Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Nelson Lopes (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 11/09/2010

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 00/00/1957 (53 anos)

Data de Falecimento: 11/09/2010

Sexo: Masculino Masculino
 

 Nelson Lopes, 53 anos, morreu com três tiros de fuzil, sábado à tarde, dia 11/09/2010, a poucos metros do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, na Ilha do Fundão. Testemunhas disseram aos policiais do 17º BPM (Ilha) que quatro homens, fortemente armados, saltaram de uma Hillux prata e dispararam contra o vigia.

Segundo peritos da Delegacia de Homicídios (DH), os assaltantes roubaram a arma do vigilante, que levou tiros na mão, barriga e peito. Nelson Lopes trabalhava na universidade há 30 anos e foi enterrado neste domingo (12/09/2010) no Cemitério do Catumbi.
 
Segundo um outro vigilante que trabalha no Fundão, e pediu para não se identificar, Nelson teria interrompido a sua ronda para ir a um caixa eletrônico. Antes de sacar o dinheiro, Nelson foi atingido por tiros vindos de um Corolla prata.
 
- Eu acho que ele estava no local errado na hora errada. Desde que abriram o Fundão muitos bondes passam por aqui. Acho que ele foi confundido com um policial civil porque nossa farda se parece com a deles - contou o vigilante, acrescentando que Nelson tentou reagir.
 
A polícia ainda não sabe informar se o crime foi uma tentativa de assalto ou uma execução.  Nelson Lopes deixou esposa, dois filhos e três netos.
 
Nelson Lopes entra para a estatística de vítimas da violência e sua esposa, Marilene, terá que suportar mais uma vez a provação. Em 2008 Marilene perdeu o irmão Luiz Carlos Soares da Costa,  vítima de sequestro relâmpago e acabou sendo morto por policias que alvejaram o carro dos sequestradores.
 
Marilene, ainda sem ter se recuperado da morte do irmão, agora revive a dor e dessa vez a tragédia é com seu marido. O casal Nelson e Marilene sempre esteve muito presente ao Movimento Gabriela Sou da Paz e fez muitos protestos buscando justiça para o irmão, conhecido como Lula.

A morte de Nelson Lopes está sendo investigada pela polícia, mas até o momento não se tem nenhum suspeito.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Sandra Domingues em 30/09/2010 18:23
Marilene querida, que Deus lhe dê o conforto necessário para atravessar esse momento e suportar mais uma vez a tristeza de perder um ente querido para a violência que assola o nosso país. Deus esteja com você e sua família. Receba o nosso carinho e solidariedade.

Sérgio Luis Mendes Everton Barbosa Belmont Bruno Gitahy Zagootho Ledenir Clóvis Valente Júnior Yago Batista de Souza Carlos Eduardo de Souza Garcia Aline Cristina Faria Ramos Priscila Regina Jardim Pedro Henrique dos Santos Daniela Nogueira Oliveira Púbio Theodoro de Sousa Jaqueline Madeira do Nascimento Rosalvo Teixeira Bastos William Francis de Oliveira Morais Valdir Marques Graziele Marçal Franco Jaime Gold Rhian Henrique dos Santos Cuellar Marcelo Alexandrino Costa dos Santos Matheus Favaro Freire Luiz Augusto Antunes Guedes
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS