Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Maycon Peterson Rodrigues Pantoja (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 30/12/2008

Localização: Belém (PA)

Data de Nascimento: 30/05/1983 (25 anos)

Data de Falecimento: 30/12/2008

Sexo: Masculino Masculino
 

Por Angélica Elmescany, esposa de Maycon Pantoja

No dia 30 de dezembro de 2008, por volta das 13:15, a vítima Maycon Peterson Rodrigues Pantoja e sua companheira encontravam-se em um Centro Lotérico na Rua Diogo Moia com a Av. Generalíssimo Deodoro, no bairro do Umarizal, em Belém/PA Onde estavam realizando  pagamentos de contas. Quando foram surpreendidos pelo assalto à loteria.

O acusado Bernardo Assunção de Souza, de posse de uma arma de fogo, anunciou o assalto e mandou que a vítima Maycon Pantoja e sua companheira fossem para o interior dos caixas da loteria. Em um guichê ao lado um outro assaltante de vulgo “Negão”, que também estava armado, recolhia o dinheiro do caixa da loteria. Hora em que um cliente reagiu. O acusado BERNARDO foi verificar o que acontecia com o comparsa. Ao retornar puxa a cabeça da vítima Maycon Pantoja, encostando a arma e disparando-a. Após o tiro o acusado BERNARDO vai para o interior da loteria concretizar a empreitada criminosa, roubando da loteria R$ 12.000,00 e  como se nada tivesse acontecido ainda passa por cima do corpo da vítima Maycon Pantoja, que teve morte instantânea. Do lado de fora duas motos aguardando os acusados Bernardo e "Negão", que saíram em fuga.

O acusado Bernardo foi preso em uma ronda da Polícia Militar no bairro da Cremação, no dia 02/01/09 por volta de 13:30h. Assim que avistou a viatura, o acusado Bernardo, que estava em uma moto, com a placa coberta, tentou fugir. Mas foi perseguido pela viatura e foi preso.

O julgamento ocorreu no dia 16/03/2009 pelo Dr. Elder Lisboa Ferreira da Costa, Juiz de Direito da 6ª Vara Criminal da Capital. O réu Bernardo Assunção de Souza foi condenado a 30 anos de reclusão.

A defesa do acusado recorreu, os autos foram encaminhados para o Tribunal de Justiça do Estado. No dia 13/08/2010, o recurso foi apreciado pela 3ª Câmara Criminal Isolada onde houve a unanimidade em dar improvimento ao mesmo, mantendo a sentença condenatória de 30 anos.

 

Eu sou  MOVIDA  pela justiça 

O julgamento ocorreu no dia 16/03/2009 pelo Dr. Elder Lisboa Ferreira da Costa, Juiz de Direito da 6ª Vara Criminal da Capital. O réu Bernardo Assunção de Souza foi condenado a 30 anos de reclusão.

A defesa do acusado recorreu, os autos foram encaminhados para o Tribunal de Justiça do Estado. No dia 13/08/2010, o recurso foi apreciado pela 3ª Câmara Criminal Isolada onde houve a unanimidade em dar improvimento ao mesmo, mantendo a sentença condenatória de 30 anos.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Adelson Loiola da Silva Luciana Barreto Montanhana Julio César Pinto Lima Caio Bianchini Danilo Barros de Souza Fábio Alexandre Maisel Costa Everson Gonçalves Silote Alana Ezequiel Caylee Marie Anthony Janaína Brito Conceição Marcela Aragão Geisson Mauricio Negrello Matheus Abvragov Dalvit Ike Cézar Gonçalves Camila Mozer Pires Machado Deibi Willians dos Santos Giordano Caroline Silva Lee Petrus Soares da Silva Marco Antônio Queiroz Muniz Toni Bernado da Silva Kaio César Alves Muniz Ribeiro
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS