Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Mariana Almeida Andrade (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 18/03/2008

Localização: Sao Paulo (SP)

Data de Nascimento: 00/00/1992 (16 anos)

Data de Falecimento: 18/03/2008

Sexo: Feminino Feminino
 

Segundo a polícia, ele não queria o filho, por ter outra namorada. O corpo de Mariana Almeida Andrade, que foi estrangulada, foi encontrado em um terreno baldio na altura do número 52 da Rua João Lopes Maciel, no Jardim Helena, na zona leste de São Paulo. 

Mariana Almeida Andrade, uma jovem brasileira de 16 anos, grávida e com três meses de gestação, foi assassinada por seu parceiro e pai de seu bebê por negar-se a abortá-lo. Depois do crime, o assassino abandonou o cadáver da desafortunada moça em uma planta petroquímica.

O namorado foi detido e confessou o crime aos policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil.

O homicida de 17 anos, cuja identidade as autoridades não revelaram, "confessou em presença de seu pai" que matou Mariana porque ela se recusou a submeter-se a um aborto e "ele não queria ao bebê porque tinha uma nova noiva", assinalou Marcos Carneiro da Divisão de Homicídios do Departamento de Polícia local.
 
Depois de desculpar-se dizendo que "perdeu a cabeça", o assassino reconheceu que manteve "uma relação paralela com Mariana e com outra garota", asseverou.
 
Por ser menor de idade, o homicida foi internado na Fundação CASA, aonde vão os criminosos de menos de 21 anos de idade.

Mariana Almeida Andrade, uma jovem brasileira de 16 anos, grávida e com três meses de gestação, foi assassinada por seu parceiro e pai de seu bebê por negar-se a abortá-lo. Depois do crime, o assassino abandonou o cadáver da desafortunada moça em uma planta petroquímica.

O namorado foi detido e confessou o crime aos policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil.

Depois de desculpar-se dizendo que "perdeu a cabeça", o assassino reconheceu que manteve "uma relação paralela com Mariana e com outra garota", asseverou.

Por ser menor de idade, o homicida foi internado na Fundação CASA, aonde vão os criminosos de menos de 21 anos de idade.


Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Roseli Cardoso em 25/12/2012 15:56
so me diga uma coisa nos eua esse menor iria pra fundacao ou seria julgado como adulto esse Brasil é o Pais das maravilhas onde menor pd matar roubar mais nao pd trabalhar

Lewdo Ricardo Coelho Severino Eliérica Augusto de Lima Fernanda Venâncio Ramos Patricia Leal dos Santos  Fátima de Lourdes Lopes Correia Lima Erika Pereira Seoane Benoni Alencar Kamyle Vitória do Nascimento Sheyla Santos Turizani Gilcemara Machado Partelli Guzzo Luis Paulo Oliveira Barbosa Rosileide Queiros de Oliveira Larissa de Carvalho Michelle Domingos da Silva Paulo Sérgio Jerônimo da Silva Giovanna Cremon Francisco de Assis Guerra Ramalho Ana Luíza Santos André Barros dos Santos Júnior Flávio Luiz Paixao dos Santos Marcela Aragão
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS