Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Juliana Pereira da Silva (Bala Perdida)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 26/04/2007

Localização: Rio de Janeiro (RJ)

Data de Nascimento: 12/04/1984 (23 anos)

Data de Falecimento: 26/04/2007

Sexo: Feminino Feminino
 

Juliana Pereira da Silva, 23 anos, vítima de bala perdida, baleada dentro do próprio carro durante troca de tiros por traficantes, Realengo-RJ, em 26/04/2007.

Uma bala perdida destruiu os sonhos de uma jovem no Rio: a estudante e assistente de Publicidade Juliana Pereira da Silva, 23 anos, virou mais uma vítima na triste estatística da violência do estado. Juju, como era apelidada carinhosamente pelos amigos, morreu após ser atingida na virilha às 4h de ontem, quando passava pela Estrada da Água Branca, em Realengo, onde ocorria confronto entre traficantes da Favela do Batan com rivais do Conjunto Fumacê.

A estudante e dois amigos voltavam de uma comemoração. Depois de participar de um evento da fabricante de energéticos onde trabalhava, JJuliana Pereira da Silva entrou de férias e foi festejar com os colegas numa casa de shows em São João de Meriti. Na volta, às 4h, ela foi deixar a amiga Estefani Serpa de Castro, 23 anos, em casa. Sem saber, passou pelo fogo cruzado entre os criminosos. Além de Juliana Pereira da Silva, Estefani ficou ferida por estilhaços de vidros do Celta onde estavam. O carro foi alvejado por quatro tiros nos pneus e lataria.

As duas amigas pararam táxi que passava pelo local e foram para o Hospital Albert Schweitzer, Realengo. Daniel Domingues da Silva, 26 anos, seguiu as amigas no carro de Juliana. Ele não ficou ferido e contou na delegacia ter ouvido os disparos.

O desespero continuou no hospital. Juliana Pereira da Silva perdeu muito sangue, já que a bala atingiu uma veia femoral. Segundo o nutricionista Thiago Madeira, 25 anos, namorado da jovem, não havia cirurgião vascular na unidade, o que foi confirmado pela assessoria da Secretaria Estadual de Saúde.

De acordo com a secretaria, um helicóptero foi acionado para transferir Juliana para o Hospital Souza Aguiar, Centro, mas a estudante teria morrido antes de entrar na aeronave. Já Thiago disse que o helicóptero só teria chegado às 9h e não teria conseguido pousar.

O rapaz afirmou ainda que amigos de Juliana Pereira da Silva chegaram a pedir que os médicos do Albert Schweitzer solicitassem cirurgião em hospitais particulares, já que Juliana tinha plano da saúde, mas nenhum especialista teria sido encontrado. “Se os hospitais tivessem mais recursos, ela teria chance”, criticou.

O subcomandante do 14º BPM (Bangu), major Rocha, declarou que o patrulhamento na região foi intensificado ontem após o confronto.

Segundo a mãe de Juliana Pereira da Silva era uma apaixonada pela vida: “Eu apenas queria que você soubesse /Que aquela alegria ainda está comigo /E que a minha ternura não ficou na estrada / não ficou no tempo, presa na poeira”. A letra da música de Gonzaguinha, que abria a página de Juliana Pereira da Silva no site de relacionamentos Orkut, definia a personalidade cativante da jovem, definida pelos amigos como alguém apaixonada pela vida.

“Ela tinha uma felicidade especial e o sorriso mais encantador que conheci. Vivia com paixão, rodeada de amigos, e tinha uma energia irresistível. Difícil aceitar essa perda. É mais uma vítima da desordem social do Rio”, lamentou a amiga de infância Tatiane Grassi, jornalista e relações-públicas.

Em sua página, dizia ter paixão pelo trabalho, pela mãe, amigos e por ser feliz. Amigos deixaram mais de 50 mensagens lamentando o crime. “Mais uma vítima dessa guerra sem fim. Fica com Deus, Juliana, e olhe por todos nós aqui embaixo.”

Juliana Pereira da Silva era filha única e vivia com a mãe em Bangu. O pai morreu há dois anos e, como os parentes moram na mesma rua, as duas continuaram no local. Mas, segundo o namorado, a jovem tinha medo da violência cada vez mais constante no bairro. “Juliana chegou a comentar que queria sair de lá, mas ficavam presas pela família. Ela evitava até ir a certos lugares”, disse Thiago, namorado da jovem durante um ano e meio.

A jovem Juliana Pereira da Silva completou 23 anos em 12/04/2007. Ela cursava o quinto período de Publicidade e Propaganda na Faculdade Hélio Alonso, em Botafogo. Segundo a amiga de sala de aula Stela Paixão, 20 anos, Juliana Pereira da Silva vivia feliz desde que começou a estagiar na empresa de energéticos, há um ano. “Ela vibrou porque finalmente pôde comprar seu carro, o Celta que estava dirigindo. Foi uma fatalidade, estava no lugar errado e na hora errada.”

 

Balas Perdidas...quando isso vai ter fim?

O cantor, Leandro Sapucahy, expressou nessa linda música " Bala Perdida" toda a realidade da dor de uma família que perde o seu ente querido, vítima de bala perdida...

 
"Pra nunca mais ver na TV outra mamãe chorar, sofrer...enxugue as lágrimas que rolam em pranto...Deus que cubra a todos com Sagrado Manto!"
 
Abaixo-assinado Movimento O Rio Pede Paz e Gabriela Sou da Paz juntos pelas Famílias Vítimas de Balas Perdidas
 
Por favor Assine e Divulgue a Petição Pública
 

Juliana Pereira da Silva, 23 anos, vítima de bala perdida, baleada dentro do próprio carro durante troca de tiros por traficantes, Realengo-RJ, em 26/04/2007.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Vicente Yassuti Nakamatsu Vanessa de Vasconcelos Duarte Lídia de Almeida de Menezes Danilo Barros de Souza Ronaldo de Carvalho Pinto Hávyla Nayara Fabrício Krettli de Souza João Vitor dos Santos Rodrigues e Igor Giovanni dos Santos Rodrigues Márcio Costa Danielle Tobler Esser Bruna Baltresca Gabryelle de Farias Alves Allan Diego Henriques Barbosa André Martins Gonçalves Larissa de Carvalho Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba Daniel Henrique de Souza Rezende Leandro Bossi Nirvana Evangelista da Cruz Alex Damaceno de Souza Marcos Yuri Prado de Oliveira Guirado
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS