielle em 08/03/2013 20:50
oi para a familia da caren.. espero que deus tenha confortado os vossos coraçoes, fui a melhor amiga de rafael irmao de caren e 1 semana antes estavamos combinando de sairmos juntas...... foi um back para tds mais espero de coraçao que os culpados paguen p preço.... rita saba que a caren esta do seu lado por td tempo ela viu suas lagrimas..... bon nao chores mais pois deus ja esta no controle! bjos de fraan


Claudio Santana em 07/02/2012 17:25
Eu acredito que realmente a Caren morreu de overdose.Eu a conhecia , ela era muito doidona e tinha problemas como a mãe msmo postou , tinha hipoglicemia.Sou bombeiro e ja vi inumeros casos assim. Qualquer cara não precisa forçar nada para ficar com a Caren. Pq alguem que a mataria?A mãe dela ta fazendo horrores querendo esconder a verdade, não adianta a roupa suja será lavada e vai ficar feio é pra familia dela.Desculpem a sinceridade mas é fato.


Tatá em 15/05/2011 19:27
Infelizmente, segundo notícia do site cruzeiro agora, a Caren está morta. Esse rapaz que deu carona pra ela, a levou para uma chácara, disse que ficaram usando drogas (versão dele) e que quando ele acordou, ela estava morta na cama...daí ele pegou o corpo, queimou, colocou num saco e jogou no rio... Eu acho que ele a matou, mas a polícia precisa de provas, pois ainda não encontraram o corpo pra fazer a perícia.


Iraci Xavier Ferreira Novaes em 12/02/2011 18:26
LEMBRO DO CASO PRICILA JARDIM, SOU DE CRUZEIRO, ACHO QUE A PENA 18 ANOS É POUCO. POIS O SOFRIMENTO DA FAMILIA É PARA A VIDA TODA. IRACI.


Sandra Domingues em 13/12/2010 22:18
A informação postada hoje pelo Luiz não procede, segundo informações de familiares a jovem Caren continua desaparecida.


Luiz em 13/12/2010 15:08
Essa moça estava em Paraty-RJ junto com seu ex... informação de hoje, 13-12-2010, e sequer se manifestou em enviar uma notícia na qual aquietasse o coração da Familia e amigos, e evitasse tantos trabalhos, que se fizeram ser perda de tempo as autoridades, imprensa, e outros, para mim, uma falta de sensilibilidade tamanha, e de educação para a sociedade.


Maria em 03/12/2010 09:15
www.desaparecidos.mj.gov.br site muito sério e tem tido sucesso em encontrar desaparecidos www.maesdase.org.br

 Isabella Cassani Marcela Aragão Hugo Leonardo Mendes Raphael Alves Franco Kamille Karoline da Cunha Pauxis de Souza Irlane dos Santos Lucas da Luz Alves Milena Bittencourt Pontes Vicente Yassuti Nakamatsu André Luíz de Andrade e Maciel Adriele Camacho de Almeida Rosileide Queiros de Oliveira Dennyse Cryslany Paiva Alarcão Janinha Pereira de Freitas Fabrício Rangel Kengen Pedro Henrique dos Santos Pedro Augusto Brito de Jobim Pedro Eduardo de Lima Cléber Cley Pinto Marques Fonseca Filho Eduardo Alfredo Ortelan Cauã Figueiredo de Mendonça Souza
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS